Caracterização físico-química de progênies de maracujá-roxo e maracujá-azedo cultivados no Distrito Federal

Registro completo de metadados
MetadadosDescriçãoIdioma
Autor(es): dc.creatorMedeiros, Sidney Almeida Filgueira de-
Autor(es): dc.creatorYamanishi, Osvaldo Kiyoshi-
Autor(es): dc.creatorPeixoto, José Ricardo-
Autor(es): dc.creatorPires, Márcio de Carvalho-
Autor(es): dc.creatorJunqueira, Nilton Tadeu Vilela-
Autor(es): dc.creatorRibeiro, Juliana Galvarros Bueno Lôbo-
Data de aceite: dc.date.accessioned2021-10-14T18:23:03Z-
Data de disponibilização: dc.date.available2021-10-14T18:23:03Z-
Data de envio: dc.date.issued2011-01-14-
Data de envio: dc.date.issued2011-01-14-
Data de envio: dc.date.issued2009-06-
Fonte completa do material: dc.identifierhttp://repositorio.unb.br/handle/10482/6458-
Fonte completa do material: dc.identifierhttps://dx.doi.org/10.1590/S0100-29452009000200025-
Fonte: dc.identifier.urihttp://educapes.capes.gov.br/handle/capes/630314-
Descrição: dc.descriptionA qualidade de frutos de maracujá para o consumo in natura é um fator de extrema importância na comercialização para o mercado europeu. Diante disso, um experimento foi realizado com o objetivo de avaliar as características físico-químicas de frutos de maracujazeiro nas condições de cerrado. Utilizou-se um delineamento de blocos casualizados, com nove tratamentos e quatro repetições. Os tratamentos constaram de sete progênies de maracujá-roxo provenientes da Austrália e duas progênies de maracujá-azedo. As progênies de maracujazeiro-roxo utilizadas foram: 'Lacey', '14', '25', 'Supersweet 9', '37(1)', '37(2)' e '96A' e os de maracujazeiro-azedo foram 'Marília Seleção Cerrado' e 'Híbrido EC-2-0'. Com base nos resultados, pode-se concluir que o genótipo '37(2)' apresentou o maior teor de sólidos solúveis totais, a progênie 'Lacey' apresentou a menor espessura de casca e formato mais arredondado dos frutos, a progênie 'Marília Seleção Cerrado' obteve o maior peso de polpa e o maior número de sementes por fruto. Entre as progênies de maracujá-roxo, o maior peso da polpa foi da progênie 'S9', que também apresentou maior pH e menor acidez titulável. A cor da polpa predominante foi amarela. A correlação entre peso da polpa e acidez titulável mostrou-se positivamente forte, e a correlação entre pH e acidez titulável foi negativamente forte.-
Descrição: dc.descriptionFruit quality for fresh passion fruit is a key factor for commercialization in European market. Aiming to evaluate the physico-chemical characteristics of passion fruits grown under Savanna condition an experiment was carried out using a randomized design with nine treatments and four replications. The treatments consisted of nine cultivars and selections (seven purple- and two acid-passion-fruit). The purple-genotypes ('Lacey', '14', '25', 'Supersweet 9', '37(1)', '37(2)' and '96A' ) are from Australia and the yellow-ones ('Marília Seleção Cerrado' and 'Híbrido EC-2-0') from Brasília, Brazil. The selection '32(2)' showed the highest content of TSS; 'Lacey' the thinnest peel and a more round fruit shape; and 'Marília Seleção Cerrado' the largest number of seeds per fruit and the heaviest pulp weight. Among the purple-genotypes selection, 'S9' showed the heaviest pulp weight, the highest pH and the lowest TA. The Yellow pulp color was predominant. Positive correlation for pulp weight and TA and inversely for pH and TA were observed.-
Formato: dc.formatapplication/pdf-
Direitos: dc.rightsAcesso Aberto-
Palavras-chave: dc.subjectMaracujazeiro-azedo-
Palavras-chave: dc.subjectMaracujazeiro-roxo-
Palavras-chave: dc.subjectFrutas - qualidade-
Título: dc.titleCaracterização físico-química de progênies de maracujá-roxo e maracujá-azedo cultivados no Distrito Federal-
Título: dc.titlePhysico-chemical characteristics of purple and acid-passion-fruit genotypes grown in Brasília-
Tipo de arquivo: dc.typelivro digital-
Aparece nas coleções:UNB

Não existem arquivos associados a este item.