Hyperfunctioning thyroid cancer: a five-year follow-up

Registro completo de metadados
MetadadosDescriçãoIdioma
Autor(es): dc.creatorAzevedo, Monalisa Ferreira-
Autor(es): dc.creatorCasulari, Luiz Augusto-
Data de aceite: dc.date.accessioned2021-10-14T18:19:10Z-
Data de disponibilização: dc.date.available2021-10-14T18:19:10Z-
Data de envio: dc.date.issued2017-12-07-
Data de envio: dc.date.issued2017-12-07-
Data de envio: dc.date.issued2010-
Fonte completa do material: dc.identifierhttp://repositorio.unb.br/handle/10482/27605-
Fonte completa do material: dc.identifierhttps://dx.doi.org/10.1590/S0004-27302010000100013-
Fonte: dc.identifier.urihttp://educapes.capes.gov.br/handle/capes/628742-
Descrição: dc.descriptionDifferentiated thyroid cancer rarely occurs in association with hyperfunctioning nodules. We describe a case of a 47-year-old woman who developed symptoms of hyperthyroidism associated with a palpable thyroid nodule. Thyroid scintigraphy showed an autonomous nodule, and fine-needle aspiration biopsy was suggestive of papillary carcinoma. Laboratorial findings were consistent with the diagnosis of hyperthyroidism. The patient underwent thyroidectomy and a papillary carcinoma of 3.0 x 3.0 x 2.0 cm, follicular variant, was described by histological examination. The surrounding thyroid tissue was normal. Postoperatively, the patient received 100 mCi of 131I, and whole body scans detected only residual uptake. No evidence of metastasis was detected during five years of follow-up. Hot thyroid nodules rarely harbor malignancies, and this case illustrated that, when a carcinoma occurs the prognosis seems to be very good with no evidence of metastatic dissemination during a long-term follow-up.-
Descrição: dc.descriptionO câncer diferenciado de tireoide raramente ocorre em associação a nódulos hiperfuncionantes. Foi descrito aqui o caso de uma paciente de 47 anos de idade que desenvolveu sintomas de hipertireoidismo associados a um nódulo tireoidiano palpável. A cintilografia da tireoide mostrou tratar-se de um nódulo autônomo, e a biópsia por punção aspirativa por agulha fina foi sugestiva de carcinoma papilar. Os achados laboratoriais foram consistentes com o diagnóstico de hipertireoidismo. A paciente foi submetida à tireoidectomia e um carcinoma papilar de 3,0 x 3,0 x 2,0 cm, variante folicular, foi descrito por exame histopatológico. O tecido tireoidiano circunjacente era normal. No pós-operatório a paciente recebeu 100 mCi de 131I, e a cintilografia de corpo inteiro mostrou apenas captação residual. Nenhuma metástase foi identificada ao longo de cinco anos de acompanhamento. Nódulos quentes raramente albergam doença maligna, e este caso demonstrou que, quando ocorre carcinoma, o prognóstico parece ser muito bom, sem evidência de disseminação metastática em longo prazo.-
Formato: dc.formatapplication/pdf-
Idioma: dc.languageen-
Publicador: dc.publisherSociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia-
Direitos: dc.rightsAcesso Aberto-
Título: dc.titleHyperfunctioning thyroid cancer: a five-year follow-up-
Título: dc.titleCarcinoma de tireoide hiperfuncionante: seguimento de cinco anos-
Tipo de arquivo: dc.typelivro digital-
Aparece nas coleções:UNB

Não existem arquivos associados a este item.