Aborto no Brasil : uma pesquisa domiciliar com técnica de urna

Registro completo de metadados
MetadadosDescriçãoIdioma
Autor(es): dc.creatorDiniz, Debora-
Autor(es): dc.creatorMedeiros, Marcelo-
Data de aceite: dc.date.accessioned2021-10-14T18:38:22Z-
Data de disponibilização: dc.date.available2021-10-14T18:38:22Z-
Data de envio: dc.date.issued2011-06-04-
Data de envio: dc.date.issued2011-06-04-
Data de envio: dc.date.issued2010-06-
Fonte completa do material: dc.identifierhttp://repositorio.unb.br/handle/10482/8215-
Fonte completa do material: dc.identifierhttps://dx.doi.org/10.1590/S1413-81232010000700002-
Fonte: dc.identifier.urihttp://educapes.capes.gov.br/handle/capes/636433-
Descrição: dc.descriptionO artigo apresenta os primeiros resultados da Pesquisa Nacional de Aborto (PNA), um levantamento por amostragem aleatória de domicílios, realizado em 2010, cuja cobertura abrangeu as mulheres com idades entre 18 e 39 anos em todo o Brasil urbano. A PNA combinou duas técnicas de sondagem: a técnica de urna e questionários preenchidos por entrevistadoras. Seus resultados indicam que, ao final da vida reprodutiva, mais de uma em cada cinco mulheres já fez aborto, ocorrendo os abortos em geral nas idades que compõem o centro do período reprodutivo das mulheres, isto é, entre 18 e 29 anos. Não se observou diferenciação relevante na prática em função de crença religiosa, mas o aborto se mostrou mais comum entre mulheres de menor escolaridade. O uso de medicamentos para a indução do último aborto ocorreu em metade dos casos e a internação pós-aborto foi observada em cerca de metade dos abortos. Tais resultados levam a concluir que o aborto deve ser prioridade na agenda de saúde pública nacional. _______________________________________________________________________________ ABSTRACT-
Descrição: dc.descriptionThis study presents the first results of the National Abortion Survey (PNA, Pesquisa Nacional de Aborto), a household random sample survey fielded in 2010 covering urban women in Brazil aged 18 to 39 years. The PNA combined two techniques, interviewer-administered questionnaires and self-administered ballot box questionnaires. The results of PNA show that at the end of their reproductive health one in five women has performed an abortion, with abortions being more frequent in the main reproductive ages, that is, from 18 to 29 years old. No relevant differentiation was observed in the practice of abortion among religious groups, but abortion was found to be more common among people with lower education. The use of medical drugs to induce abortion occurred in half of the abortions, and post-abortion hospitalization was observed among approximately half of the women who aborted. Such results lead to conclude that abortion is a priority in the Brazilian public health agenda.-
Formato: dc.formatapplication/pdf-
Direitos: dc.rightsAcesso Aberto-
Palavras-chave: dc.subjectAborto - pesquisa - Brasil-
Título: dc.titleAborto no Brasil : uma pesquisa domiciliar com técnica de urna-
Título: dc.titleAbortion in Brazil : a household survey using the ballot box technique-
Tipo de arquivo: dc.typelivro digital-
Aparece nas coleções:UNB

Não existem arquivos associados a este item.