Construções imaginárias da velhice no cinema brasileiro contemporâneo

Registro completo de metadados
MetadadosDescriçãoIdioma
Autor(es): dc.contributorMontoro, Tânia Siqueira-
Autor(es): dc.creatorSantos, Maíra Carvalho Ferreira-
Data de aceite: dc.date.accessioned2021-10-14T18:32:28Z-
Data de disponibilização: dc.date.available2021-10-14T18:32:28Z-
Data de envio: dc.date.issued2013-06-10-
Data de envio: dc.date.issued2013-06-10-
Data de envio: dc.date.issued2013-06-10-
Data de envio: dc.date.issued2013-02-
Fonte completa do material: dc.identifierhttp://repositorio.unb.br/handle/10482/13284-
Fonte: dc.identifier.urihttp://educapes.capes.gov.br/handle/capes/634124-
Descrição: dc.descriptionDissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Brasília, Faculdade de Comunicação, Programa de Pós-Graduação, 2013.-
Descrição: dc.descriptionA velhice é uma questão universal, que perpassa as condições sociais e tem um forte apelo de gênero. A velhice feminina tem significados específicos e individuais que impedem qualquer tentativa de homogeneização desta faixa etária. O cinema é um dos principais difusores das transformações de comportamento das sociedades. Sua grande capacidade de abrangência temática e de simulação de realidades por meio de imagens e sons são motivos deste mérito. Tendo estas duas premissas como eixo norteador, foram construídos os problemas da pesquisa que visam a analisar como se estabelecem as relações de gênero nos filmes onde a maturidade é protagonista da trama narrativa; que elementos das relações de gênero apresentam frequências/recorrências nas narrativas fílmicas e em que se singularizam nos diferentes filmes; como se estabelecem as formas de mediação entre temporalidades no espaço da narrativa; onde há dissonâncias e onde há ressonâncias. No cruzamento teórico metodológico, estão as teorias relacionadas aos estudos do imaginário, os Estudos Feministas e as vertentes dos estudos da narrativa cinematográfica. Como objetos de pesquisa, foram selecionados os filmes Chega de Saudade (2008), de Laís Bodansky, Durval Discos (2002), de Anna Muylaert e Do outro lado da Rua (2004), de Marcos Bernstein. Consideramos que há mais ressonâncias que dissonâncias entre os filmes analisados, nos quais, em geral, a personagem feminina madura é marcada pela improdutividade profissional, pela solidão e por processos de perdas, mas, também, vivencia um período de descobertas e reconquistas. _______________________________________________________________________________________ ABSTRACT-
Descrição: dc.descriptionOld age is a universal issue that pervades the social conditions and has a strong appeal to genre. The female elderly individual has specific meanings and preventing any attempt of homogenization of this age group. Cinema is one of the main broadcasters of changes in the behavior of societies. Its large capacity and thematic range of simulation realities through images and sounds are reasons for this merit. Having these two premises as a guideline, the problems were constructed of research aimed at analyzing how relationships are established genre of films where the protagonist is maturity of narrative plot, which elements of gender relations have frequencies / recurrences in film narratives and which are significant in different films; establish themselves as forms of mediation between temporalities within the narrative, where there is discord and where there resonances. At the intersection of theory and method are theories related to the study of imagery, Women's Studies and the strands of the narrative film studies. As research subjects were selected movies Chega de Saudade (2008), Lais Bodansky, Durval Discos (2002), Anna Muylaert and O Outro Lado da Rua (2004), Mark Bernstein. We consider that there are more resonances that dissonance between the films analyzed, where, in general, the female character is marked by mature professional unproductive, loneliness and through a process of loss, but also experiences a period of discovery and conquest.-
Formato: dc.formatapplication/pdf-
Direitos: dc.rightsAcesso Aberto-
Direitos: dc.rightsA concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.-
Palavras-chave: dc.subjectCinema brasileiro-
Palavras-chave: dc.subjectVelhice-
Título: dc.titleConstruções imaginárias da velhice no cinema brasileiro contemporâneo-
Tipo de arquivo: dc.typelivro digital-
Aparece nas coleções:UNB

Não existem arquivos associados a este item.