Hipergênero : agrupamento ordenado de gêneros na constituição de um macroenunciado

Registro completo de metadados
MetadadosDescriçãoIdioma
Autor(es): dc.contributorCorôa, Maria Luiza Monteiro Sales-
Autor(es): dc.creatorLima, Sóstenes Cezar de-
Data de aceite: dc.date.accessioned2021-10-14T18:33:21Z-
Data de disponibilização: dc.date.available2021-10-14T18:33:21Z-
Data de envio: dc.date.issued2013-06-20-
Data de envio: dc.date.issued2013-06-20-
Data de envio: dc.date.issued2013-06-20-
Data de envio: dc.date.issued2013-04-05-
Fonte completa do material: dc.identifierhttp://repositorio.unb.br/handle/10482/13377-
Fonte: dc.identifier.urihttp://educapes.capes.gov.br/handle/capes/634456-
Descrição: dc.descriptionTese (doutorado)—Universidade de Brasília, Instituto de Letras, Departamento de Linguística, Português e Línguas Clássicas, Programa de Pós-Graduação em Linguística, 2013.-
Descrição: dc.descriptionEsta tese tem como objetivo apresentar um arcabouço teórico-conceitual com vistas a explicar o modo como se constitui e se organiza, sociorretórica e discursivamente, um hipergênero. Propõe-se que o hipergênero seja visto como um macroenunciado composto por um conjunto de gêneros típicos que se agrupam de modo ordenado e articulado. Para a construção desse arcabouço teórico, revejo os conceitos de mídia, como uma unidade de interação (BONINI, 2011) e de mediação dos gêneros, e o conceito de suporte, como um componente material da mídia no qual se ancoram os gêneros. Esta reflexão teórica se desenvolve a partir de um quadro de confluência disciplinar, composto pela Análise Sociorretórica de Gêneros (ASG), Análise Crítica de Gêneros (ACG) e Análise de Discurso Crítica (ADC). A revista semanal de informação é tomada aqui como objeto de análise, com fim de ilustrar as categorias teóricas propostas. Analisa-se uma amostra de quatro exemplares de revista, sendo um de cada uma das quatro principais revistas semanais de informação brasileiras: CartaCapital, Época, IstoÉ e Veja. Na aplicação do arcabouço teórico desenvolvido, propõe-se uma tipologia para a classificação dos gêneros que circulam na revista. Essa tipologia se fundamenta basicamente no papel que os gêneros exercem na organização e funcionamento retórico-discursivo da revista como um macroenunciado. Tomando-se como base a estrutura teórico-conceitual proposta na tese, foi possível exemplificar que a revista semanal de informação se compõe de um conjunto de gêneros típicos, os quais se agrupam em unidades retóricas internas de extensão, natureza e função variadas. Essas unidades, classificadas como bloco, seção e colônia retórica, constroem a unidade textual, hipergenérica e discursiva da revista. _______________________________________________________________________________________ ABSTRACT-
Descrição: dc.descriptionThis dissertation aims to present a theoretical and conceptual approach in order to explain how a hypergenre is socio-rhetoric and discursively constituted and organized. It is proposed that the hypergenre is a macro enunciation composed by a set of typical genres that are orderly grouped together. In order to construct this theoretical framework, I review the concepts of textual media, as a unit of interaction (BONINI, 2011) and mediation of genres, and the concept of textual support, as a material component of the media in which the genres are anchored. This theoretical reflection grows out of a confluence of disciplinary framework, composed by Socio-rhetoric Genre Analysis (SGA), Critical Genre Analysis (CGA) and Critical Discourse Analysis (CDA). The weekly news magazine is taken here as an object of analysis, to illustrate the theoretical categories proposed. A sample of four copies of the magazine is analyzed, one copy from each of the four major weekly news magazines of Brazil: CartaCapital, Época, IstoÉ and Veja. In applying the theoretical framework developed, a typology for the classification of genres that circulate in the magazine is proposed. This typology is based primarily on the role that genres play in the rhetorical-discursive organization and operation of the magazine as a macro enunciation. Based on the theoretical and conceptual framework proposed in this dissertation, it was possible to exemplify that the weekly news magazine is composed by a set of typical genres, which are grouped into rhetorical units, varying in extension, nature and function. These units are classified as block, section and rhetoric colony, which build a textual and discursive unity of magazine as a hypergenre. _______________________________________________________________________________________ RESUMEN-
Descrição: dc.descriptionEsta tesis tiene como objetivo presentar una estructura teórica y conceptual para explicar cómo el hypergénero es constituido y organizado, socio retórica y discursivamente. Se propone que el hypergénero sea conceptualizado cómo un macroenunciado compuesto de un conjunto de géneros típicos que se agrupan juntos, de un modo ordenado y coordinado. Para la construcción de este marco teórico, se revisan los conceptos de medios, como una unidad de interacción (BONINI, 2011) y de mediación de los géneros, y el concepto de apoyo, como un componente material de los medios en el que se anclan los géneros. Esta reflexión teórica surge de la confluencia de un marco disciplinario, compuesto por el Análisis de Géneros Socio Retórica (AGSR), Análisis Crítico de Géneros (ACG) y Análisis Crítico del Discurso (ACD). La revista semanal de información se toma aquí como un objeto de análisis, para ilustrar las propuestas de categorías teóricas. Se analizó una muestra de cuatro ejemplares de la revista, siendo uno de cada una de las cuatro principales revistas semanales de información brasileñas: CartaCapital, Época, IstoÉ y Veja. Al aplicar el marco teórico desarrollado, se propone una tipología para la clasificación de los géneros que circulan en la revista. Esta tipología se basa principalmente en el papel que desempeñan los géneros en la organización y funcionamiento retórico y discursivo de la revista como macroenunciado. El marco teórico y conceptual propuesto en la tesis permitió ilustrar que la revista semanal de información se compone de un conjunto de géneros típicos, que se agrupan en unidades retóricas de extensión, naturaleza y función variadas. Estas unidades, que se clasifican como bloque, colonia y sección retórica, son responsables de la construcción de la unidad textual y discursiva de la revista semanal de información.-
Formato: dc.formatapplication/pdf-
Direitos: dc.rightsAcesso Aberto-
Direitos: dc.rightsA concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.-
Palavras-chave: dc.subjectAnálise crítica do discurso - periódicos-
Palavras-chave: dc.subjectRetórica-
Título: dc.titleHipergênero : agrupamento ordenado de gêneros na constituição de um macroenunciado-
Tipo de arquivo: dc.typelivro digital-
Aparece nas coleções:UNB

Não existem arquivos associados a este item.