Diversidade da fauna de Cladocera (Crustacea, Branchiopoda) associada à macrófitas em áreas úmidas naturais do Cerrado do Brasil Central

Registro completo de metadados
MetadadosDescriçãoIdioma
Autor(es): dc.contributorPujol-Luz, José Roberto-
Autor(es): dc.contributorElmoor-Loureiro, Lourdes Maria Abdu-
Autor(es): dc.creatorSousa, Francisco Diogo Rocha-
Data de aceite: dc.date.accessioned2021-10-14T18:39:08Z-
Data de disponibilização: dc.date.available2021-10-14T18:39:08Z-
Data de envio: dc.date.issued2012-05-15-
Data de envio: dc.date.issued2012-05-15-
Data de envio: dc.date.issued2012-05-15-
Data de envio: dc.date.issued2012-02-24-
Fonte completa do material: dc.identifierhttp://repositorio.unb.br/handle/10482/10470-
Fonte: dc.identifier.urihttp://educapes.capes.gov.br/handle/capes/636736-
Descrição: dc.descriptionDissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Biologia, Programa de Pós-Graduação em Ecologia, 2012.-
Descrição: dc.descriptionEmbora a convenção de Ramsar tenha verificado a importância das áreas úmidas para biodiversidade, estudos com este enfoque, no Brasil, têm sido conduzidos quase que exclusivamente em grandes áreas de planície, e dados sobre a diversidade da fauna de Cladocera são conhecidos principalmente nas planícies do Rio Paraná e Pantanal. Em áreas úmidas de menor porte, como as encontradas no Cerrado do Brasil Central, estudos são escassos e pouco se conhece sobre padrões de diversidade das assembléias de Cladocera. Este estudo objetivou investigar a diversidade da fauna de Cladocera em áreas úmidas localizadas em duas áreas que protegem fragmentos de Cerrado no Brasil Central. Três áreas no Parque Nacional de Brasília (Lagoa do Henrique, Lagoa do Exército e Peito de Moça) e três no Campo de Instrução de Formosa (Lagoa Cabocla I, Lagoa Cabocla II e Lagoa Grande) foram amostradas. As coletas foram conduzidas em 2009 em duas campanhas, uma no período seco e uma no chuvoso. Os dados de macrófitas, variáveis limnológicas e Cladocera foram obtidos obedecendo um gradiente de profundidade ou modificação na vegetação. Foram encontradas no total, 31 espécies de Cladocera, distribuídas em cinco famílias, com maior contribuição em número de espécies para Chydoridae. A utilização de estimadores de riqueza de espécies baseados em abundância evidenciou, por meio da análise assintótica de curvas de acumulação e porcentagem média de extrapolação, eficiência na obtenção dos dados de riqueza para assembléia de Cladocera. A avaliação composicional da fauna mostrou similaridade entre o Parque Nacional de Brasília e o Campo de Instrução de Formosa, contudo, a avaliação por área úmida apresentou composição especifica segundo os resultados da ANOSIM (R = 0,311; p = 0,001), sendo corroborado pela presença de espécies indicadoras destas áreas. Os resultados das variáveis limnológicas mostraram características de ambientes prístinos, principalmente baixas concentrações de nutrientes e valores de condutividade elétrica reduzidos, as quais não foram boas descritoras da diversidade da fauna de Cladocera para as áreas úmidas estudadas (r = 0,0367; p = 0,8). Por outro lado, a diversificação de habitats gerada pela riqueza de macrófitas parece ter um papel importante para a diversidade local de Cladocera, dado a importância relativa das regressões confrontando os dados de riqueza para macrófita e Cladocera, que em cinco das seis áreas úmidas estudas apresentaram valores de R2 > 0,5. Ainda, a avaliação da diversidade α para assembléia de Cladocera mostrou ser maior, em média, no Campo de Instrução de Formosa segundo os resultados da rarefação e dos índices de Shannon, Equitabilidade, Simpson e Distinção taxonômica (p < 0,05). Por outro lado, a avaliação diversidade β foi maior no Parque Nacional de Brasília quando comparado ao Campo de Instrução de Formosa (F = 10,384; p = 0,002). Apesar disto, a variabilidade na composição de espécies para ambas as áreas parece ser determinada, especialmente, pela variabilidade ambiental gerada pelas macrófitas aquáticas. Os resultados deste estudo apontam que nas áreas úmidas palustres localizadas no Cerrado Brasileiro, a heterogeneidade espacial fornecida pelas macrófitas podem ser importantes descritoras da diversidade local e regional de Cladocera. _______________________________________________________________________________________ ABSTRACT-
