Técnicas de estragar os outros: sobre a ética xamânica na fronteira Brasil-Guiana

Registro completo de metadados
MetadadosDescriçãoIdioma
Autor(es): dc.creatorOliveira, Alessandro Roberto de-
Data de aceite: dc.date.accessioned2021-10-14T18:01:15Z-
Data de disponibilização: dc.date.available2021-10-14T18:01:15Z-
Data de envio: dc.date.issued2019-01-02-
Data de envio: dc.date.issued2019-01-02-
Data de envio: dc.date.issued2018-
Fonte completa do material: dc.identifierhttp://repositorio.unb.br/handle/10482/33496-
Fonte completa do material: dc.identifierhttp://dx.doi.org/10.1590/s0104-71832018000200003-
Fonte: dc.identifier.urihttp://educapes.capes.gov.br/handle/capes/621692-
Descrição: dc.descriptionEste artigo apresenta uma análise etnográfica sobre xamanismo no contexto pluriétnico do maciço guianense ocidental. Aborda particularmente sua modalidade agressiva que é definida regionalmente como ataque kanaimé. O universo sociocultural que caracteriza esse tipo de ação xamânica apresenta elementos de uma cosmo-ontologia que desafia a racionalidade ocidental, configurando modos de relação entre pessoas e plantas que colocam em jogo saberes específicos e práticas rituais. As reconfigurações contemporâneas dessas práticas xamânicas indicam o caráter aberto, a força e a heterogeneidade desse modo de conhecimento. A partir dos diferentes papéis exercidos por esses especialistas, o objetivo é trazer as reflexões indígenas sobre a ética do xamã na produção de malefícios e curas. O argumento é que esse universo xamânico leva a noção de fronteira ao plano da comunicação interespecífica, reverberando interrogações sobre o estatuto do humano.-
Descrição: dc.descriptionThis article presents an ethnographic analysis about shamanism in the pluriethinic context of the occidental Guiana massif. It addresses particularly the aggressive modality of shamanism that is regionally defined as kanaimé attack. The sociocultural universe that characterizes this kind of shamanic action presents elements of a cosmo-ontology that challenges the occidental rationality, configuring relationship modes between people and plants that put specific knowledges and ritual practices at stake. The contemporary reconfigurations of these shamanic practices indicate the open character, the strength and the heterogeneity of this knowledge mode. From the different parts rolled by shamanic specialists, the objective is to bring to light indigenous reflections about the shaman ethic on the production of malice and cure. The argument is that this shamanic universe brings the notion of frontier to the communication plan interspecific, reverberating interrogations about the statute of human.-
Formato: dc.formatapplication/pdf-
Idioma: dc.languagept_BR-
Publicador: dc.publisherPrograma de Pós-Graduação em Antropologia Social - IFCH-UFRGS-
Direitos: dc.rightsAcesso Aberto-
Direitos: dc.rights(CC BY) - Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International License.-
Palavras-chave: dc.subjectXamanismo-
Palavras-chave: dc.subjectEtnologia-
Título: dc.titleTécnicas de estragar os outros: sobre a ética xamânica na fronteira Brasil-Guiana-
Título: dc.titleTechnics to spoil others: about shamanic ethics in the frontier of Brazil and Guyana-
Tipo de arquivo: dc.typelivro digital-
Aparece nas coleções:UNB

Não existem arquivos associados a este item.