Aprendizagem Baseada em Problemas na formação policial : o caso da Escola Superior de Polícia Civil do Distrito Federal

Registro completo de metadados
MetadadosDescriçãoIdioma
Autor(es): dc.contributorTeles, Lúcio França-
Autor(es): dc.creatorAmaral, Marcelino de Andrade-
Data de aceite: dc.date.accessioned2021-10-14T18:02:09Z-
Data de disponibilização: dc.date.available2021-10-14T18:02:09Z-
Data de envio: dc.date.issued2020-05-26-
Data de envio: dc.date.issued2020-05-26-
Data de envio: dc.date.issued2020-05-26-
Data de envio: dc.date.issued2019-08-30-
Fonte completa do material: dc.identifierhttps://repositorio.unb.br/handle/10482/37864-
Fonte: dc.identifier.urihttp://educapes.capes.gov.br/handle/capes/622041-
Descrição: dc.descriptionDissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Educação, Programa de Pós-Graduação em Educação, 2019.-
Descrição: dc.descriptionNo Brasil, pouca atenção é dada às orientações trazidas pela Matriz Curricular Nacional para os Órgãos de Segurança Pública (Matriz Curricular Nacional), publicada em 2014, sobre práticas de ensino a serem utilizadas em academias de polícia. O documento da Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp) do Ministério da Justiça e Segurança Pública aponta para a efetivação de um currículo voltado para uma abordagem por competências e enfatiza que são as situações problematizadoras, utilizadas como metodologia de ensino, que possuem a capacidade de mobilizar saberes e gerar esquemas de ação para guiar o agir em diferentes situações da prática profissional. Diante desse contexto, este estudo teve como objetivo investigar a percepção dos cursistas da primeira pós-graduação em segurança pública oferecida pela Escola Superior de Polícia Civil do Distrito Federal (ESPC) quanto à utilização da metodologia de Aprendizagem Baseada em Problemas (ABP) na formação policial como estratégia de ensino e de aprendizagem preconizada pela Matriz Curricular Nacional. Buscou-se, com os objetivos específicos: identificar a convergência entre as orientações teórico-metodológicas da Matriz Curricular Nacional e os fundamentos da ABP encontrados na doutrina especializada; e identificar a percepção dos cursistas da primeira pós-graduação em segurança pública oferecida pela ESPC, entre 2018 e 2019, sobre a aplicação da metodologia ABP na formação policial. A construção teórica apoiou-se primordialmente em Mamede et al. (2001), Schmidt (1993), Souza e Dourado (2015), Cambi (1999), Leite e Afonso (2001) e Leite e Esteves (2005), doutrina especializada em ABP; e Werth (2009, 2011) e Makin (2016), autores da área da formação policial. Quanto ao percurso metodológico, a pesquisa utilizou a abordagem qualitativa, com estudo de caso único, aplicação de entrevistas individuais semiestruturadas e revisão bibliográfica, como instrumento de coleta de dados, os quais foram tratados, apresentados e analisados de forma qualitativa. O recorte do campo de pesquisa foi a primeira pós-graduação em segurança pública oferecida pela ESPC entre os anos de 2018 e 2019. Para esta pesquisa, foram entrevistados seis policiais cursistas da pós-graduação em referência, sendo cada um de uma categoria funcional própria: uma delegada de polícia civil, um perito criminal, um agente de polícia civil, um escrivão de polícia civil, um agente policial de custódia e um papiloscopista policial. Para tratamento e análise das entrevistas foi realizada a transcrição e sistematização das falas coletadas. Os resultados da investigação revelaram que a metodologia ABP aplicada à formação policial estimula a autonomia intelectual e é capaz de desenvolver competências que promovem a mobilização de saberes para agir em diferentes situações da prática profissional. Nesse sentido, acredita-se que estudos futuros sobre a utilização da ABP em cursos on-line voltados à formação policial podem ser de grande valia à complementação do presente trabalho.-
Descrição: dc.descriptionIn Brazil, little attention is paid to the guidance provided by the National Curriculum Matrix for Public Security Organs (National Curriculum Matrix), published in 2014, on teaching practices to be used in police academies. The document of the National Secretariat of Public Security (Senasp) of the Ministry of Justice and Public Security points to the realization of a curriculum focused on a competence approach and emphasizes that it is the problematizing situations, used as teaching methodology, that have the ability to mobilize knowledge and generate action schemes to guide action in different situations of professional practice. Given this context, this study aimed to investigate the perception of the students of the first postgraduate in public security offered by the Escola Superior de Polícia Civil do Distrito Federal (ESPC) regarding the use of the problem-based learning (PBL) methodology in training. as a teaching and learning strategy advocated by the National Curriculum Matrix. The specific objectives were: to identify the convergence between the theoretical-methodological orientations of the National Curriculum Matrix and the foundations of the BPA found in the specialized doctrine; and to identify the student perception of the first postgraduate course in public security offered by ESPC, between 2018 and 2019, about the application of the PBL methodology in police training. The theoretical construction was based primarily on Mamede et al. (2001), Schmidt (1993), Souza and Dourado (2015), Cambi (1999), Leite and Afonso (2001) and Leite and Esteves (2005), specialized doctrine on PBL; and Werth (2009, 2011) and Makin (2016), authors in the area of police training. Regarding the methodological approach, the research used the qualitative approach, with a single case study, application of semi-structured individual interviews and bibliographic review, as a data collection instrument, which were treated, presented and analyzed qualitatively. The field survey was the first public security postgraduate program offered by ESPC between 2018 and 2019. For this research, six former postgraduate police officers were interviewed, each one from a category. staff member: a civil police chief, a criminal expert, a civil police officer, a civil police registrar, a custodial police officer and a police papiloscopist. For treatment and analysis of the interviews, the transcription and systematization of the collected speeches was performed. The research results revealed that the PBL methodology applied to police training stimulates intellectual autonomy and is capable of developing skills that promote the mobilization of knowledge to act in different situations of professional practice. In this sense, it is believed that future studies on the use of PBL in online courses aimed at police training may be of great value to complement the present work.-
Formato: dc.formatapplication/pdf-
Direitos: dc.rightsAcesso Aberto-
Direitos: dc.rightsA concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.-
Palavras-chave: dc.subjectAprendizagem baseada em problemas-
Palavras-chave: dc.subjectPoliciais - formação-
Palavras-chave: dc.subjectEscola Superior de Polícia Civil do Distrito Federal (ESPC)-
Palavras-chave: dc.subjectSegurança pública-
Título: dc.titleAprendizagem Baseada em Problemas na formação policial : o caso da Escola Superior de Polícia Civil do Distrito Federal-
Tipo de arquivo: dc.typelivro digital-
Aparece nas coleções:UNB

Não existem arquivos associados a este item.