Facebook : uma possível ferramenta de gestão para o PET?

Registro completo de metadados
MetadadosDescriçãoIdioma
Autor(es): dc.contributorMoraes, Raquel de Almeida-
Autor(es): dc.creatorLima, Francisco Roberto Vasconcelos de.-
Data de aceite: dc.date.accessioned2021-10-14T18:37:39Z-
Data de disponibilização: dc.date.available2021-10-14T18:37:39Z-
Data de envio: dc.date.issued2014-08-13-
Data de envio: dc.date.issued2014-08-13-
Data de envio: dc.date.issued2014-08-13-
Data de envio: dc.date.issued2013-12-11-
Fonte completa do material: dc.identifierhttp://repositorio.unb.br/handle/10482/16073-
Fonte: dc.identifier.urihttp://educapes.capes.gov.br/handle/capes/636153-
Descrição: dc.descriptionDissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Educação, Programa de Pós-Graduação em Educação, Mestrado Profissional em Educação, 2013.-
Descrição: dc.descriptionO presente estudo intenciona investigar como a Administração Pública, em especial o Ministério da Educação (MEC), através suas políticas públicas e seus programas educacionais, se posiciona frente ao fenômeno das redes sociais virtuais, em especial os websites de relacionamentos com seus dados armazenados na Internet (Web 2.0), mais especificamente, o Facebook. Além disso, buscamos saber se os gestores nacionais e locais do Programa de Educação Tutorial (PET) da SESu/MEC fazem uso do Facebook na gestão de seus grupos. Desse modo, esta pesquisa exploratória analisa o potencial da virtualidade da Web 2.0 e de suas redes sociais na gestão de programas educacionais. A metodologia utilizada no desenvolvimento da pesquisa aqui relatada buscou seguir os postulados de uma pesquisa exploratória. Seu corpus foi examinado por meio da técnica de análise de conteúdo como nos é ensinado por Laurence Bardin. Como modelo teórico de gestão da administração pública, usou-se o proposto por Ana Paula Paes de Paula, ao qual chama vertente societal de gestão da Administração Pública, a qual propõe a maior participação dos cidadãos comuns na condução das políticas públicas, entre outros aspectos sociais importantes. Tal modelo é apresentado nesse trabalho como alternativa à vertente gerencial implantada no período neoliberal dos anos 1990, sobretudo no governo de FHC. Os resultados apontam para o fato de que a gestão dos grupos PET, no âmbito da IES, faz uso de TICs virtuais em sua comunicação. Há unanimidade quando ao uso dos grupos de discussão. Quanto ao uso do Facebook, a pesquisa revela que, apesar dele não ser usados de forma regular por todos os gestores locais, já que nem todos têm uma página oficial do grupo neste espaço virtual, há fortes indícios de que os alunos-bolsistas participantes do PET se interconectam, interagindo no Facebook por meio de suas redes sociais pessoais. Isso proporciona maior rapidez na intercomunicação dos petianos, favorecendo a gestão do grupo. No que tange a interação virtual dos petianos com o público-alvo de seus projetos de extensão, o estudo revelou que ela ainda é escassa devido, sobretudo, às péssimas conexões à internet. A ausência da conexão banda larga inviabiliza o uso das redes sociais nos locais onde desenvolvem seus projetos, em sua maioria escolas que atendem às classes populares do campo e das periferias das grandes cidades. Surpreendentemente, observou-se que o MEC não encoraja o uso do Facebook na gestão de suas políticas educacionais, pois seus técnicos não são autorizados a acessá-lo no ambiente de trabalho sem a devida permissão especial. _______________________________________________________________________________________ ABSTRACT-
Descrição: dc.descriptionThis study intends to investigate how the federal public administration, especially the Ministry of Education (MEC), through its social policies and educational programs, positions itself on the phenomenon of social networks of the Web 2.0, especially those promoted by the Facebook. In addition to this, we seek to know whether national and local managers of the a certain higher education program offered by SESu/MEC the Tutorial Education Program (PET) make use of Facebook and its social networks in the management of PET groups. The methodology used in the research reported here sought to follow the tenets of an exploratory research. Its corpus was examined by means of content analysis techniques, as taught by Laurence Bardin. As theoretical model of public administration management, we used the model proposed by Ana Paula Paes de Paula, which she calls societal. This approach proposes greater participation of ordinary citizens in the conduct of public policy, among other important social issues. This model, as presented in this work, is an alternative to the present managerial model implemented in the so-called neoliberal period of the 1990s, especially in the FCH administration. The results point to the fact that the management of PET groups within the IES makes use of virtual ICTs in their communication. There is unanimity about the use of discussion groups. Regarding the use of Facebook, the survey reveals that, although it is not used regularly by all local managers (professors-tutors), since not every group has an official page on that website virtual. There is strong evidence that participants of the Program interconnect and interact on Facebook through their personal profiles and networks. Regarding the interaction of petianos with the social group of their extension projects, the study revealed that it is still scarce, mainly due to bad connections to the internet. The lack of internet broadband connection hinders the use of social networks in places where they develop their projects, mostly schools that cater to the working classes of the countryside of the country and suburbs of its large cities.-
Formato: dc.formatapplication/pdf-
Direitos: dc.rightsAcesso Aberto-
Direitos: dc.rightsA concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.-
Palavras-chave: dc.subjectPolíticas públicas educacionais-
Palavras-chave: dc.subjectRedes sociais - análise-
Palavras-chave: dc.subjectGestão pública-
Palavras-chave: dc.subjectWeb 2.0-
Palavras-chave: dc.subjectMinistério da Educação e Cultura (MEC)-
Palavras-chave: dc.subjectPrograma de Educação Tutorial (PET)-
Título: dc.titleFacebook : uma possível ferramenta de gestão para o PET?-
Tipo de arquivo: dc.typelivro digital-
Aparece nas coleções:UNB

Não existem arquivos associados a este item.