Estudo farmacognóstico e da toxicidade experimental (aguda e subaguda) do extrato etanólico da casca do guatambu (Aspidosperma subincanum Mart.)

Registro completo de metadados
MetadadosDescriçãoIdioma
Autor(es): dc.contributorSilveira, Dâmaris-
Autor(es): dc.contributorCunha, Luiz Carlos da-
Autor(es): dc.creatorAlves, Nilda Maria-
Data de aceite: dc.date.accessioned2021-10-14T18:01:30Z-
Data de disponibilização: dc.date.available2021-10-14T18:01:30Z-
Data de envio: dc.date.issued2010-02-25-
Data de envio: dc.date.issued2010-02-25-
Data de envio: dc.date.issued2007-03-05-
Data de envio: dc.date.issued2007-03-05-
Fonte completa do material: dc.identifierhttp://repositorio.unb.br/handle/10482/3746-
Fonte: dc.identifier.urihttp://educapes.capes.gov.br/handle/capes/621789-
Descrição: dc.descriptionDissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Ciências da Saúde, 2007.-
Descrição: dc.descriptionEmbora no Brasil existam normas e legislação para garantir a segurança e qualidade dos fitoterápicos, para muitas das plantas utilizadas popularmente, não há registros facilmente disponíveis de suas características macroscópicas ou de marcadores químicos. Dessa forma, informações que possam fornecer subsídios para a correta identificação e garantia dos três princípios fundamentais para um medicamento – qualidade, eficácia e segurança – são necessárias, principalmente para aquelas espécies que têm uso mais evidente no Brasil. O cerrado goiano é muito rico em espécies medicinais, que se devidamente utilizadas podem trazer benefícios substanciais, sobretudo às populações mais carentes. Uma das espécies utilizadas na região é o guatambu (Aspidosperma subincanum Mart.) no tratamento do diabetes e da hipercolesterolemia. Sendo assim, os objetivos deste estudo foram o de realizar a caracterização farmacognóstica e avaliar a toxicidade pré-clínica (toxicidade aguda e subaguda) do extrato etanólico da casca do caule de Aspidosperma subincanum Mart.(EEAS). A caracterização farmacognóstica do guatambu, além de ser uma contribuição para a informação sobre plantas medicinais brasileiras, per si, forneceu parâmetros a serem empregados no controle de qualidade do guatambu utilizado como matéria prima na preparação de fitoterápicos. Os efeitos da administração oral aguda e subaguda do extrato etanólico de Aspidosperma subincanum Mart. foram investigados pelo método screening hipocrático, pelos parâmetros hematológicos e bioquímicos e pela análise histopatológica em ratos Wistar adultos e machos. Na avaliação da toxicidade aguda os animais foram tratados com doses únicas de EEAS (500, 1000, 2000, 3000 e 5000 mg/kg de peso) e observados por 24 horas, sendo que não foi observado qualquer sinal de toxicidade ou morte, o que sugere que o EEAS é praticamente atóxico em exposição aguda a altas doses. No estudo da toxicidade subaguda, os ratos foram tratados durante 30 dias consecutivos com EEAS por via oral nas doses de 125, 250, 500 mg/kg de peso. Os resultados mostraram que durante o período de tratamento, o EEAS provocou poucas alterações nos níveis séricos, assim como não houve modificações nos pesos dos animais. Na avaliação histopatológica EEAS provocou alterações celulares nos rins, pulmões e fígado em todas as doses avaliadas, caracterizando que tais órgãos foram lesados pela administração de EEAS. Entretanto, tais sinais de toxicidade demonstraram reversibilidade após 30 dias. Assim, nas condições experimentais, EEAS apresentou uma baixa toxicidade. ________________________________________________________________________________________ ABSTRACT-
Descrição: dc.descriptionAlthough in Brazil there are norms and legislation to guarantee the safety and quality of the phytotherapeutical, for many of the plants used popularly, there are not easily available registrations of their macroscopic characteristics or of chemical markers. In that way, information that can provide subsidies for the correct identification and guarantee of the three fundamental principles for a medicine is necessary - quality, effectiveness and safety - mainly for those species that have more evident use in Brazil. The savannah from the state of Goiás, Brazil, is very rich in medicinal species that, if properly used, can bring substantial benefits, especially to the poor populations. One of the species used in the area it is the guatambu (Aspidosperma subincanum Mart.) in the treatment of the diabetes and of the hypercholesterolemia. Thus, the objectives of this study were to accomplish the pharmacognostic characterization and to evaluate the pre- clinic toxicity (acute and sub-acute toxicity) of the ethanolic extract of the peel of the stem of Aspidosperma subincanum Mart. (EEAS). The pharmacognostic characterization of the guatambu, besides being a contribution for the information on Brazilian medicinal plants, itself, provided parameters to be applied in the quality control of the guatambu used as raw material in the preparation of the phytomedicinel. The effects of the acute and sub-acute oral administration of the ethanolic extract of Aspidosperma subincanum Mart. were investigated by the hippocratic screening method, by the hematological and biochemical parameters and by the histopathological analysis in Wistar mice - adults and males. In the evaluation of the acute toxicity the animals were treated with only doses of EEAS (500, 1000, 2000, 3000 and 5000 mg/kg of weight) and observed for 24 hours, considering that no sign of toxicity or death was observed, which suggests that EEAS is practically non-toxicant in acute exhibition to high doses. In the study of the sub-acute toxicity, the mice were treated orally for 30 consecutive days with EEAS in the doses of 125, 250, 500 mg/kg of weight. The results showed that during the treatment period, EEAS provoked few alterations in the serical levels, as well as there were not modifications in the weights of the animals. In the histopathological evaluation EEAS provoked cellular alterations in the kidneys, lungs and liver in all the doses evaluated, characterizing that such organs were harmed by the administration of EEAS. However, such toxicity signs demonstrated reversibility after 30 days. So, in the experimental conditions, EEAS presented a low toxicity.-
Formato: dc.formatapplication/pdf-
Direitos: dc.rightsAcesso Aberto-
Palavras-chave: dc.subjectFarmacognosia-
Palavras-chave: dc.subjectToxidade - testes-
Palavras-chave: dc.subjectPlantas medicinais-
Palavras-chave: dc.subjectCerrados-
Título: dc.titleEstudo farmacognóstico e da toxicidade experimental (aguda e subaguda) do extrato etanólico da casca do guatambu (Aspidosperma subincanum Mart.)-
Tipo de arquivo: dc.typelivro digital-
Aparece nas coleções:UNB

Não existem arquivos associados a este item.