A imprensa satírica e as várias faces de Caxias na Guerra do Paraguai (1866 -1869)

Registro completo de metadados
MetadadosDescriçãoIdioma
Autor(es): dc.contributorBalaban, Marcelo-
Autor(es): dc.creatorCortes, Fabricio Azevedo-
Data de aceite: dc.date.accessioned2021-10-14T18:04:20Z-
Data de disponibilização: dc.date.available2021-10-14T18:04:20Z-
Data de envio: dc.date.issued2018-02-16-
Data de envio: dc.date.issued2018-02-16-
Data de envio: dc.date.issued2018-02-16-
Data de envio: dc.date.issued2017-09-29-
Fonte completa do material: dc.identifierhttp://repositorio.unb.br/handle/10482/31247-
Fonte: dc.identifier.urihttp://educapes.capes.gov.br/handle/capes/622873-
Descrição: dc.descriptionDissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Ciências Humanas, Departamento de História, Programa de Pós-graduação em História, 2017.-
Descrição: dc.descriptionA Guerra do Paraguai foi um conflito de grandes repercussões para o continente e pode ser considerada como um divisor de águas para as nações envolvidas. O conflito teve ampla cobertura na imprensa brasileira, particularmente no segmento das revistas ilustradas satíricas. Uma mídia típica do século XIX, as revistas satíricas desenvolviam um discurso dinâmico e polissêmico, que interagia intensamente no ambiente social e político da Corte. Além disso, elas integraram a formação da esfera pública e do debate político brasileiros na segunda metade do século XIX, sendo uma voz importante em diversas questões do Império. A presente dissertação trata dos mecanismos de criação dos discursos iconográficos e textuais dessas publicações, tomando como ponto de partida as múltiplas representações criadas sobre Luís Alves de Lima e Silva, o então Marquês de Caxias. Um dos militares mais reconhecidos do país, Caxias comandou as tropas brasileiras no Paraguai entre 1866 e 1869. Nesse período, sua imagem foi interpretada a partir de diversos pontos de vista em diversos periódicos. Essas visões do personagem foram moduladas de várias maneiras, tendo como fatores influenciadores destas mudanças os rumos da guerra, posicionamentos políticos e sociais, influências culturais e questões de mercado. Pretende-se nesse trabalho esclarecer como esses fatores integraram o contexto histórico e como as publicações ilustradas satíricas tomaram parte no debate público no período de guerra.-
Descrição: dc.descriptionThe Paraguayan War or the War of the Triple Alliance was a conflict with humongous repercussions for the continent and can be considered as a hystorical watershed for the nations involved in it. The war had an ample coverage by the Brazilian press, particularly in the segmente of the satirical illustrated magazines. The war had an ample coverage by the Brazilian press, particularly in the segmente of the satirical illustrated magazines. A medium typical of the 19th century, the satirical magazines developed a dynamic and polysemic discourse. They integrated the formation of the public sphere and the Brazilian political debate of the last half of the 19th century, being an important voice in the several Brazilian Empire controversies. The purpose of this research is to conduct a study of the creation of the iconographic and textual discourses of those publications taking as starting-point the multiple representations about Luís Alves de Lima e Silva, the Duke of Caxias. One of the most recognized militaries of the country, Caxias, at the time a marquis, led the Brazilian troops in Paraguay between 1866 1869. In this period, his image was interpreted in distinct ways by the many magazines and newspappers. Those interpretations were modulated in many ways, having as influential factors in those changes the tide of the war, political and social positions, cultural factors and market shares. This research propounds to clarify how this factor interacted in the hystorical context and how the satirical illustrated magazines engaged in the public debates.-
Formato: dc.formatapplication/pdf-
Direitos: dc.rightsAcesso Aberto-
Direitos: dc.rightsA concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.-
Palavras-chave: dc.subjectBrasil - história - II Reinado, 1840-1889-
Palavras-chave: dc.subjectGuerra do Paraguai-
Palavras-chave: dc.subjectRevistas ilustradas-
Palavras-chave: dc.subjectCaricaturas e desenhos humorísticos-
Título: dc.titleA imprensa satírica e as várias faces de Caxias na Guerra do Paraguai (1866 -1869)-
Tipo de arquivo: dc.typelivro digital-
Aparece nas coleções:UNB

Não existem arquivos associados a este item.