A passos largos : meninas da periferia rumo à universidade e seus dilemas psicossociais

Registro completo de metadados
MetadadosDescriçãoIdioma
Autor(es): dc.creatorAlmeida, Tania Mara Campos de-
Autor(es): dc.creatorBrasil, Kátia Cristina Tarouquella Rodrigues-
Autor(es): dc.creatorViana, Dianne Magalhães-
Autor(es): dc.creatorLisniowski, Simone-
Autor(es): dc.creatorGanem, Valérie-
Data de aceite: dc.date.accessioned2021-10-14T18:03:01Z-
Data de disponibilização: dc.date.available2021-10-14T18:03:01Z-
Data de envio: dc.date.issued2021-09-06-
Data de envio: dc.date.issued2021-09-06-
Data de envio: dc.date.issued2020-05-29-
Fonte completa do material: dc.identifierhttps://repositorio.unb.br/handle/10482/42052-
Fonte completa do material: dc.identifierhttps://doi.org/10.1590/s0102-6992-202035010006-
Fonte completa do material: dc.identifierhttp://orcid.org/0000-0003-4147-7668-
Fonte completa do material: dc.identifierhttp://orcid.org/0000-0002-3988-0784-
Fonte completa do material: dc.identifierhttp://orcid.org/0000-0001-8396-8022-
Fonte completa do material: dc.identifierhttp://orcid.org/0000-0002-3035-8164-
Fonte: dc.identifier.urihttp://educapes.capes.gov.br/handle/capes/622373-
Descrição: dc.descriptionA divisão sexual do trabalho ainda é marca discriminatória na sociedade brasileira, cabendo às mulheres os trabalhos precarizados e menos valorizados. Ao refletir sobre os temas gênero e educação, o artigo identificou as contribuições do “Meninas velozes”, projeto de extensão e pesquisa interdisciplinar, no enfrentamento a esse cenário, a partir do fortalecimento do aprendizado e de dimensões psicossociais. Tal projeto é conduzido por professoras e pesquisadoras das engenharias, ciências sociais e humanas da Universidade de Brasília (UnB) e da Université Paris 13 (França). Suas ações ocorrem em escola pública na periferia do Distrito Federal desde 2013 e atingiu, nestes seis anos, mais de 100 meninas. Foram aplicados questionários para coleta de dados socioeconômicos e entrevistas semiestruturadas junto a 16 alunas da UnB, egressas do projeto. Seus relatos evidenciaram situações que ameaçam sua permanência e integração na universidade e que fragilizam a saúde mental, como assédio, restrições materiais e conflitos pessoais.-
Descrição: dc.descriptionThe sexual division of labor is still a discriminatory mark in Brazilian society, leaving women with precarious and less valued works. In reflecting on gender and education, this article identified the contributions of the “Meninas velozes”, a interdisciplinary project of extension and research, in facing this scenario from the strengthening of learning and psychosocial dimensions. This project is led by professors and researchers from engineering, social sciences and humanities of Universidade de Brasília (UnB) and Université Paris 13 (France). Its actions have been taking place in public school on the outskirts of the Federal District since 2013 and has reached more than 100 girls in these 6 years. Questionnaires were applied to collect socioeconomic data and semi-structured interviews with 16 students from UnB, former project participants. Their reports highlighted situations that threaten their permanence and integration in the university and weaken mental health, such as bullying, material restrictions and personal conflicts.-
Formato: dc.formatapplication/pdf-
Publicador: dc.publisherDepartamento de Sociologia da Universidade de Brasília-
Direitos: dc.rightsAcesso Aberto-
Direitos: dc.rights(CC BY NC)-
Palavras-chave: dc.subjectGênero-
Palavras-chave: dc.subjectEducação-
Palavras-chave: dc.subjectSaúde mental-
Palavras-chave: dc.subjectExtensão universitária-
Título: dc.titleA passos largos : meninas da periferia rumo à universidade e seus dilemas psicossociais-
Título: dc.titleWide steps : peripheral girls towards university and its psychosocial dilemmas-
Tipo de arquivo: dc.typelivro digital-
Aparece nas coleções:UNB

Não existem arquivos associados a este item.