Construção e validação de escala de crenças sobre o sistema treinamento

Registro completo de metadados
MetadadosDescriçãoIdioma
Autor(es): dc.creatorFreitas, Isa Aparecida de-
Autor(es): dc.creatorBorges-Andrade, Jairo Eduardo-
Data de aceite: dc.date.accessioned2021-10-14T18:07:50Z-
Data de disponibilização: dc.date.available2021-10-14T18:07:50Z-
Data de envio: dc.date.issued2010-12-09-
Data de envio: dc.date.issued2010-12-09-
Data de envio: dc.date.issued2004-
Fonte completa do material: dc.identifierhttp://repositorio.unb.br/handle/10482/6140-
Fonte completa do material: dc.identifierhttps://dx.doi.org/10.1590/S1413-294X2004000300010-
Fonte: dc.identifier.urihttp://educapes.capes.gov.br/handle/capes/624204-
Descrição: dc.descriptionEste artigo aborda a construção e validação da escala de crenças sobre o sistema de treinamento. Os itens foram formulados a partir do Modelo MAIS (Borges-Andrade, 1982) aplicado à avaliação de treinamento, das escalas de cinismo organizacional (Tesluk, Farr, Mathieu, & Vance, 1995) e das crenças que as pessoas possuem sobre treinamento descritas na revisão de Rousseau (1997). Crenças são vistas como os aspectos cognitivos relacionados a um objeto (Ajzen & Fishbein, 1980). Foram criados 35 itens, que passaram por processo de validação semântica e estatística no Banco do Brasil. Na validação estatística, realizada com 327 casos, utilizou-se análise de componentes principais e análise fatorial (PAF, rotação oblíqua). Os resultados dessas análises indicaram a existência de três fatores, com índices psicométricos adequados e conteúdos consistentes com o modelo teórico adotado, o que sugere a validade interna do instrumento. Possibilidades de intervenção nas organizações com o uso dessa escala também são discutidas.-
Descrição: dc.descriptionThis paper focuses on the development and validation of a scale for measuring beliefs on the training system. The MAIS Model (Borges-Andrade, 1982) applied to training evaluation, the Organizational Cynicism Scales (Tesluk, Farr, Mathieu, & Vance, 1995) and the beliefs people hold on training, described in Rousseau’s (1997) review, have been used as a basis for formulating the scale items. Beliefs are viewed as cognitive aspects related to an object (Ajzen & Fishbein, 1980). Thirty-five items have been formulated and semantically and statistically validated in Banco do Brasil. For statistical validation, 327 cases have been collected and principal components analysis and factor analysis (PAF, oblimin rotation) have been used. The results have indicated the existence of three factors, with adequate psychometric indexes. Their content has been found to be consistent with the adopted theoretical model. These results suggest that the instrument has internal validity. Possibilities for organizational intervention using this scale are also discussed.-
Formato: dc.formatapplication/pdf-
Direitos: dc.rightsAcesso Aberto-
Palavras-chave: dc.subjectTreinamento-
Palavras-chave: dc.subjectCrenças-
Palavras-chave: dc.subjectAvaliação de treinamento-
Palavras-chave: dc.subjectGestão do treinamento-
Título: dc.titleConstrução e validação de escala de crenças sobre o sistema treinamento-
Título: dc.titleDevelopment and validation of a training system beliefs scale-
Tipo de arquivo: dc.typelivro digital-
Aparece nas coleções:UNB

Não existem arquivos associados a este item.