Avaliação dos hábitos miccionais de idosas com síndrome da bexiga hiperativa

Registro completo de metadados
MetadadosDescriçãoIdioma
Autor(es): dc.contributorAlves, Aline Teixeira-
Autor(es): dc.creatorAraújo, Helmorany Nunes de-
Data de aceite: dc.date.accessioned2021-10-14T18:24:05Z-
Data de disponibilização: dc.date.available2021-10-14T18:24:05Z-
Data de envio: dc.date.issued2019-10-04-
Data de envio: dc.date.issued2019-10-04-
Data de envio: dc.date.issued2019-10-04-
Data de envio: dc.date.issued2019-03-19-
Fonte completa do material: dc.identifierhttp://repositorio.unb.br/handle/10482/35504-
Fonte: dc.identifier.urihttp://educapes.capes.gov.br/handle/capes/630741-
Descrição: dc.descriptionDissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Ceilândia, Programa de Pós-Graduação em Ciências da Reabilitação, 2019.-
Descrição: dc.descriptionIntrodução: A síndrome da bexiga hiperativa (SBH) é uma desordem urinária que tem grande impacto na qualidade de vida das mulheres. O comportamento pessoal tem impactos na saúde da bexiga e vê-se que atualmente existe uma lacuna do conhecimento sobre o hábito miccional das mulheres que tem SBH, especialmente a população idosa. Objetivo: Descrever os hábitos miccionais de idosas com síndrome da bexiga hiperativa. Métodos: Estudo de delineamento do tipo transversal e descritivo. A amostra foi constituída por mulheres idosas, com sintomas de bexiga hiperativa, que apresentaram escore final do Questionário de Avaliação de Bexiga Hiperativa (OAB-V8) maior ou igual a 8. As participantes também responderam a um questionário específico sobre os sintomas pesquisados e ao International Consultation on Incontinence Questionnaire Overactive Bladder (ICIQ-OAB). Os dados contínuos foram descritos utilizando medidas de tendência central e de variabilidade, e os dados categóricos foram apresentados em frequência absoluta e percentual. Identificou-se o percentil 25% para pontuação do questionário ICIQ-OAB, possibilitando a categorização das participantes com menos e com mais sintomas de SBH. Resultados: Um total de 100 idosas foram avaliadas, os principais sintomas encontrados foram de pouca frequência de hesitação miccional (3%) e esforço urinário (4%), sintomas de sensação de esvaziamento incompleto e alta frequência de esvaziamento da bexiga mesmo sem desejo miccional (74%). Houve influência do ambiente na escolha da postura adotada ao urinar. As queixas e comportamentos miccionais avaliados não tiveram diferença significativa entre os grupos com menor ou maior pontuação no questionário de sintomas, apenas o grau de incômodo teve diferença significativa, sendo maior no grupo com mais sintomas. Conclusão: Foram encontrados alguns comportamentos na amostra que podem piorar o quadro de sintomas como esvaziar a bexiga mesmo sem desejo miccional e a adoção de posturas que prejudicam o esvaziamento eficaz da bexiga, como, por exemplo, não encostar no assento sanitário.-
Descrição: dc.descriptionIntroduction: Overactive bladder (OAB) syndrome is a urinary disorder that has a major impact on women's quality of life. Personal behavior has impacts on the health of the bladder and it is seen that there is currently a lack of knowledge about the voiding habit of women who have OAB, especially the elderly population. Objective: To describe the voiding habits of elderly women with overactive bladder syndrome. Methods: Cross - sectional and descriptive design study. The sample consisted of elderly women with overactive bladder symptoms, who presented a final score of the Overactive Bladder Evaluation Questionnaire (OAB-V8) greater than or equal to 8. Participants also answered a specific questionnaire about the symptoms studied and to the International Consultation on Incontinence Questionnaire Overactive Bladder (ICIQ-OAB). Continuous data were described using measures of central tendency and variability, and categorical data were presented in absolute and percentage frequency. The 25% percentile for the ICIQ-OAB questionnaire score was identified allowing the categorization of participants with fewer and more SBH symptoms. Results: A total of 100 elderly women were evaluated. The main symptoms were: low frequency of voiding hesitation (3%) and urinary stress (4%), symptoms of incomplete emptying sensation and high frequency of premature voiding (74%). There was influence of the environment in the choice of the posture adopted when urinating. The complaints and voiding behaviors evaluated did not differ significantly between groups with lower or higher scores on the symptom questionnaire, only the degree of discomfort had a significant difference, being higher in the group with more symptoms. Conclusion: Some behaviors were found in the sample that may worsen the symptoms such as premature voiding and adopting postures that impair the effective emptying of the bladder, such as not touching the toilet seat.-
Formato: dc.formatapplication/pdf-
Direitos: dc.rightsAcesso Aberto-
Palavras-chave: dc.subjectBexiga - doenças-
Palavras-chave: dc.subjectSíndrome da Bexiga Hiperativa (SBH)-
Palavras-chave: dc.subjectIncontinência urinária-
Palavras-chave: dc.subjectIdosos - doenças-
Título: dc.titleAvaliação dos hábitos miccionais de idosas com síndrome da bexiga hiperativa-
Tipo de arquivo: dc.typelivro digital-
Aparece nas coleções:UNB

Não existem arquivos associados a este item.