A atividade inflamatória sistêmica e a doença aterosclerótica subclínica em indivíduos muito idosos

Registro completo de metadados
MetadadosDescriçãoIdioma
Autor(es): dc.contributorSposito, Andrei Carvalho-
Autor(es): dc.creatorFreitas, Wladimir Magalhães de-
Data de aceite: dc.date.accessioned2021-10-14T18:08:51Z-
Data de disponibilização: dc.date.available2021-10-14T18:08:51Z-
Data de envio: dc.date.issued2011-06-29-
Data de envio: dc.date.issued2011-06-29-
Data de envio: dc.date.issued2011-06-29-
Data de envio: dc.date.issued2010-10-10-
Fonte completa do material: dc.identifierhttp://repositorio.unb.br/handle/10482/8745-
Fonte: dc.identifier.urihttp://educapes.capes.gov.br/handle/capes/624598-
Descrição: dc.descriptionDissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, 2010.-
Descrição: dc.descriptionO envelhecimento populacional representa um grande desafio do ponto de vista social, médico e científico. Neste último contexto, a associação de comorbidades e as particularidades da fisiologia do envelhecimento inviabilizam a extrapolação dos conhecimentos adquiridos em populações mais jovens. Esta limitação é particularmente relevante na doença aterosclerótica, não apenas por ser a principal causa de morte nos indivíduos idosos como também por ter toda a sua base fisiopatogênica delineada em pesquisas em indivíduos mais jovens. Por exemplo, a atividade inflamatória sistêmica que está intimamente relacionada a aterogênese, nos idosos apresenta uma maior expressão. Além disso, mudanças no metabolismo do cálcio e a redistribuição da calcificação nos tecidos dos idosos, criam um cenário distinto ao dos estudos do valor preditivo da calcificação das artérias coronárias. Entre os idosos, a parcela de indivíduos que mais cresce e que proporcionalmente são os mais afetados pela doença cardiovascular são aqueles com mais de 80 anos. E estes indivíduos são o foco deste estudo. Objetivo: Avaliar a associação entre a atividade inflamatória sistêmica, a função arterial vasomotora sistêmica, densidade mineral óssea, a calcificação coronariana e a presença de placas ateroscleróticas em carótidas em indivíduos com 80 ou mais anos de idade, não institucionalizados e sem doença cardiovascular sintomática prévia ou atual. Materiais e métodos: Apartir de 1196 candidatos, entre dezembro de 2008 a junho de 2010, 201 indivíduos foram selecionados para participar do estudo. Foram excluídos os indivíduos com doença auto-imune, neoplasias atuais ou prévias, doença pulmonar obstrutiva, em uso de antiinflamatórios hormonais ou não hormonais, doença renal grave, portadores de infecções atuais ou recorrentes, com hepatopatias ou insuficiência cardíaca. Os indivíduos selecionados foram submetidos a avaliação bioquímica, angiotomografia coronariana, estudo da função endotelial por hiperemia reativa da artéria radial, ecografias carotídeas e cardíacas, avaliação de densidade mineral óssea. _________________________________________________________________________________ ABSTRACT-
Descrição: dc.descriptionThe aging population represents a major challenge in terms of social, medical and scientific. In the scientific terms, the association of comorbidities and the particularities characteristics of physiology of aging may not allow extrapolate the knowledge gained in younger populations. In atherosclerosis this limitation is particularly relevant not only by being the leading cause of death in the elderly but also because their entire pathophysiological bases were outlined in research in younger individuals. For example, the systemic inflammatory activity that is closely related to atherosclerosis in the elderly has a higher expression. Moreover, in elderly because of changes in calcium metabolism and remodeling of tissue calcification there are a distinct setting of where studies establish the predictive value of coronary artery calcification. Those over 80 years are the share of elderly population that most grow fast and them are those that are most affected by cardiovascular disease. These individuals are the focus of this study. Objective: To evaluate in noninstitutionalized individuals with 80 or more years old, without previous or current symptomatic cardiovascular disease the association between systemic inflammatory activity, vasomotor systemic arterial function, bone mineral density, coronary calcification and the presence of atherosclerotic plaques. Materials and methods: Starting in 1196 candidates, from December 2008 to June 2010, 201 individuals were selected to participate in the study. We excluded individuals with autoimmune disease, current or previous cancers, obstructive pulmonary disease, using an antiinflammatory hormonal or nonhormonal, severe kidney disease, patients with current or recurrent infections, with liver or heart failure. Selected subjects underwent biochemical evaluation, coronary angiography, study of endothelial function by reactive hyperemia of the radial artery, carotid and cardiac ultrasound and assessment of bone mineral density.-
Formato: dc.formatapplication/pdf-
Direitos: dc.rightsAcesso Aberto-
Palavras-chave: dc.subjectIdosos-
Palavras-chave: dc.subjectAterosclerose-
Palavras-chave: dc.subjectGeriatria-
Título: dc.titleA atividade inflamatória sistêmica e a doença aterosclerótica subclínica em indivíduos muito idosos-
Tipo de arquivo: dc.typelivro digital-
Aparece nas coleções:UNB

Não existem arquivos associados a este item.