Estudo clínico-radiológico do esôfago e dos cólons na fase aguda da doença de Chagas com relato de três casos de remissão espontânea de aperistalse do esôfago do grupo I

Registro completo de metadados
MetadadosDescriçãoIdioma
Autor(es): dc.creatorRassi, Anis-
Autor(es): dc.creatorRezende, Joffre Marcondes de-
Data de aceite: dc.date.accessioned2021-10-14T18:42:27Z-
Data de disponibilização: dc.date.available2021-10-14T18:42:27Z-
Data de envio: dc.date.issued2017-12-07-
Data de envio: dc.date.issued2017-12-07-
Data de envio: dc.date.issued2011-
Fonte completa do material: dc.identifierhttp://repositorio.unb.br/handle/10482/27958-
Fonte completa do material: dc.identifierhttps://dx.doi.org/10.1590/S0037-86822011000100016-
Fonte: dc.identifier.urihttp://educapes.capes.gov.br/handle/capes/638048-
Descrição: dc.descriptionINTRODUÇÃO: O esôfago e os cólons foram investigados em pacientes na fase aguda da doença de Chagas, entre 1956 e 1989. MÉTODOS: A deglutição e o exame radiológico do esôfago foram explorados em 94 (90,4%) pacientes, sendo excluídas 10 crianças em virtude de tenra idade. O enema opaco foi realizado em 59 (56,7%) pacientes. RESULTADOS: A deglutição foi referida como normal em 86 (91,5%) pacientes, 5 dos quais apresentaram aperistalse do grupo I, enquanto a disfagia incipiente foi referida por 8, dos quais 7 apresentaram exame radiológico normal e apenas um, aperistalse do grupo I. Um segundo exame radiológico, realizado em 4 dos 6 casos, 6 meses após o primeiro, mostrou-se normal em 3 e permaneceu inalterado em um, o único que recebeu tratamento (benzonidazol) e considerado como curado da infecção. O ritmo intestinal resultou normal em 96 (92,3%) pacientes, obstipado em 7 (6,7%) e diarreico em um (1%). O enema evidenciou resultado normal em 54 (91,5%) pacientes, dolicossigmoide em 4 (6,8%) e dolicorretomegassigmoide em um (1,7%), que a eletromanometria demonstrou ser de natureza funcional. CONCLUSÕES: Para explicar a regressão da aperistalse, aventaram os autores duas hipóteses que não se excluem. A primeira,é a de que o processo inflamatório intramural na fase inicial da infecção poderia interferir na motilidade esofagiana, enfraquecendo a onda peristáltica; com a regressão do processo inflamatório, o peristaltismo voltaria ao normal, desde que a desnervação fosse limitada; a segunda hipótese é a de que tenha havido real re-inervação, com recuperação normal da onda peristáltica.-
Descrição: dc.descriptionINTRODUCTION: The esophagus and colons of patients with acute Chagas disease were studied. METHODS: Deglutition and radiological examination of the esophagus were assessed in 94 (90.4%) patients, 10 children were excluded due to their age. Intestinal transit was assessed in 59 (56.7%) patients. RESULTS: Deglutition was normal in 86 (91.5%) patients, 5 of whom presented aperistalsis (group I). Incipient dysphagia was reported by 8 patients, 7 of whom normal barium swallowing, while only one presented esophageal aperistalsis (group I). A second radiological examination of the esophagus was performed in 4 of the 6 cases with aperistalsis 6 months after the initial test. It was normal in 3, and showed aperistalsis in one case, the only patient who was treated with benznidazole and considered cured of the infection. Intestinal transit was normal in 96 (92.3%) patients, constipated in 7 (6.7%), and diarrheic in one (1%). Barium enema was normal in 54/59 (91.5%), showed a dolichosigmoid in 4 (6.8%) and a dolichorectomegasigmoid in one (1.7%), of functional origin, according to the electromanometric results. CONCLUSIONS: To explain the regression of aperistalsis, 2 non-excluding hypothesis were postulated: the intramural inflammatory process, established during the acute phase, could interfere with esophageal motility by weakening the peristaltic waves; with the remission of the inflammatory reaction, the peristaltic activity of the esophagus would return to normal, as long as no extensive denervation occurred; and/or a definitive reinnervation is responsible for the recuperation of the normal esophageal peristaltic activity.-
Formato: dc.formatapplication/pdf-
Idioma: dc.languagept_BR-
Publicador: dc.publisherSociedade Brasileira de Medicina Tropical - SBMT-
Direitos: dc.rightsAcesso Aberto-
Palavras-chave: dc.subjectDoença de Chagas-
Palavras-chave: dc.subjectFase aguda-
Palavras-chave: dc.subjectEsôfago e cólons-
Palavras-chave: dc.subjectChagas disease-
Palavras-chave: dc.subjectAcute phase-
Palavras-chave: dc.subjectEsophagus and colon-
Título: dc.titleEstudo clínico-radiológico do esôfago e dos cólons na fase aguda da doença de Chagas com relato de três casos de remissão espontânea de aperistalse do esôfago do grupo I-
Título: dc.titleClinical and radiological evaluation of the esophagus and colon in the acute phase of Chagas disease with Report of three cases of spontaneous remission of esophageal group I aperistalsis-
Tipo de arquivo: dc.typelivro digital-
Aparece nas coleções:UNB

Não existem arquivos associados a este item.