Osteonecrose por uso de medicamentos : estudo in vivo e revisão sistemática

Registro completo de metadados
MetadadosDescriçãoIdioma
Autor(es): dc.contributorFigueiredo, Paulo Tadeu de Souza-
Autor(es): dc.creatorPinto, Nathália Ferrare-
Data de aceite: dc.date.accessioned2021-10-14T18:02:29Z-
Data de disponibilização: dc.date.available2021-10-14T18:02:29Z-
Data de envio: dc.date.issued2021-06-28-
Data de envio: dc.date.issued2021-06-28-
Data de envio: dc.date.issued2021-06-28-
Data de envio: dc.date.issued2021-02-26-
Fonte completa do material: dc.identifierhttps://repositorio.unb.br/handle/10482/41294-
Fonte: dc.identifier.urihttp://educapes.capes.gov.br/handle/capes/622166-
Descrição: dc.descriptionTese (Doutorado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Ciências da Saúde, Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde, 2021.-
Descrição: dc.descriptionO osteonecrose por uso de medicamentos (MRONJ) é um efeito adverso do uso de medicamentos antirreabsortivos e antiangiogênicos, como os bisfosfonatos e o denosumabe, que afeta gravemente o osso maxilomandibular. A patofisiologia da MRONJ ainda não foi completamente elucidada. Objetivos: Avaliar as alterações clínicas e imaginológicas precoces no osso mandibular em modelo animal de osteonecrose por uso de medicamentos e revisar sistematicamente a literatura disponível sobre os aspectos clínicos e imaginológicos da osteonecrose por uso de medicamentos, comparando bisfosfonatos e denosumabe. Método: Duas metodologias foram utilizadas nesta tese, experimental em modelo animal e revisão sistemática. Na primeira, ratas Wistar foram divididas em dois grupos: submetidas à administração de ácido zoledrônico (ZA) e controle. Extrações dentárias dos primeiros molares inferiores esquerdos foram realizadas em todos os animais. As alterações foram avaliadas por microtomografia (microTC) em três momentos: inicial (T0), após a administração de medicamentos (T1) e após extração dentária (T2). Os seguintes parâmetros ósseos foram calculados: densidade mineral óssea (BMD), espessura trabecular (Tb.Th) e fração de volume ósseo (BV/TV). A comparação de parâmetros ósseos quantitativos entre os diferentes lados e fases experimentais de ambos os grupos estudados foi realizada pela análise de variância. Na segunda metodologia, a revisão sistemática seguiu o Manual de Revisão do Instituto Joanna Briggs, e as pesquisas foram realizadas nas bases de dados PubMed, Cochrane, Scopus, Web of Science e Lilacs e na literatura cinzenta (ProQuest, Open Gray e Google Scholar). Resultados: No estudo experimental, de T0 a T1, Tb.Th e BV/TV aumentaram, e em T2, os valores médios foram maiores no grupo ZA do que no grupo de controle. A densidade mineral óssea aumentou ao longo das diferentes fases de ambos os grupos. Nenhum dos animais do grupo controle desenvolveu MRONJ e, no grupo ZA, 76% apresentaram exposição óssea. Na revisão sistemática, as buscas resultaram em 7535 artigos que foram avaliados criticamente. Com base nos critérios de seleção, sete estudos foram incluídos na revisão: cinco estudos transversais e dois ensaios clínicos randomizados. Um total de 7.755 pacientes compuseram a população final. Um aumento no sequestro ósseo, na lise óssea cortical e na densidade óssea foi observado em paciente com MRONJ relacionado com bisfosfonatos, enquanto sequestro ósseo maior, reações periosteais mais frequentes e realce do canal mandibular foram observados em paciente com MRONJ relacionada ao denosumabe. Conclusão: As alterações ósseas em exames de imagem ocorrem precocemente em modelo animal de osteonecrose por uso de medicamentos da classe dos bisfosfonatos, e as alterações clínicas foram observadas tardiamente após extração dentária. Apesar da semelhança clínica, os aspectos imaginológicos da osteonecrose causada por bisfosfonatos e denosumabe não são similares. Mais estudos são necessários para caracterizar as alterações clínicas e imaginológicas da MRONJ.-
Descrição: dc.descriptionCoordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) e Fundação de Apoio à Pesquisa do Distrito Federal (FAP/DF).-
Descrição: dc.descriptionMedication-related osteonecrosis of the jaw (MRONJ) is an adverse effect of the use of antiresorptive and antiangiogenic drugs, such as bisphosphonates and denosumab, which severely affects the maxillomandibular bone. The pathophysiology of MRONJ has not been fully elucidated. Objectives: To evaluate early changes in the mandibular bone in an animal model of medication-related osteonecrosis of the jaw and systematically review the available literature on the clinical and imaging aspects of medication-related osteonecrosis of the jaw, comparing bisphosphonates and denosumab. Methods: Two methodologies were used in this thesis, experimental in an animal model and systematic review. In the first, rats were divided into two groups: exposed to the administration of zoledronic acid (ZA) and control. Dental extractions of the first left lower molars were performed in all animals. Bony changes were evaluated by microtomography (microCT) in three times points: at baseline (T0), after drug administration (T1) and after tooth extraction (T2). The following bone parameters were calculated: bone mineral density (BMD), trabecular thickness (Tb.Th) and bone volume proportion (BV/TV). The comparison of quantitative bone parameters among the different sides and experimental phases of both studied groups were performed by ANOVA-factorial. In the second methodology, the systematic review followed the Joanna Briggs Review’s Manual, and the searchs were performed on PubMed, Cochrane, Scopus, Web of Science and Lilacs databases and on the gray literature (ProQuest, Open Gray and Google Scholar). Results: In the experimental study, none of the animals in the control group developed MRONJ and, in the ZA group, 76% presented bone exposure. From T0 to T1, Tb.Th and BV/TV increased, and in T2, the mean values were higher in the ZA group than in the control group. BMD increased throughout the different phases of both groups. In the systematic review, the searches resulted in 7535 articles that were critically assessed. Based on the selection criteria, seven studies were included in the review: five cross-sectional studies and two randomized clinical trials. A total of 7755 patients composed the final population. An increase in bone sequestration, cortical bone lysis and bone density was noted in bisphosphonate-related osteonecrosis of the jaw, while larger bone sequestration, more frequent periosteal reactions and mandibular canal enhancement were observed in denosumab-related osteonecrosis of the jaw. Conclusion: Imaging bone changes occurred early in an animal model of medication-related osteonecrosis of the jaw, and clinical changes were observed later after tooth extraction. Despite the clinical similarity, the imaging aspects of bisphosphonate-related and denosumab-related osteonecrosis of the jaw are not similar. Further studies are necessary to characterize the MRONJ clinical and imaging changes.-
Formato: dc.formatapplication/pdf-
Direitos: dc.rightsAcesso Aberto-
Direitos: dc.rightsA concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.-
Palavras-chave: dc.subjectOsteonecrose-
Palavras-chave: dc.subjectBisfosfonatos-
Palavras-chave: dc.subjectDenosumabe-
Palavras-chave: dc.subjectModelos animais-
Título: dc.titleOsteonecrose por uso de medicamentos : estudo in vivo e revisão sistemática-
Tipo de arquivo: dc.typelivro digital-
Aparece nas coleções:UNB

Não existem arquivos associados a este item.