Análise bioética sobre o uso de mosquitos transgênicos no controle da dengue no município de Juazeiro - Bahia

Registro completo de metadados
MetadadosDescriçãoIdioma
Autor(es): dc.contributorGrisolia, Cesar Koppe-
Autor(es): dc.creatorSantos, Renata Barbosa-
Data de aceite: dc.date.accessioned2021-10-14T18:20:25Z-
Data de disponibilização: dc.date.available2021-10-14T18:20:25Z-
Data de envio: dc.date.issued2018-10-25-
Data de envio: dc.date.issued2018-10-25-
Data de envio: dc.date.issued2018-10-22-
Data de envio: dc.date.issued2018-05-30-
Fonte completa do material: dc.identifierhttp://repositorio.unb.br/handle/10482/32925-
Fonte: dc.identifier.urihttp://educapes.capes.gov.br/handle/capes/629256-
Descrição: dc.descriptionDissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Ciências da Saúde, Programa de Pós-Graduação em Bioética, 2018.-
Descrição: dc.descriptionA Dengue é um problema de saúde pública no mundo, principalmente em países do Sul e com climas tropicais, como o Brasil. As ferramentas utilizadas no controle do mosquito Aedes aegypti, transmissor da doença, resumem-se em atividades preventivas, como o extermínio de criadouros, adoção de medidas comunitárias de conscientização e, principalmente, aplicação estratégica ou emergencial de inseticidas químicos. Pensando nesta necessidade real e imediata, uma equipe de pesquisadores realizou um estudo no município de Juazeiro, Bahia, que ficou conhecido como Projeto PAT. A principal preocupação de tais pesquisadores estava em manter o controle da transmissão da doença no município, e em caso de sucesso, implementar a nova tecnologia em todo o país. Para que esse processo fosse possível, tiveram a ideia de produzir uma linhagem de mosquitos geneticamente modificados, que fossem capazes de suprimir as populações naturais do mosquito transmissor da doença. Conhecendo as necessidades atuais de um olhar crítico e que detenha capacidade de buscar formas de proteção aos mais atingidos pela doença no Brasil, este estudo visou analisar a implementação da ferramenta biotecnológica de supressão de Aedes aegypti, utilizando-se de Organismos Geneticamente Modificados (OGM) no controle da dengue, sob a perspectiva da bioética latinoamericana. Trata-se de uma ferramenta biotecnológica moderna, com a proposta de aliviar um mal que atinge populações pobres e periféricas, portanto vulneráveis.Com isso, se pretende atender aos preceitos da Declaração Universal sobre Bioética e Direitos Humanos, pois seus benefícios alcançam todos os seres humanos de modo igualitário. Também busca atender os princípios de Bioética de proteção, pois alcança as populações mais marginalizadas que sofrem com as epidemias de Dengue. Face a este panorama, a presente dissertação propõe a Bioética de proteção como fundamentação teórica, capaz de refletir sobre os conflitos e contradições morais enfrentados pela sociedade.-
Descrição: dc.descriptionDengue is a public health problem in the world, especially in South Countries and in tropical climates, such as Brazil. The tools used to control Aedes aegypti mosquito, the one that transmits Dengue, are summarized in preventive activities, such as banning breeding grounds, adopting community awareness measures and, mainly, the strategic or emergency application of chemical insecticides. Pondering the real and immediate need, a team of researchers conducted a study in Juazeiro/Bahia, which is known as PAT Project. The main concern of such researchers was to maintain control of the disease transmission in the municipality and in case of success, implement a new technology throughout the country. In order for this process to be possible, they had the idea of producing a lineage of genetically modified mosquitoes capable of suppressing the natural populations of the mosquito transmitting the disease. Knowing the current needs of a critical view which seeks forms of protection for those most affected by the disease in Brasil, the present study aimed at analyzing the implementation of the biotechnological tool for the suppression of Aedes aegypti, using Genetically Modified Organisms (GMOs) in the control of dengue, from the perspective of Latin American bioethics. It is a modern biotechnological tool, with the purpose of alleviating an evil that affects poor and peripheral populations (then vulnerable ones), seeking to comply with the provisions of the Universal Declaration on Bioethics and Human Rights, since their benefits reach all human beings in an egalitarian way. It also seeks to meet the principles of protection bioethics, as it reaches the most marginalized populations that suffers from the epidemics of Dengue. Given this panorama, this dissertation proposes Bioethics as a theoretical foundation capable of reflecting on the conflicts and moral contradictions faced in society.-
Formato: dc.formatapplication/pdf-
Direitos: dc.rightsAcesso Aberto-
Palavras-chave: dc.subjectDengue-
Palavras-chave: dc.subjectAedes aegypti-
Palavras-chave: dc.subjectAedes aegypti - reprodução-
Palavras-chave: dc.subjectBioética-
Palavras-chave: dc.subjectOrganismo geneticamente modificado-
Título: dc.titleAnálise bioética sobre o uso de mosquitos transgênicos no controle da dengue no município de Juazeiro - Bahia-
Tipo de arquivo: dc.typelivro digital-
Aparece nas coleções:UNB

Não existem arquivos associados a este item.