Restrições ao desenvolvimento inicial de plântulas de espécies arbóreas do Cerrado após exposição das sementes ao choque térmico simulando exposição ao fogo

Registro completo de metadados
MetadadosDescriçãoIdioma
Autor(es): dc.contributorMiranda, Heloisa Sinatora-
Autor(es): dc.creatorMacedo, Mariana Aragão de-
Data de aceite: dc.date.accessioned2021-10-14T18:08:14Z-
Data de disponibilização: dc.date.available2021-10-14T18:08:14Z-
Data de envio: dc.date.issued2020-04-16-
Data de envio: dc.date.issued2020-04-16-
Data de envio: dc.date.issued2020-04-16-
Data de envio: dc.date.issued2019-07-30-
Fonte completa do material: dc.identifierhttps://repositorio.unb.br/handle/10482/37523-
Fonte: dc.identifier.urihttp://educapes.capes.gov.br/handle/capes/624362-
Descrição: dc.descriptionDissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Ciências Biológicas, Departamento de Ecologia, 2019.-
Descrição: dc.descriptionA persistência da vegetação em ambientes com queimas frequentes vai depender das rebrotas, da produção de sementes e do estabelecimento de plântulas. Para que essas populações permaneçam e colonizem novos ambientes é importante que as sementes após a exposição às altas temperaturas germinem e produzam plântulas aptas a se desenvolver em um ambiente alterado. O objetivo foi verificar o efeito das altas temperaturas na germinação e no desenvolvimento inicial de plântulas de Kielmeyera coriacea e Qualea parviflora, espécies arbóreas comuns no Cerrado. As sementes foram expostas ao fluxo de calor simulando temperaturas, tempos de residência e diferentes alturas em copas de árvores registradas durante queimadas de Cerrado (70°C, 100°C, 130°C, 150°C e 170°C por 2 ou 5 min) e tiveram a germinação mensurada. Plântulas dessas sementes foram cultivadas por 3, 7 e 15 dias, quando foram colhidas e tiveram a massa aérea, a massa radicular, a razão raiz:parte aérea, presença de cotilédones abertos, folhas e raízes secundárias produzidas quantificados. Não houve germinação após a exposição a 130°C. A 100°C por 5 min a germinação foi significativamente reduzida. Não sendo afetada a 70°C ou 100°C por 2 min. Para K. coriacea, apenas as plântulas cujas sementes foram expostas a 70°C por 5 min apresentaram redução na parte aérea para após 15 dias de cultivo: 15% na massa total e 13% na aérea. As plântulas de Q. parviflora apresentaram redução (~37%) na massa radicular e na razão raiz:parte aérea, sem alteração para a massa total e massa aérea. A exposição das sementes a altas temperaturas afetará a quantidade e a qualidade das sementes germináveis no sistema, assim como das plântulas. Esses resultados indicam um fator que contribui para o decréscimo de plântulas registrado após a queima e que pode interferir na dinâmica e persistência das espécies em sistemas com queimadas frequentes.-
Descrição: dc.descriptionCoordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES).-
Descrição: dc.descriptionThe persistence of vegetation in fire-prone environments depends on seed production and sprouting. For these populations to persist and colonize disturbed environments, seeds, after exposure to high temperatures, must germinate and produce seedlings able to grow in the harsh environment altered by fire. Our objective was to study the effect of high temperatures on the germination and initial development of seedlings of Kielmeyera coriacea and Qualea parviflora. The seeds were exposed to heat shock simulating the temperatures and residence times experienced by fruits and seeds during Cerrado fires (70°C, 100°C, 130°C, 150°C, or 170°C for 2 or 5 min). After heat shock, germination was measured. Seedlings produced by these seeds were grown for 3, 7 and 15 days. After harvest, the shoot and root mass, root:shoot ratio, open cotyledons, leaves and secondary roots were quantified. Seeds exposed to 130 °C did not germinate, and germination was reduced after exposure to 100 °C for 5 min. After exposure to 70 °C for 5 min, 15-day-old seedlings of K. coriacea showed a reduction in total mass (15%) and in shoot mass (13 %), and Q. parviflora seedlings showed a reduction in root mass and root:shoot ratio (~37%). Kielmeyera coriacea began to open cotyledons within 7 days and Q. parviflora within 15 days. Only K. coriacea showed an increase in biomass. Exposure of seeds to high temperatures will affect the quantity and quality of germinable seeds, as well as the allocation of above- and below-ground biomass to the initial development of seedlings. Both effects will contribute to the decrease in the number of seedlings recorded after burning, suggesting a bottleneck in the population dynamics and persistence of species in fire-prone systems .which should be considered in management plans, for maintenance of species diversity and for the restoration of degraded areas of Cerrado.-
Formato: dc.formatapplication/pdf-
Direitos: dc.rightsAcesso Aberto-
Direitos: dc.rightsA concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.-
Palavras-chave: dc.subjectFogo - Cerrados-
Palavras-chave: dc.subjectCerrados - queimada-
Palavras-chave: dc.subjectGerminação-
Palavras-chave: dc.subjectSementes - germinação-
Palavras-chave: dc.subjectPlântulas-
Título: dc.titleRestrições ao desenvolvimento inicial de plântulas de espécies arbóreas do Cerrado após exposição das sementes ao choque térmico simulando exposição ao fogo-
Tipo de arquivo: dc.typelivro digital-
Aparece nas coleções:UNB

Não existem arquivos associados a este item.