As mediações da comida árabe na vida cotidiana de membros de origem palestina do grupo Juventude Sanaúd

Registro completo de metadados
MetadadosDescriçãoIdioma
Autor(es): dc.contributorRosa, Marcelo Carvalho-
Autor(es): dc.creatorPorto, Caio Fábio Sampaio-
Data de aceite: dc.date.accessioned2021-10-14T18:40:10Z-
Data de disponibilização: dc.date.available2021-10-14T18:40:10Z-
Data de envio: dc.date.issued2021-09-03-
Data de envio: dc.date.issued2021-09-03-
Data de envio: dc.date.issued2021-09-03-
Data de envio: dc.date.issued2021-07-02-
Fonte completa do material: dc.identifierhttps://repositorio.unb.br/handle/10482/42020-
Fonte: dc.identifier.urihttp://educapes.capes.gov.br/handle/capes/637157-
Descrição: dc.descriptionDissertação (mestrado) — Universidade de Brasília, Instituto de Ciências Sociais, Departamento de Sociologia, 2021.-
Descrição: dc.descriptionEsta pesquisa objetiva compreender as mediações da comida árabe na vida cotidiana de integrantes de origem palestina do grupo Juventude Sanaúd. Investiga-se: o que é comida árabe para as interlocutoras que a definem; de quais situações da vida cotidiana das interlocutoras a comida árabe participa; e que diferença faz a comida árabe em suas vidas cotidianas. Esta pesquisa foi realizada através de revisão bibliográfica, entrevistas semiestruturadas e observação participante. Os dados obtidos foram analisados a partir de contribuições da teoria ator-rede (ANT). Este trabalho revisa a bibliografia que trata da migração de palestinos ao Brasil, destacando o processo de formação de grupos que leva à fundação da Juventude Sanaúd em 1982 e à sua reformulação em 2019. O uso do termo “comida árabe” é sustentando teoricamente revisando as literaturas: do campo da alimentação nas ciências sociais; que tratam da presença árabe no Brasil; e que discutem comida árabe entre palestinos. Usar “comida árabe” permite destacar a heterogeneidade e instabilidade constitutivas do objeto, sem lhe atribuir um ordenamento exemplar. Os relatos das interlocutoras são compostos de três temas: o que é comida árabe; a comida árabe em suas relações familiares; e a comida árabe em suas relações com a Palestina e com ser palestina. Conclui-se, a partir destes relatos e da revisão de literatura, que não há característica essencial que faça de algo comida árabe: pelo contrário, ela é compilada pelas interlocutoras nas situações de suas vidas cotidianas das quais a comida árabe participa. Compilada, a comida árabe se torna actante de importância significativa na rede de vinculamentos que permite que os actantes delas partícipes se façam uns aos outros. Inserida nessa rede, a comida é feita “árabe”, participando do que faz daqueles que a compilam “palestinos”. Propõe-se chamar à rede de vinculamentos que faz comida árabe e interlocutoras palestinas palestinidade.-
Descrição: dc.descriptionCoordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES).-
Descrição: dc.descriptionThis research aims to understand the mediations of Arab food in the everyday lives of Palestinian members of the group Juventude Sanaúd. It investigates what Arab food is and how the interlocutors define it; which situations in their everyday lives Arab food participates in; and what difference Arab food makes in their everyday lives. This research was based on literature review, semi-structured interviews, and participant observation. The data obtained was analyzed using contributions from actor-network theory (ANT). This research reviews the bibliography dealing with the migration of Palestinians to Brazil, highlighting the processes that leads to the foundation of Juventude Sanaúd in 1982 and its reformulation in 2019. The use of the term “Arab food” is theoretically supported by revising the literatures: from the field of food studies in the social sciences; that deal with the Arab presence in Brazil; and which studies Arab food among Palestinians. Using “Arab food” allows us to highlight the heterogeneity and instability that constitute the object, without attributing an exemplary order to it. The interlocutors' accounts are composed of three themes: what is Arab food; Arab food in their family relationships; and Arab food in its relations with Palestine and with being a Palestinian. It is concluded that there is no essential characteristic that makes something Arab food: on the contrary, it is gathered by the interlocutors in the situations of their daily lives in which Arab food participates. Gathered, Arab food becomes an actant of significant importance in the network of attachments that allows its participating actants to make one another. Inserted in this network, the food is made “Arab” and participates in what makes those who gather it “Palestinians”. It is proposed to call the network of attachments that makes Arab food and Palestinian interlocutors Palestinity.-
Formato: dc.formatapplication/pdf-
Direitos: dc.rightsAcesso Aberto-
Direitos: dc.rightsA concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.-
Palavras-chave: dc.subjectHábitos alimentares-
Palavras-chave: dc.subjectComida árabe-
Palavras-chave: dc.subjectComida palestina-
Palavras-chave: dc.subjectDiáspora palestina - Brasil-
Palavras-chave: dc.subjectTeoria Ator-rede-
Título: dc.titleAs mediações da comida árabe na vida cotidiana de membros de origem palestina do grupo Juventude Sanaúd-
Tipo de arquivo: dc.typelivro digital-
Aparece nas coleções:UNB

Não existem arquivos associados a este item.