O uso do lúdico e das tecnologias inovadoras de avaliação no ensino de Biologia para jovens e adultos

Registro completo de metadados
MetadadosDescriçãoIdioma
Autor(es): dc.contributorBaroneza, José Eduardo-
Autor(es): dc.contributorOliveira, Silviene Fabiana de-
Autor(es): dc.creatorLopes, Fábio de Souza-
Data de aceite: dc.date.accessioned2021-10-14T18:27:14Z-
Data de disponibilização: dc.date.available2021-10-14T18:27:14Z-
Data de envio: dc.date.issued2021-07-16-
Data de envio: dc.date.issued2021-07-16-
Data de envio: dc.date.issued2021-07-16-
Data de envio: dc.date.issued2020-10-14-
Fonte completa do material: dc.identifierhttps://repositorio.unb.br/handle/10482/41440-
Fonte: dc.identifier.urihttp://educapes.capes.gov.br/handle/capes/632043-
Descrição: dc.descriptionDissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Ciências Biológicas, Departamento de Biologia Celular, Programa de Pós-graduação stricto sensu em Ensino de Biologia em Rede Nacional, Mestrado Profissional em Ensino de Biologia, 2020.-
Descrição: dc.descriptionA Educação de Jovens e Adultos (EJA) tem uma história conturbada no Brasil e ainda hoje o país possui uma parcela significativa de cidadãos não alfabetizados. A Constituição Federal de 1988 estabelece que é dever do Estado ofertar educação básica gratuita a todos os brasileiros, independentemente da idade. O desafio da educação de qualidade, entretanto, vai além de garantir um número suficiente de vagas nas escolas, e passa pela reflexão acerca dos processos e conteúdos de ensino, além de políticas que garantam a capacitação de professores, para que estes sejam capazes de adotar as estratégias mais adequadas para formar cidadãos e profissionais que, além de alfabetizados, tenham espírito crítico e pensamento reflexivo. O método de ensino mais utilizado na EJA é a aula teórica expositiva tradicional, entretanto, considerando as reflexões acerca dos benefícios do uso de estratégias alternativas às aulas expositivas, que valorizam o ensino por investigação, a proatividade e a interação, urge a importância de estimular docentes a diversificarem suas atividades de ensino. Associar aulas expositivas com atividades lúdicas, tais como os jogos didáticos, pode ter um impacto positivo sobre o pensamento crítico e a autoconfiança, além de estimular o diálogo entre pares e o trabalho em equipe. O objetivo deste trabalho foi refletir sobre a evolução das políticas para a EJA no Brasil e comparar o ponto de vista de 84 alunos da EJA da Escola Estadual Criança Esperança, do município de Palmas-Tocantins, em relação a motivação e a percepção de aprendizagem após aulas expositivas e após um jogo didático associado ao ensino de Biologia. Todos os alunos foram submetidos às mesmas atividades de ensino, porém, enquanto 50% respondeu ao questionário sobre motivação e percepção da aprendizagem após a aula expositiva, os demais responderam ao mesmo questionário após a atividade lúdica. Os dados foram comparados por meio do teste Exato de Fischer com correção de Yates (95% IC). Em nossos resultados não foram observadas diferenças significativas quanto à motivação e a percepção de aprendizagem, considerando o ponto de vista dos alunos. Por se tratar de discentes com idade superior a 18 anos, questiona-se se o uso de atividades lúdicas no ensino pode prejudicar a motivação, tendo em vista que muitos associam tais atividades ao ensino infantil, entretanto, concluímos que foi possível inserir jogos didáticos no ensino de biologia para estes discentes sem prejuízo da motivação e da percepção da aprendizagem-
Descrição: dc.descriptionCoordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES).-
Descrição: dc.descriptionThe Brazilian Youth and Adult Education (EJA) has a troubled history in Brazil and even today the country has a significant portion of illiterate citizens. The Federal Constitution of 1988 establishes that it is the State's duty to offer free basic education to all Brazilians, regardless of age. The challenge of quality education, however, goes beyond guaranteeing a sufficient number of places in schools, and includes thinking about teaching processes and contents, as well as policies that guarantee the training of teachers, so that they are able to adopt the most appropriate strategies to train citizens and professionals who, in addition to being literate, have a critical spirit and reflective thinking. The most used teaching method in EJA is the lectures, however, considering the benefits of using alternative strategies, which value investigative teaching, proactivity and interaction, is important stimulating teachers to diversify their teaching activities. Associating lectures with playful activities, such as educational games, can have a positive impact on critical thinking and self-confidence, in addition to stimulating dialogue between peers and teamwork. The objective of this work was to reflect on the evolution of EJA policies in Brazil and to compare the point of view of 84 EJA students from the State School Esperança, in the municipality of Palmas-Tocantins, regarding motivation and the perception of learning after lectures and after a didactic game associated with the teaching of Biology. All students were submitted to the same activities, however, while 50% answered the questionnaire on motivation and perception of learning after the lecture, the others answered the same questionnaire after the ludic activity. The data were compared using Fischer's Exact test with Yates' correction (95% CI). In our results, no significant differences were observed regarding motivation and perception of learning, considering the students' point of view. As these are students over the age of 18, it is questioned whether the use of recreational activities in teaching can impair motivation, given that many associate such activities with children's education, however, we conclude that it was possible to insert didactic games in the teaching biology to these students without prejudice to motivation and perception of learning-
Formato: dc.formatapplication/pdf-
Direitos: dc.rightsAcesso Aberto-
Palavras-chave: dc.subjectEducação de jovens e adultos-
Palavras-chave: dc.subjectJogos didáticos-
Palavras-chave: dc.subjectBiologia - estudo e ensino-
Palavras-chave: dc.subjectEnsino investigativo-
Palavras-chave: dc.subjectMetodologia lúdica-
Título: dc.titleO uso do lúdico e das tecnologias inovadoras de avaliação no ensino de Biologia para jovens e adultos-
Tipo de arquivo: dc.typelivro digital-
Aparece nas coleções:UNB

Não existem arquivos associados a este item.