Engenharia genética de leveduras para produção de químicos de alto valor agregado

Registro completo de metadados
MetadadosDescriçãoIdioma
Autor(es): dc.contributorParachin, Nádia Skorupa-
Autor(es): dc.creatorCarvalho, Lucas Silva-
Data de aceite: dc.date.accessioned2021-10-14T18:30:49Z-
Data de disponibilização: dc.date.available2021-10-14T18:30:49Z-
Data de envio: dc.date.issued2020-05-26-
Data de envio: dc.date.issued2020-05-26-
Data de envio: dc.date.issued2020-05-26-
Data de envio: dc.date.issued2019-08-30-
Fonte completa do material: dc.identifierhttps://repositorio.unb.br/handle/10482/37865-
Fonte: dc.identifier.urihttp://educapes.capes.gov.br/handle/capes/633480-
Descrição: dc.descriptionTese (doutorado)—Universidade de Brasília, Instituto de Ciências Biológicas, Departamento de Biologia Celular, Programa de Pós-Graduação em Biologia Molecular, 2019.-
Descrição: dc.descriptionA construção de novas cepas geneticamente modificada capazes de produzir produtos químicos de alto valor agregado permite a implementação de novas tecnologias amigáveis ao meio ambiente que podem reduzir a demanda de combustíveis fósseis. Biomoléculas e polímeros aumentaram sua participação no mercado devido ao desenvolvimento de microrganismos feitos sob medida que permitem uma tecnologia competitiva em termos de custo, como exemplo, o ácido hialurônico e o ácido lático aumentaram sua demanda nos últimos anos devido a suas aplicações nas indústrias biomédica, automobilística e plástica. Neste estudo, duas linhagens de leveduras foram geneticamente modificadas para a produção de ácido hialurônico e ácido lático. Entre as várias vantagens de usar leveduras como plataforma para a produção de produtos químicos, pode-se enfatizar sua capacidade de superar as oscilações de pressão, temperatura e pH durante o a o crescimento e produção. Além disso, esses microrganismos apresentam fontes de energia, como o glicerol, subproduto da indústria do biodiesel. As principais estratégias de modificação genética para o desenvolvimento de cepas de Hansenula (Ogateae) polymorpha e Kluyveromyces lactis para produção de ácido hialurônico são descritas neste estudo. Finalmente, uma linhagem de Pichia (Komagataella) pastoris que superexpressa um transportador de lactato chamado PAS também foi desenvolvida, para melhorar a produção de ácido lático.-
Descrição: dc.descriptionConselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e Fundação de Apoio à Pesquisa do Distrito Federal (FAP/DF).-
Descrição: dc.descriptionThe construction of novel genetically modified strain able to produce high added value chemicals enables the implementation of novel environmental-friendly technologies that will reduce fossil-fuel demand. Therefore bio-molecules and -polymers increased its market share due to the development of tailor-made microorganisms that enable a cost-competitive technology. As an example, hyaluronic acid and lactic acid increased its demand over the last years due to its applications in the biomedical, automobilists, and plastic industries. Here in this study, two yeast strains were genetically modified for production of Hyaluronic acid and lactic acid. Among several advantages of using yeast as a platform for chemical production, it can be emphasized its ability to overcome oscillation in pressure, temperature, and pH during the scale-up process. Besides, these microorganisms present energy sources, such as glycerol, a byproduct of the biodiesel industry. The main genetic modification strategies for developing Hansenula (Ogateae) polymorpha and Kluyveromyces lactis strains for hyaluronic acid production are described in this study. Finally, a Pichia (Komagataella pastoris strain that overexpresses a putative lactate transporter called PAS was also developed for the improvement of lactic acid production.-
Formato: dc.formatapplication/pdf-
Direitos: dc.rightsAcesso Aberto-
Direitos: dc.rightsA concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições:Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.-
Palavras-chave: dc.subjectEngenharia metabólica-
Palavras-chave: dc.subjectEngenharia genética-
Palavras-chave: dc.subjectÁcido hialurônico-
Palavras-chave: dc.subjectÁcido lático-
Palavras-chave: dc.subjectLeveduras - melhoramento genético-
Título: dc.titleEngenharia genética de leveduras para produção de químicos de alto valor agregado-
Tipo de arquivo: dc.typelivro digital-
Aparece nas coleções:UNB

Não existem arquivos associados a este item.