Fitossociologia e análise comparativa da composição florística do cerrado da flora de Paraopeba-MG

Registro completo de metadados
MetadadosDescriçãoIdioma
Autor(es): dc.creatorBalduino, Alexander Paulo do Carmo-
Autor(es): dc.creatorSouza, Agostinho Lopes de-
Autor(es): dc.creatorMeira Neto, João Augusto Alves-
Autor(es): dc.creatorSilva, Alexandre Francisco da-
Autor(es): dc.creatorSilva Júnior, Manoel Cláudio da-
Data de aceite: dc.date.accessioned2021-10-14T18:02:50Z-
Data de disponibilização: dc.date.available2021-10-14T18:02:50Z-
Data de envio: dc.date.issued2012-05-14-
Data de envio: dc.date.issued2012-05-14-
Data de envio: dc.date.issued2005-01-
Fonte completa do material: dc.identifierhttp://repositorio.unb.br/handle/10482/10444-
Fonte: dc.identifier.urihttp://educapes.capes.gov.br/handle/capes/622299-
Descrição: dc.descriptionFoi conduzido um estudo fitossociológico no Cerrado sentido restrito da Floresta Nacional de Paraopeba, comparando-se os resultados (qualitativos) com os de outras amostras. Foram estabelecidas 10 parcelas de 0,1 ha (20 x 50 m), sendo incluídas no estudo todas as árvores (C30 > 15,7 cm). Foram registrados 1.990 indivíduos/ha (densidade total) e 18,13 m2/ha (área basal total). Os valores de riqueza (73 espécies/38 famílias), de diversidade Shannon (3,57) e de uniformidade (0,83) indicaram grande heterogeneidade e baixa dominânica ecológica. Leguminosae e Vochysiaceae foram as famílias mais ricas em espécies. O grupo das árvores mortas alcançou o maior valor de importância, seguido por Qualea parviflora, Pera glabrata, Erythroxylum suberosum e Qualea grandiflora. A análise comparativa de composições florísticas de 11 cerrados indicou uma forte influência da flora de Floresta Atlântica em Cerrado marginal do interior de São Paulo. Houve influência da localização geográfica na similaridade do Cerrado de Palmas, TO, com as outras áreas.-
Descrição: dc.descriptionA phytosociological study in the Cerrado "sensu strictu" of The Paraopeba Nacional Forest-MG was carried out, comparing the qualitative results with other samples. The Paraopeba National Forest suffered intense clearing in 1952, which motivated the phytosociological study of 1 hectare of woody vegetation and floristic comparison with others samples. Ten plots of 0.1ha (20x50m) were established and included in the study all trees with C30 > 15.7cm. A total of 1990 individuals/ha (total density) and 18.13m2/ha (total basal area) were recorded. The values of richness (73 species/38 families), of Shannon diversity (3.57) and the evenness (0.83) suggested great heterogeneity and low ecological dominance. Leguminosae and Vochysiaceae were the richest families in species. The group of dead trees reached the greater value of importance followed by Qualea parviflora, Pera glabrata, Erythroxylum suberosum and Qualea grandiflora. The floristic comparative analysis showed that the Atlantic Forest influenced the similarity values between Santa Bárbara´s Cerrado and the others. It was different for the Cerrado of Palmas, in which geographic distance was shown to be the most important factor influencing the floristic composition.-
Formato: dc.formatapplication/pdf-
Publicador: dc.publisherSociedade de Investigações Florestais-
Direitos: dc.rightsAcesso Aberto-
Direitos: dc.rightsRevista Árvore - Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons(Attribution-NonCommercial 3.0 Unported (CC BY-NC 3.0)). Fonte: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_serial&pid=0100-6762&lng=pt&nrm=iso. Acesso em: 08 maio. 2012.-
Palavras-chave: dc.subjectCerrados-
Palavras-chave: dc.subjectFlorestas - Minas Gerais (MG)-
Título: dc.titleFitossociologia e análise comparativa da composição florística do cerrado da flora de Paraopeba-MG-
Título: dc.titlePhytosociological composition and floristic comparison of Cerrado of Paraopeba flora - MG-
Tipo de arquivo: dc.typelivro digital-
Aparece nas coleções:UNB

Não existem arquivos associados a este item.