Cora Coralina e Mary Oliver : a poesia nos diferentes solos e contextos à luz da ecocrítica

Registro completo de metadados
MetadadosDescriçãoIdioma
Autor(es): dc.contributorSiewierski, Henryk-
Autor(es): dc.creatorAndrade, Mislainy Patricia de-
Data de aceite: dc.date.accessioned2021-10-14T18:38:31Z-
Data de disponibilização: dc.date.available2021-10-14T18:38:31Z-
Data de envio: dc.date.issued2019-09-09-
Data de envio: dc.date.issued2019-09-09-
Data de envio: dc.date.issued2019-09-09-
Data de envio: dc.date.issued2019-02-27-
Fonte completa do material: dc.identifierhttp://repositorio.unb.br/handle/10482/35417-
Fonte: dc.identifier.urihttp://educapes.capes.gov.br/handle/capes/636497-
Descrição: dc.descriptionTese (doutorado)—Universidade de Brasília, Instituto de Letras, Departamento de Teoria Literária e Literaturas, 2019.-
Descrição: dc.descriptionO presente estudo é uma leitura reflexiva, à luz da perspectiva ecocrítica e de teorias ecofeministas, de contos e poemas de Cora Coralina (1889-1985) e de Mary Oliver (1935), respectivamente, brasileira do estado de Goiás e norte-americana do estado de Ohio. O estudo focaliza a relação telúrica de cada uma com a natureza e seu meio social, em particular, durante o período em que viveram, Cora, na cidade de Goiás e, Oliver, em Provincetown, Massachustts, cidades onde produziram a maior parte de seus escritos. O olhar comparativista permite sinalizar e interpretar relevantes convergências, marcadas pela sensibilidade feminina, na representação da natureza, com a ênfase no nascimento e nos ciclos da vida, comuns a todos os seres vivos. A observação de uma cumplicidade, respeito e devoção de ambas para com a natureza leva também a uma reflexão sobre a importância de uma relação dialógica com as culturas por vezes chamadas de primitivas. A representação poética da natureza não deixa de ser também uma forma de celebração da vida em suas diversas manifestações. Na poesia de Cora, encontramos maior comprometimento com temas sociais que dão voz aos marginalizados, às minorias, e à luta pela igualdade entre os seres. As vozes de ambas as poetas, que representam poéticas e tradições literárias e culturais diferentes, no espelho da proposta ecocrítica convergem como argumentos fortes de um projeto de educação, conscientização, e preservação ambiental cada vez mais articulado e necessário no mundo de hoje.-
Descrição: dc.descriptionThe present study is a reflective reading of Cora Coralina (1889-1985), from the Brazilian State of Goiás, and of Mary Oliver (1935), from the State of Ohio in the United States of America, based on the ecocriticism framework and ecofeminist theories. The study focuses on the telluric relationship from each poet with nature, and their social environment, particularly during the period in which they lived: Cora in the city of Goiás, Goiás, and Oliver in Provincetown, Massachustts; small cities in where both poets produced most of their literary work. The comparativist point of view allows us to highlight, and interpret relevant convergences, marked by the feminine sensibility in the representation of nature, emphasizing the birth and the life cycles, common to all living beings. The observation of complicity, respect, and devotion from both poets to nature, also leads us to reflect about the importance of a dialogical relationship with the cultures, sometimes called primitives. The poetic representation of nature is also a way of celebrating life in its multiple manifestations. In Cora's poetry, we find a greater commitment with the social issues that give voice to the marginalized; the minorities, and to the struggle for equality among beings. The voices of these women poets who represent poetics and literary and cultural different traditions, in the mirror of the ecocritical framework, are converged on strong arguments of an education, awareness, and environmental preservation project, increasingly articulated, and necessary in our current world.-
Formato: dc.formatapplication/pdf-
Direitos: dc.rightsAcesso Aberto-
Direitos: dc.rightsA concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.-
Palavras-chave: dc.subjectCoralina, Cora, 1889-1985 - crítica e interpretação-
Palavras-chave: dc.subjectOliver, Mary, 1935-2019 - crítica e interpretação-
Palavras-chave: dc.subjectLiteratura - crítica e interpretação-
Palavras-chave: dc.subjectPoesia-
Palavras-chave: dc.subjectEcofeminismo-
Título: dc.titleCora Coralina e Mary Oliver : a poesia nos diferentes solos e contextos à luz da ecocrítica-
Tipo de arquivo: dc.typelivro digital-
Aparece nas coleções:UNB

Não existem arquivos associados a este item.