Detecção da resistência bacteriana à rifampicina, dapsona e ofloxacina em pacientes hansênicos com baixo índice baciloscópico

Registro completo de metadados
MetadadosDescriçãoIdioma
Autor(es): dc.contributorGomes, Ciro Martins-
Autor(es): dc.contributordanidermato@gmail.com-
Autor(es): dc.creatorAquino, Danielle Costa-
Data de aceite: dc.date.accessioned2022-02-10T21:11:43Z-
Data de disponibilização: dc.date.available2022-02-10T21:11:43Z-
Data de envio: dc.date.issued2021-11-23-
Data de envio: dc.date.issued2021-11-23-
Data de envio: dc.date.issued2021-08-27-
Fonte completa do material: dc.identifierhttps://repositorio.unb.br/handle/10482/42430-
Fonte: dc.identifier.urihttp://educapes.capes.gov.br/handle/capes/647366-
Descrição: dc.descriptionDissertação (mestrado) — Universidade de Brasília, Faculdade de Medicina, Programa de Pós-Graduação em Ciências Médicas, 2021.-
Descrição: dc.descriptionIntrodução: A resistência antimicrobiana na hanseníase é um problema crescente, e o impacto de pacientes com baixos índices baciloscópicos (IBs) na sensibilidade dos testes moleculares é desconhecido. Objetivamos avaliar a sensibilidade do sequenciamento genético para a detecção de mutações relacionadas à resistência antimicrobiana do Mycobacterium leprae em pacientes com baixos IBs por meio de um modelo analítico. Métodos: Pacientes com hanseníase foram incluídos e divididos em dois grupos dependendo do Bis ((≥2+ e < 2+). As sensibilidades dos dois métodos de extração de DNA foram comparadas após amplificação e sequenciamento do elemento repetitivo (RLEP), folP1, rpoB e gyrA do M. leprae. Resultados: Incluímos 56 pacientes com hanseníase: 35 tinham IBs menor que 2+ (22 tinham baciloscopia negativa) e 21 pacientes com IBs maior ou igual a 2+. A sensibilidade da amplificação do alvo RLEP e do sequenciamento gênico de folP1, rpoB e gyrA foi de 50 a 70% menor em pacientes com IB menor que 2+ e foi significativamente reduzida em pacientes com IBs mais baixos para todos os alvos (p <0,001). Um paciente apresentava uma mutação no gene folP1 e 14 pacientes tinham mutações no gene gyrA, mas nenhuma mutação relacionada à resistência antimicrobiana foi encontrada. Conclusões: Podemos concluir que a sensibilidade dos testes moleculares está diretamente relacionada ao IB, mas esses testes ainda podem detectar até 20% dos alvos em pacientes com IBs <2+. Devem ser desenvolvidas novas estratégias para facilitar a detecção da resistência antimicrobiana em pacientes com hanseníase e critérios clínicos razoáveis para o acompanhamento e a introdução de tratamentos alternativos.-
Descrição: dc.descriptionIntroduction: Antimicrobial resistance in leprosy is an emerging problem, and the quantitative impact of low bacilloscopic indexes (BIs) on the sensitivity of molecular tests is unknown. We aimed to evaluate the sensitivity of gene sequencing for the detection of mutations related to antimicrobial resistance in Mycobacterium leprae in patients with low BIs using an analytical model. Methods: Leprosy patients were included and divided into two groups depending on their Bis (≥2+ and < 2+). The sensitivities of the two DNA extraction methods were compared after amplifying and sequencing the repetitive element (RLEP), folP1, rpoB and gyrA in M. leprae. Results: We included 56 leprosy patients: 35 had Bis less than 2+ (22 had negative slit-skin smear [SSS] results) and 21 patients with BIs greater than or equal to 2+. The sensitivity of the amplification of the RLEP target and the gene sequencing of folP1, rpoB and gyrA was 50 to 70% lower in patients with a BI less than 2+ (Table 5) and was significantly reduced in patients with lower BIs for all targets (p<0.001). One patient had a mutation in the folP1 gene, and 14 patients had mutations in the gyrA gene, but no mutations related to antimicrobial resistance were found. Conclusions: We can conclude that the sensitivity of molecular tests is directly related to the BI, but these tests can still detect up to 20% of the targets in patients with BIs < 2+. New strategies to facilitate the more sensitive detection of antimicrobial resistance in leprosy patients and reasonable clinical criteria for follow-up and the introduction of alternative treatments must be developed.-
Formato: dc.formatapplication/pdf-
Direitos: dc.rightsAcesso Aberto-
Direitos: dc.rightsA concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.-
Palavras-chave: dc.subjectHanseníase-
Palavras-chave: dc.subjectTeste de sensibilidade microbiana-
Palavras-chave: dc.subjectReação em cadeia da polimerase-
Palavras-chave: dc.subjectTerapêutica-
Título: dc.titleDetecção da resistência bacteriana à rifampicina, dapsona e ofloxacina em pacientes hansênicos com baixo índice baciloscópico-
Tipo de arquivo: dc.typelivro digital-
Aparece nas coleções:UNB

Não existem arquivos associados a este item.