Baugruppen : as experiências de coabitações na Alemanha (1994-2016)

Registro completo de metadados
MetadadosDescriçãoIdioma
Autor(es): dc.creatorFigueira, Anie Caroline Afonso-
Autor(es): dc.creatorTrevisan, Ricardo-
Autor(es): dc.creatorReis, Talita Rocha-
Autor(es): dc.creatorFigueiredo, Rodrigo Beserra-
Data de aceite: dc.date.accessioned2021-10-14T18:02:04Z-
Data de disponibilização: dc.date.available2021-10-14T18:02:04Z-
Data de envio: dc.date.issued2020-02-12-
Data de envio: dc.date.issued2020-02-12-
Data de envio: dc.date.issued2019-05-
Fonte completa do material: dc.identifierhttps://repositorio.unb.br/handle/10482/36909-
Fonte: dc.identifier.urihttp://educapes.capes.gov.br/handle/capes/622010-
Descrição: dc.descriptionEste artigo se propõe a discutir o fenômeno dos Baugruppen (grupos de construir) na dinâmica habitacional alemã da cidade contemporânea (1994-2016). A ideia consiste em contrapor, ainda que parcialmente, o recorrente cenário, de transformação da habitação em apenas um ativo financeiro e uma mercadoria. Essa contrariedade ocorreria pelos Baugruppen, pois estes são constituídos de diversas partes interessadas, dentre eles, a comunidade que irá habitar nessa casa coletiva, as cooperativas de arquitetos, o Estado alemão, o meio jurídico e os bancos que financiam essas moradias. O intuito é excluir determinados agentes que lucram com a financeirização da moradia, como incorporadoras e construtoras, podendo, com isso, aumentar o tamanho das habitações, contratar os serviços de arquitetos para projetarem residências para se adequar ao perfil dos seus usuários, e simultaneamente diminuir o seu preço em até 25% a 35% do valor tradicional, investindo também em tecnologias ecológicas. A expectativa é a de poder avaliar as consequências positivas e negativas desse processo participativo, no qual os cidadãos se responsabilizam pelos riscos da construção da moradia e da cidade.-
Descrição: dc.descriptionThis article proposes to discuss the phenomenon of Baugruppen (building groups) in the German housing dynamics of the contemporary city (1994-2016). The idea is to counterbalance, albeit partially, the recurrent scenario of transforming housing into a single financial asset and a commodity. The Baugruppen will have a setback, since they are made up of various stakeholders, among them the community that will live in this collective house, the cooperatives of architects, the German State, the legal environment and the banks that finance these houses. The purpose is to exclude certain agents that profit from the financialization of housing, such as real estate developers and builders, to increase the size of houses, hire the services of architects to design homes to fit the profile of their users, and simultaneously decrease their price in up to 25% to 35% of the traditional value, also investing in green technologies. The expectation is to be able to evaluate the positive and negative consequences of this participatory process, in which citizens are responsible for the risks of housing and city construction.-
Formato: dc.formatapplication/pdf-
Publicador: dc.publisherANPUR, UFRN-
Direitos: dc.rightsAcesso Aberto-
Direitos: dc.rightsAutorização concedida a Biblioteca Central da Universidade de Brasília pelo professor Ricardo Trevisan, em 10 de fevereiro de 2020, para disponibilizar a obra, gratuitamente, para fins acadêmicos e não comerciais (leitura, impressão e/ou download) a partir dessa data. A obra contínua protegida por Direito Autoral e/ou por outras leis aplicáveis. Qualquer uso da obra que não o autorizado sob esta licença ou pela legislação autoral é proibido.-
Palavras-chave: dc.subjectCooperativas-
Palavras-chave: dc.subjectAlemanha-
Palavras-chave: dc.subjectHabitação-
Título: dc.titleBaugruppen : as experiências de coabitações na Alemanha (1994-2016)-
Aparece nas coleções:UNB

Não existem arquivos associados a este item.