Dinâmica temporal e espacial da comunidade de borboletas frugívoras (Nymphalidae) do Cerrado

Registro completo de metadados
MetadadosDescriçãoIdioma
Autor(es): dc.contributorDiniz, Ivone Rezende-
Autor(es): dc.creatorFreire Júnior, Geraldo de Brito-
Data de aceite: dc.date.accessioned2021-10-14T18:42:03Z-
Data de disponibilização: dc.date.available2021-10-14T18:42:03Z-
Data de envio: dc.date.issued2015-10-28-
Data de envio: dc.date.issued2015-10-28-
Data de envio: dc.date.issued2015-10-28-
Data de envio: dc.date.issued2015-04-28-
Fonte completa do material: dc.identifierhttp://repositorio.unb.br/handle/10482/18647-
Fonte completa do material: dc.identifierhttp://dx.doi.org/10.26512/2015.04.T.18647-
Fonte: dc.identifier.urihttp://educapes.capes.gov.br/handle/capes/637889-
Descrição: dc.descriptionTese (doutorado)—Universidade de Brasília, Instituto de Ciências Biológicas, Programa de Pós-Graduação em Ecologia, 2015.-
Descrição: dc.descriptionO presente estudo é inovador porque além de determinar os padrões da dinâmica temporal e espacial dos Nymphalidae no Cerrado relacionou os mecanismos (preditores) que melhor explicam esses padrões. As borboletas frugívoras foram capturadas de julho/2012 a junho/2013 em 60 armadilhas igualmente distribuídas em duas alturas (dossel e sub-bosque) no cerrado sensu stricto e na mata de galeria das proximidades de Brasilia-DF. Foram capturadas 3.459 borboletas de 62 espécies. Em geral os meses mais quentes e úmidos (mar–abr) foram aqueles com maior abundância e riqueza de borboletas. Borboletas grandes foram temporalmente mais restritas e ocorreram em maior sincronia com a oferta ótima de recurso alimentar do que seus relativos menores. No cerrado sensu stricto houve maior variação temporal da abundância e da riqueza de espécies do que na mata de galeria. Maior abundância e a riqueza de borboletas estiveram associadas às menores variações de temperatura e umidade do ar em micro-escala. Na mata de galeria, houve maior substituição de espécies ao longo do tempo do que no cerrado sensu stricto. O presente estudo mostra que a variação na diversidade temporal dos Nymphalidae é influenciada por uma série de fatores, muitas vezes dependentes e é bem mais complexa do que a simples associação da dinâmica dos Nymphalidae com as variáveis climáticas regionais. Com relação às variações espaciais, mais borboletas foram capturadas próximo ao solo do que no dossel como também no cerrado sensu stricto do que na mata de galeria. Maior riqueza de espécies ocorreu na mata de galeria (55 spp.) do que no cerrado sensu stricto (34 spp.). A composição de espécies de Nymphalidae foi distinta na dimensão horizontal (mata de galeria e cerrado sensu stricto) e, na mata de galeria, foram observadas comunidades distintas na dimensão vertical (dossel e sub-bosque). A altura das armadilhas influenciou negativamente a abundância de Nymphalidae. Áreas com maior densidade de plantas herbáceas foram aquelas com maior abundância de borboletas. Áreas com maior densidade de plantas lenhosas estiveram associadas à maior riqueza de espécies de Nymphalidae. O presente estudo ressalta a heterogeneidade de habitat como um importante componente de diversidade dessas borboletas no Cerrado. A dimensão vertical, até então negligenciada em estudos prévios no Cerrado, é determinante para a estruturação da comunidade de Nymphalidae na mata de galeria e contribui para a maior riqueza de espécies nesse habitat. Vale ressaltar que a riqueza e a composição de espécies vegetais, além da distância espacial, em menor porção, foram determinantes para a estruturação da comunidade dessas borboletas. Assim, as matas de galeria, espacialmente heterogêneas nas dimensões horizontal e vertical, agrupam maior parte da diversidade de borboletas observadas nesse estudo e devem ser priorizadas frente à intensa transformação da paisagem nesse bioma.-
Descrição: dc.descriptionThis study is inovative to the field of community ecology by describing spatial and temporal dynamics of fruit-feeding butterflies (Nymphalidae) in Cerrado, and defining relationships among the predictors that better explain these patterns. The Nymphalidae were captured from July/2012 to June/2013 in 60 bait-traps equally distributed into different vertical strata (canopy and understory) in areas of cerrado sensu stricto (savanna-like vegetation) and gallery forests around Brasilia, Brazil. A total of 3,459 butterflies from 62 species were captured. Generally, warmer and humid months (Apr-Mar) were related to higher Nymphalidae abundance and species richness. Larger butterflies were temporally more restricted and more related to periods of optimum food resource availability (ripe fruits) than smaller butterflies. Butterfly abundance and species richness showed higher temporal variation in savanna areas than gallery forest areas. Additionally, these variables were related to periods of lower variation in air temperature and humidity in a micro-scale. In gallery forest areas there was higher temporal species composition turnover than in savanna sites. This study also showed that the temporal diversity pattern in Nymphalidae is influenced by a number of factors, often inter-dependent. Regarding the spatial dynamics, there was a higher abundance of butterflies in the understory than in the canopy, and also in the savanna areas than in the gallery forest areas. Higher species richness was observed in the gallery forest (55 spp.) than in the savanna areas (34 spp.). A distinct community structure was observed in each savanna and gallery forest and between canopy and understory in the gallery forest. The butterfly abundance was negatively influenced by the height where the traps were installed. Butterfly abundance was positively correlated to higher herbaceous plant density, and species richness was correlated to higher woody plant density. This study highlights the habitat heterogeneity as an important factor that promotes high butterfly diversity in the Cerrado biome. The vertical dimension of the gallery forest is crucial to the understanding of the spatial species turnover, and contributes to the higher butterfly diversity in this habitat compared to the savanna areas. Besides the spatial distance, plant species composition was important in structuring the butterfly community. Thus, the gallery forests, as an heterogeneous habitat at the vertical and horizontal dimensions, contain most of the butterfly diversity and need to be protected against the intense landscape conversion in this biome.-
Formato: dc.formatapplication/pdf-
Direitos: dc.rightsAcesso Aberto-
Direitos: dc.rightsA concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.-
Palavras-chave: dc.subjectBorboletas-
Palavras-chave: dc.subjectBiodiversidade-
Palavras-chave: dc.subjectClima-
Palavras-chave: dc.subjectBorboletas - Cerrados-
Título: dc.titleDinâmica temporal e espacial da comunidade de borboletas frugívoras (Nymphalidae) do Cerrado-
Tipo de arquivo: dc.typelivro digital-
Aparece nas coleções:UNB

Não existem arquivos associados a este item.