Protagonismos femininos no cinema brasileiro de pós-retomada : os desvios do engendramento

Registro completo de metadados
MetadadosDescriçãoIdioma
Autor(es): dc.contributorMontoro, Tânia Siqueira-
Autor(es): dc.creatorCabral, Bárbara de Pina-
Data de aceite: dc.date.accessioned2021-10-14T18:01:12Z-
Data de disponibilização: dc.date.available2021-10-14T18:01:12Z-
Data de envio: dc.date.issued2018-07-09-
Data de envio: dc.date.issued2018-07-09-
Data de envio: dc.date.issued2018-07-04-
Data de envio: dc.date.issued2018-02-26-
Fonte completa do material: dc.identifierhttp://repositorio.unb.br/handle/10482/32196-
Fonte: dc.identifier.urihttp://educapes.capes.gov.br/handle/capes/621671-
Descrição: dc.descriptionDissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Comunicação, Programa de Pós-Graduação em Comunicação, 2018.-
Descrição: dc.descriptionEsta pesquisa investiga o protagonismo feminino no cinema brasileiro de pós-retomada (2003-2016), nomenclatura dada ao período que se inicia a partir do surgimento da Agência Nacional de Cinema (Ancine). Para além do recorte cronológico, buscaram-se como prerrogativa narrativas que tenham por temática mais aparente o cotidiano, a intimidade e os afetos. Ao entender o cinema como uma tecnologia de gênero, a pesquisa se fixa no cruzamento entre os conceitos da linguagem do cinema (tempo, espaço e movimento), estudos feministas (performatividade) e afetos (local de análise) como sítios da apresentação do gênero enquanto meio de expressão fluido: os escapes do engendramento. A ótica sobre o gênero é problematiza por uma perspectiva menos descritiva e mais compreendida como processos de significância do que de representação. Por meio da metodologia que engloba análise do discurso, sob o viés da teoria feminista, e análise fílmica, foi possível perceber estratégias estéticas, narrativas e espectatoriais sob o cinema de pós-retomada. Analisamos três filmes com protagonismos femininos: Mate-me, por favor (2015), de Anita Rocha da Silveira; Olmo e a gaivota (2014), de Petra Costa e La Glob; e Era uma vez eu, Verônica, de Marcelo Gomes, bem como as críticas dos mesmos longas nos sites Omelete, Portal Abraccine e Revista Cinética.-
Descrição: dc.descriptionThis research investigates the feminine protagonism in Brazilian cinema during the period named "pós-retomada" (2003-2016), after the foundation of the National Film Agency (Ancine). Beyond the chronological perspective, three specific themes were also investigated: intimacy, affection and private life. Understanding cinema as technology of genre, this research focuses on the crossing between the concepts of cinematic language (time, space and movement), feminist studies (performativity) and affection (place of analysis). The affection is understood as a presentation of the genre as a medium of fluid expression: the escapes of the genre. The view on gender is problematized by a less descriptive perspective and more as processes of significance than of representation. Through the methodology that includes discourse analysis under the bias of feminist theory and a cinematic analysis; aesthetic, linguistic and spectral strategies were discovered in the analyzed films. Three films with feminine protagonism were chosen: Mate-me, por favor (2015), by Anita Rocha da Silveira; Olmo e a gaivota (2014), by Petra Costa and Lea Glob; and Era uma vez eu, Verônica, by Marcelo Gomes. Reviews of these movies were also analyzed on the websites Omelete, Portal Abraccine and Cinética Magazine.-
Formato: dc.formatapplication/pdf-
Direitos: dc.rightsAcesso Aberto-
Direitos: dc.rightsA concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.-
Palavras-chave: dc.subjectProtagonismo feminino-
Palavras-chave: dc.subjectAnálise fílmica-
Palavras-chave: dc.subjectAgência Nacional de Cinema (Ancine)-
Palavras-chave: dc.subjectTeoria feminista-
Título: dc.titleProtagonismos femininos no cinema brasileiro de pós-retomada : os desvios do engendramento-
Tipo de arquivo: dc.typelivro digital-
Aparece nas coleções:UNB

Não existem arquivos associados a este item.