Anti status quo e cidade em plano : arqueologia de um processo criativo e criação de sentidos em dança

Registro completo de metadados
MetadadosDescriçãoIdioma
Autor(es): dc.contributorMota, Marcus Santos-
Autor(es): dc.creatorLara, Luciana Soares-
Data de aceite: dc.date.accessioned2021-10-14T18:35:01Z-
Data de disponibilização: dc.date.available2021-10-14T18:35:01Z-
Data de envio: dc.date.issued2014-11-03-
Data de envio: dc.date.issued2014-11-03-
Data de envio: dc.date.issued2014-11-03-
Data de envio: dc.date.issued2014-03-31-
Fonte completa do material: dc.identifierhttp://repositorio.unb.br/handle/10482/16699-
Fonte: dc.identifier.urihttp://educapes.capes.gov.br/handle/capes/635100-
Descrição: dc.descriptionDissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Artes, Programa de Pós-Graduação em Arte, 2014.-
Descrição: dc.descriptionEsta pesquisa se utiliza do processo criativo do espetáculo Cidade em Plano da Anti Status Quo Companhia de Dança para refletir sobre a criação de sentidos em dança. Um estudo das obras do grupo analisa o desenvolvimento da forma de produzir sentidos durante a trajetória de criações. Um memorial da autora busca criar um entendimento ontológico da experiência sensível como artista, a partir de um rigor ético/estético/político, em que as marcas de uma trajetória artística são gêneses de devires. A ligação intrínseca do processo criativo com a obra é demonstrada a partir da Teoria da Formatividade e da Crítica de Processos. Em arte, o fazer é um dizer e este fazer é um fazer que inventa o que há por fazer, enquanto faz. A criação é um processo em rede em permanente construção que se dá em um campo relacional. Novas conotações do termo dramaturgia são associadas à criação de nexos de sentido. Na Teoria da Cumplicidade, a dramaturgia é o aspecto invisível de toda a extensão do visível. O lado invisível intrínseco à obra faz parte da esfera de sua concepção. A estruturação do sentido é estabelecida entre a concepção e a concretização de uma obra que é una. O público é cúmplice de seu discurso desvelando-o e, ao mesmo tempo, participando de sua construção. A função dramatúrgica no processo criativo em dança estabelece uma coerência entre os elementos constitutivos da obra em direção a uma especificidade. O legado de Lessing, o primeiro dramaturg no teatro, o conceito de encenação que transformou significativamente a arte teatral e a proposta de reforma do Balé de Ação do coreógrafo Noverre, considerado o primeiro “dramaturgista” da dança, fomentam as reflexões sobre o uso do termo dramaturgia na dança. As contribuições de Noverre indicam uma possível resposta à pergunta geradora da pesquisa pela compreensão de que é na ação do corpo que se constrói o significado de uma dança. A prática dramatúrgica na dança pode ser vista como transgressora do status quo e como estratégia de experimentação e de expansão do desenvolvimento da pesquisa da linguagem da dança. ______________________________________________________________________________ ABSTRACT-
Descrição: dc.descriptionThis research uses the creative process of Anti Status Quo Dance Company’s Cidade em Plano to think over the creation of meanings in dance. A study of the group dance pieces analyses the development of meaning creation in the Company’s artistic history. An author’s memorial seeks for an ontological understaning of the sensitive experience as an artist, from an ethical/aesthetical/polical rigor, in which the marks of an artistic trajectory are geneses of becoming. The intrinsic connection between creative process and the work of art is demonstrated by the Theory of Formability and the Critique of Process. In art to do is to say and to do is such a doing that invents what is to do while doing it. The creation is a process which works in a net, in permanent construction that happens in a relational field. New connotations of the term dramaturgy are associated with the creation of nexus of meanings. The Theory of Complicity states that dramaturgy is the invisible aspect of the extension of all visibility. The intrinsic invisible side of a work is part of its conception scope. The structure of significance is established between conception and the concretion of a work that is indivisible. Public is an accomplice of its discourse unfolding it and participating in its construction. The dramaturgic function in the creative process sets coherence between the elements of a work towards specificity. Lessing’s legacy, the first dramaturg in theater history, the concept of staging that transformed significantly the art of theater and the french choreographer Noverre, known as the first “dramaturg” in dance and his renovation proposal for ballet (Ballet d’action) foster the discussion about the use of the term dramaturgy in the dance field. Noverre’s contributions indicate a possible answer to the question of this research with the understanding that meaning is constructed in dance in the action of the body. The dramaturgy practice can be seen as a strategy for experimentation with dance and development of dance’s language research.-
Formato: dc.formatapplication/pdf-
Direitos: dc.rightsAcesso Aberto-
Direitos: dc.rightsA concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.-
Palavras-chave: dc.subjectDança-
Título: dc.titleAnti status quo e cidade em plano : arqueologia de um processo criativo e criação de sentidos em dança-
Tipo de arquivo: dc.typelivro digital-
Aparece nas coleções:UNB

Não existem arquivos associados a este item.