A institucionalização do governo eletrônico no Brasil

Registro completo de metadados
MetadadosDescriçãoIdioma
Autor(es): dc.creatorMedeiros, Paulo Henrique Ramos-
Autor(es): dc.creatorGuimarães, Tomás de Aquino-
Data de aceite: dc.date.accessioned2021-10-14T18:16:16Z-
Data de disponibilização: dc.date.available2021-10-14T18:16:16Z-
Data de envio: dc.date.issued2014-07-25-
Data de envio: dc.date.issued2014-07-25-
Data de envio: dc.date.issued2006-10-
Fonte completa do material: dc.identifierhttp://repositorio.unb.br/handle/10482/15975-
Fonte completa do material: dc.identifierhttp://dx.doi.org/10.1590/S0034-75902006000400007.-
Fonte: dc.identifier.urihttp://educapes.capes.gov.br/handle/capes/627576-
Descrição: dc.descriptionO artigo tem como objetivo identificar o estágio de institucionalização do governo eletrônico no Brasil e os possíveis reflexos dessa política na inclusão digital. A pesquisa realizada, de natureza qualitativa, baseou-se na opinião de informantes-chaves dos principais setores institucionais que compõem o e-gov no país: setor público, iniciativa privada, terceiro setor e academia. A análise de conteúdo foi o método utilizado para se extrair a percepção dos entrevistados sobre a política de e-gov, tendo sido utilizado o software Atlas.ti para auxiliar na ordenação conceitual dos dados coletados. Concluiu-se que o único aspecto que poderia ser considerado institucionalizado no governo eletrônico seria a relação do Estado com o terceiro setor na política de inclusão digital, encontrando-se os demais aspectos investigados, em sua maioria, em estágios de semi-institucionalização. _____________________________________________________________________________________________________________ ABSTRACT-
Descrição: dc.descriptionThis study attempts to identify the institutionalization stage of the electronic government in Brazil and the possible implications of this policy for the digital divide. A qualitative research was undertaken based on the opinion of key informers from the sectors that constitute the e-gov in the country: public sector, private sector, third sector and academy. Content analysis was used to verify the interviewees´ perceptions about the e-gov policy, using the Atlas.ti software to help with conceptual ordering of collected data. Results show that the only aspect that could be viewed as institutionalized in the e-government would be the relation between the State and the third sector in the digital divide policy. The other aspects, in its majority, would be in semi-institutionalized stages.-
Formato: dc.formatapplication/pdf-
Publicador: dc.publisherFundação Getulio Vargas-
Direitos: dc.rightsAcesso Aberto-
Direitos: dc.rightsRevista de Administração de Empresas - Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons - Attribution-NonCommercial 3.0 Unported (CC BY-NC 3.0). Fonte: <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034- 75902006000400007&lng=en&nrm=iso>. Acesso em: 24 jul. 2014.-
Palavras-chave: dc.subjectGoverno eletrônico-
Palavras-chave: dc.subjectInclusão digital-
Palavras-chave: dc.subjectInstitucionalização-
Palavras-chave: dc.subjectInternet-
Palavras-chave: dc.subjectTeoria institucional-
Título: dc.titleA institucionalização do governo eletrônico no Brasil-
Tipo de arquivo: dc.typelivro digital-
Aparece nas coleções:UNB

Não existem arquivos associados a este item.