Construção de discursos curatoriais : a China na 22ª Bienal de São Paulo de 1994

Registro completo de metadados
MetadadosDescriçãoIdioma
Autor(es): dc.contributorMari, Marcelo-
Autor(es): dc.creatorVecchio, Carolina de Almeida-
Data de aceite: dc.date.accessioned2021-10-14T18:05:15Z-
Data de disponibilização: dc.date.available2021-10-14T18:05:15Z-
Data de envio: dc.date.issued2020-04-07-
Data de envio: dc.date.issued2020-04-07-
Data de envio: dc.date.issued2020-04-07-
Data de envio: dc.date.issued2019-08-15-
Fonte completa do material: dc.identifierhttps://repositorio.unb.br/handle/10482/37385-
Fonte: dc.identifier.urihttp://educapes.capes.gov.br/handle/capes/623223-
Descrição: dc.descriptionDissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Artes, Programa de Pós-Graduação em Artes, 2019.-
Descrição: dc.descriptionEsta dissertação é um estudo sobre a participação de sete artistas da República Popular da China na 22ª Bienal Internacional de São Paulo de 1994. Esta participação se revelou importante para consolidar a inserção do Pop Político e do Realismo Cínico, movimentos chineses surgidos após o ano de 1989, no sistema internacional da arte. Este estudo aborda a construção de discursos do curador-geral Nelson Aguilar, colocando-os em comparação com as estratégias discursivas de Achille Bonito Oliva, curador da 45ª Bienal de Veneza de 1993. Além disso, a apresentação do discurso dos co-curadores das mostras chinesas de ambas as bienais, evidencia na pesquisa os direcionamentos propostos para a consolidação desta arte no Ocidente. A pesquisa ressalta a influência dos eventos de 1989, nomeadamente do Massacre de 4 de junho na Praça Celestial, para o desenvolvimento desta produção e para a subsequente concessão de valores e significados. Modos de tradução e delimitação de significados, por parte do Ocidente, demonstram que esta arte estava em constante negociação. Uma reflexão sobre estes movimentos é feita a partir da introdução das obras e das relações geopolíticas evidenciadas no espaço expositivo. Dados pesquisados no Arquivo Histórico Wanda Svevo, da Fundação Bienal de São Paulo, são utilizados para aprofundar as questões de uma representação de arte não-oficial chinesa, no Ocidente, naquele momento. Os antecedentes artísticos do Pop Político e do Realismo Cínico, bem como os antecedentes da participação da China na Bienal, são apontados para contextualizar os tópicos problematizados ao longo do texto.-
Descrição: dc.descriptionCoordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES).-
Descrição: dc.descriptionThis dissertation comprises a study of the participation of seven artists from the People’s Republic of China at the 22nd São Paulo International Biennial of 1994. This participation was important for the introduction and consolidation of the Chinese Political Pop and Cynical Realist movements, created post-1989, in the international art system. This research addresses the construction of discourses by general-curator Nelson Aguilar, in comparison to the discursive strategies of Achille Bonito Oliva, curator of the 45th Venice Biennale of 1993. In addition, the presentation of the discourses developed by the co-curators of the Chinese exhibitions of both biennials pinpoint the directions proposed for the consolidation of this art in the West. The research underscores the influence of the 1989 events, notably the June 4th Tiananmen Square Massacre, to the development of this production and the subsequent granting of values and meanings. Western modes of translation demonstrate that this art was in constant negotiation. A reflection on these movements will be developed through the introduction of the artworks and the geopolitical relations evidenced in the exhibition space. Research data from the Wanda Svevo Historical Archive of the São Paulo Biennial Foundation is used to delve into the issues of an unofficial representation of Chinese art in the West during that period. The background of Political Pop and Cynical Realism, as well as the background of China's participation in previous editions of the Biennial will be introduced in order to contextualize some critical topics observed throughout this dissertation.-
Formato: dc.formatapplication/pdf-
Direitos: dc.rightsAcesso Aberto-
Direitos: dc.rightsA concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.-
Palavras-chave: dc.subjectRealismo cínico-
Palavras-chave: dc.subjectArte chinesa contemporânea-
Palavras-chave: dc.subjectBienal de São Paulo-
Palavras-chave: dc.subjectCuradoria - artes-
Título: dc.titleConstrução de discursos curatoriais : a China na 22ª Bienal de São Paulo de 1994-
Tipo de arquivo: dc.typelivro digital-
Aparece nas coleções:UNB

Não existem arquivos associados a este item.