Dependência da trajetória e mudança institucional nos processos de desenvolvimento

Registro completo de metadados
MetadadosDescriçãoIdioma
Autor(es): dc.creatorCerqueira, Kleber Chagas-
Data de aceite: dc.date.accessioned2021-10-14T18:04:07Z-
Data de disponibilização: dc.date.available2021-10-14T18:04:07Z-
Data de envio: dc.date.issued2017-12-07-
Data de envio: dc.date.issued2017-12-07-
Data de envio: dc.date.issued2016-01-
Fonte completa do material: dc.identifierhttp://repositorio.unb.br/handle/10482/30209-
Fonte completa do material: dc.identifierhttp://dx.doi.org/10.1590/0103-335220161910-
Fonte: dc.identifier.urihttp://educapes.capes.gov.br/handle/capes/622791-
Descrição: dc.descriptionO debate sobre determinantes estruturais dos processos de desenvolvimento das sociedades contemporâneas é amplo e multifacetado. Duas vertentes especialmente profícuas dessa literatura são as abordagens que enfatizam os legados institucionais e os elementos de dependência da trajetória, de um lado, e as teorias que se apoiam na dinâmica política e social dessas sociedades para tentar explicar aqueles fatores estruturais. Duas recentes obras representativas dessas vertentes, (Kurtz, 2013) e (Huber e Stephens, 2012), são aqui analisadas, buscando-se apontar pontos de convergência entre elas e também as possibilidades de seu uso para interpretar a experiência brasileira de desenvolvimento. O artigo conclui que a abordagem sociocêntrica de construção estatal, de Kurtz, e a teoria das constelações de poder, de Huber e Stephens, são ferramentas promissoras para contribuir com o avanço da agenda de pesquisa sobre desenvolvimento no Brasil.-
Descrição: dc.descriptionThe debate on structural determinants of development processes in contemporary societies is broad and multifaceted. Two particularly fruitful aspects of this literature are the approaches that emphasize the institutional legacy and path dependency elements, on the one hand, and theories which are based on the political and social dynamics of these societies, in order to try to explain those structural factors. Two recent representative works of these approaches, (Kurtz, 2013) and (Huber and Stephens, 2012), are analyzed here, seeking to point out aspects of convergence between them and also the possibilities that their use open to interpret the Brazilian development experience. The article concludes that socio-centric approach to state-building, by (Kurtz, 2013), and the theory of power constellations, by (Huber and Stephens, 2012), are promising tools to contribute to the advancement of the research agenda on development in Brazil.-
Formato: dc.formatapplication/pdf-
Idioma: dc.languagept_BR-
Publicador: dc.publisherUniversidade de Brasília. Instituto de Ciência Política-
Direitos: dc.rightsAcesso Aberto-
Direitos: dc.rightsRevista Brasileira de Ciência Política - Este é um artigo publicado em acesso aberto sob uma licença Creative Commons (CC BY NC 4.0). Fonte: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-33522016000100253&lng=en&nrm=iso. Acesso em: 6 mar. 2018.-
Palavras-chave: dc.subjectConstrução estatal-
Palavras-chave: dc.subjectConstelações de poder-
Palavras-chave: dc.subjectDependência-
Palavras-chave: dc.subjectMudança institucional-
Palavras-chave: dc.subjectDesenvolvimento econômico - Brasil-
Título: dc.titleDependência da trajetória e mudança institucional nos processos de desenvolvimento-
Título: dc.titlePath dependence and institutional change in development processes-
Tipo de arquivo: dc.typelivro digital-
Aparece nas coleções:UNB

Não existem arquivos associados a este item.