Isolamento voluntário de povos indígenas no Brasil : do conceito político-antropológico a uma expressão da autodeterminação nas encruzilhadas do indigenismo global

Registro completo de metadados
MetadadosDescriçãoIdioma
Autor(es): dc.contributorSilva, Cristhian Teófilo da-
Autor(es): dc.creatorAlves, Felipe de Lucena Rodrigues-
Data de aceite: dc.date.accessioned2021-10-14T18:20:03Z-
Data de disponibilização: dc.date.available2021-10-14T18:20:03Z-
Data de envio: dc.date.issued2019-11-07-
Data de envio: dc.date.issued2019-11-07-
Data de envio: dc.date.issued2019-11-07-
Data de envio: dc.date.issued2019-04-22-
Fonte completa do material: dc.identifierhttp://repositorio.unb.br/handle/10482/35775-
Fonte: dc.identifier.urihttp://educapes.capes.gov.br/handle/capes/629106-
Descrição: dc.descriptionDissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Ciências Sociais, Departamento de Estudos Latino-Americanos, Programa de Pós-Graduação em Estudos Comparados Sobre as Américas, 2019.-
Descrição: dc.descriptionEste trabalho é um estudo acerca das práticas e discursos indigenistas das últimas três décadas no Brasil sobre os povos indígenas amazônicos que atualmente vivem em situação de isolamento voluntário. Durante esse período, identifica-se um percurso de ascensão e recente contestação do modelo de proteção baseado no princípio da garantia do isolamento desses povos, que emerge a partir da definição de novos princípios, marcos constitucionais e práticas administrativas para proteção estatal de seus territórios desde o fim da década de 1980, obtendo considerável reconhecimento internacional por ser entendida como uma forma de promoção da autodeterminação dos povos indígenas. De modo geral, este trabalho aborda algumas das formas pelas quais o isolamento voluntário vem sendo compreendido desde a segunda metade do século XX, pela Antropologia, o indigenismo estatal e nos debates internacionais sobre os direitos humanos e o direito à autodeterminação dos povos indígenas. A partir daí, buscamos compreender como a interação entre esses contextos ocorre em termos de normas jurídicas, abordagens epistemológicas e embates políticos que se comunicam entre si e, justamente por isso, favorecem a influência recíproca das elaborações práticas e discursivas sobre a realidade objetiva desses povos e das políticas voltadas à sua proteção.-
Descrição: dc.descriptionThis is a study of indigenist practices and discourses over the past three decades in Brazil with regard to Amazonian Indigenous Peoples who currently live in voluntary isolation. During this time, the protection model based on the principle of guaranteeing the isolation of these peoples has made its way upwards and has recently been challenged. It emerges from the definition of new principles, constitutional frameworks and administrative practices for state protection of their territories since the end of the 1980s, obtaining considerable international recognition for being acknowledged as a mechanism for the promotion of self-determination of indigenous peoples. In general, this work addresses some of the ways in which voluntary isolation has been understood since the second half of the Twentieth Century by anthropology, state indigenism and in international debates on human rights and the right to self-determination of Indigenous Peoples. In doing so, we sought to understand how the interaction between these contexts occurs in terms of legal norms, epistemological approaches and political clashes that communicate with each other and, precisely for this reason, favor the reciprocal influence of practical and discursive elaborations on the objective reality of these peoples and of public policies for their protection.-
Formato: dc.formatapplication/pdf-
Direitos: dc.rightsAcesso Aberto-
Direitos: dc.rightsA concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.-
Palavras-chave: dc.subjectIndigenismo-
Palavras-chave: dc.subjectDireitos humanos-
Palavras-chave: dc.subjectAutodeterminação indígena-
Palavras-chave: dc.subjectÍndios - aspectos sociais-
Palavras-chave: dc.subjectÍndios - isolamento voluntário-
Título: dc.titleIsolamento voluntário de povos indígenas no Brasil : do conceito político-antropológico a uma expressão da autodeterminação nas encruzilhadas do indigenismo global-
Tipo de arquivo: dc.typelivro digital-
Aparece nas coleções:UNB

Não existem arquivos associados a este item.