Descrição: dc.descriptionAlthough the Ramsar Convention has noted the importance of wetlands for biodiversity, studies with this focus in Brazil have been conducted almost exclusively in large floodplains, and data on the diversity of Cladocera fauna are known mainly in the Paraná River floodplain and Pantanal. In smaller wetlands, such as those found in the Cerrado of Brazil Central, studies are scarce and knowledge about diversity patterns of Cladocera assemblages is reduced. This study aimed to investigate the diversity of the Cladocera fauna in paludal wetlands located in two protected areas of Brazil Central. Three areas in Parque Nacional de Brasília (Henrique Pond, Exército Pond and Peito de Moça) and three in Campo de Instrução de Formosa (Cabocla I Pond, Cabocla II pond and Grande Pond) were sampled. Sampling was performed during the dry and rainy season of the year 2009. The data of macrophytes, Cladocera and limnological variables were obtained obeying a gradient of change in the depth or aquatic vegetation. We found 31 species of Cladocera in total, distributed in five families, with major contribution in number of species for Chydoridae. The use of estimators of species richness based in abundance showed, by analyzing the asymptotic curves of accumulation and mean percentage of over-estimate, efficiency in collect of good data set of richness for Cladocera assemblage. The analyze of species composition showed similarity between the Parque Nacional de Brasília and Campo de Instrução de Formosa, however, the analyze by wetland sampled presented specific species composition according to the results of ANOSIM (R = 0.311; p = 0.001), being corroborated for the presence of indicator species of these wetlands. The results of limnological variables showed characteristics of pristine environments, specially low concentrations of nutrients and low values of conductivity electric, which were not good descriptors of diversity Cladocera fauna for the wetlands studied (r = 0.0367; p = 0.8). On the other hand, diversification of habitats created by richness of macrophytes seems to have an important hole to the local diversity of Cladocera, given the relative importance of regressions confronting the data for macrophyte richness and Cladocera, which in five of six wetlands studied presented values of R2 > 0.5. Besides, the analyze of diversity α, showed mean higher to the Campo de Instrução de Formosa according to the results of Shannon, Evenness, Simpson and taxonomic distinctness index (p < 0.05). On the other hand, the evaluation of diversity β was higher in the Parque Nacional de Brasília when compared to the Campo de Instrução de Formosa (F = 10.384; p = 0.002). Nevertheless, the variability in species composition in both protected areas seems to be determined, specially, by environmental variability generated by aquatic macrophytes. The results of this study indicate that in paludal wetlands located in Brazilian Cerrado, the spatial heterogeneity provided by macrophytes can be a important descriptor of local and regional diversity of Cladocera.-
Formato: dc.formatapplication/pdf-
Direitos: dc.rightsAcesso Aberto-
Palavras-chave: dc.subjectCrustáceo - Cerrados - Brasil-
Palavras-chave: dc.subjectAnimais do Cerrado-
Título: dc.titleDiversidade da fauna de Cladocera (Crustacea, Branchiopoda) associada à macrófitas em áreas úmidas naturais do Cerrado do Brasil Central-
Tipo de arquivo: dc.typelivro digital-
Aparece nas coleções:UNB

Não existem arquivos associados a este item.