A competência intercultural na formação de professores de espanhol : estabelecendo diálogos em um curso de letras

Registro completo de metadados
MetadadosDescriçãoIdioma
Autor(es): dc.contributorOrtíz Alvarez, Maria Luisa-
Autor(es): dc.creatorLima, Tânia de Souza-
Data de aceite: dc.date.accessioned2021-10-14T17:59:59Z-
Data de disponibilização: dc.date.available2021-10-14T17:59:59Z-
Data de envio: dc.date.issued2014-03-27-
Data de envio: dc.date.issued2014-03-27-
Data de envio: dc.date.issued2014-03-27-
Data de envio: dc.date.issued2013-08-09-
Fonte completa do material: dc.identifierhttp://repositorio.unb.br/handle/10482/15374-
Fonte: dc.identifier.urihttp://educapes.capes.gov.br/handle/capes/621208-
Descrição: dc.descriptionDissertação (mestrado)—Universidade de Brasília,Instituto de Letras, Departamento de Línguas Estrangeiras e Tradução, Programa de Pós-Graduação em Linguística Aplicada, 2013.-
Descrição: dc.descriptionNo âmbito do ensino de línguas, têm sido frequentes as discussões sobre a importância de envolver questões culturais nas aulas de língua, seja materna ou estrangeira. Esta perspectiva evidencia a estreita relação entre língua e cultura, tanto que vem se consolidando cada vez mais a utilização do termo língua-cultura (MENDES, 2007), no sentido de deixar claro que uma não existe sem a outra e que a língua é a principal forma de expressão das culturas. Atualmente as fronteiras se tornam mais tênues, portanto, a capacidade de se estabelecer uma comunicação intercultural entre os diferentes grupos sociais faz-se necessária. Tomando como base as pesquisas no campo da Linguística Aplicada sobre as Competências do Professor de Língua Estrangeira (ALMEIDA FILHO, 1998; BANDEIRA, 2003; SANTA’ANA, 2005; MOURA, 2005; SANTOS, 2005; TARGINO, 2007; BASSO, 2008) e relacionando-as aos estudos acerca da dimensão intercultural (MENDES, 2004; 2007; 2008; BYRAM, 2001), vem se desenvolvendo o conceito de Competência Intercultural no ensino de línguas. Assim, a presente pesquisa busca compreender melhor o processo de desenvolvimento desta competência durante a formação de futuros professores de Espanhol em um curso de Letras. Os pressupostos teóricos que embasam as discussões sobre a Competência Intercultural estão em consonância com o que versam os documentos orientadores da educação no Brasil, como as Diretrizes para os cursos de Letras (Parecer CNE/CES 492/2001) e as Orientações Curriculares Nacionais para o Ensino Médio (OCEM), sobre o ensino de Espanhol na escola (OCEM/2006). Além dos documentos e diretrizes, o referencial teórico que dá suporte a este estudo concentra-se em conceitos-chave para a pesquisa, como a formação de professores, orientações para o ensino de espanhol no Brasil, Competência Intercultural do professor de LE, a qual envolve conceitos como relação língua-cultura, comunicação e educação intercultural, abordagem intercultural de ensino e as competências do professor de LE. A pesquisa é de natureza qualitativa caracterizada como um estudo de caso de caráter interpretativo (FALTIS, 1997) e teve como participantes professores formadores e professores em formação (estudantes do 6º semestre) de uma universidade do Estado da Bahia. Um dos objetivos da pesquisa foi o de contribuir para a reflexão acerca do perfil dos professores de Espanhol em formação, especificamente no tocante ao desenvolvimento do construto da Competência Intercultural e suas implicações para a prática profissional dos futuros professores de língua estrangeira. Para coleta dos dados foram utilizados questionários, notas de campo, entrevistas semi-estruturadas e sessões reflexivas. Os resultados da análise mostraram que o professor formador tem um papel fundamental no processo de desenvolvimento da CI durante a formação inicial do professor de LE (Espanhol), mas depende principalmente da disposição e curiosidade para observar aspectos culturais próprios, buscando estabelecer um diálogo diante daquilo que é diferente. A partir desta pesquisa, também podemos concluir que a Competência Intercultural representa um conceito ainda em construção. ______________________________________________________________________________________ ABSTRACT-
Descrição: dc.descriptionDiscussions on the importance of cultural issues involve either native or foreign language classes, have been frequent in the context of language teaching. This perspective highlights the close relationship between language and culture in a way that the term language-culture has already been consolidated (MENDES, 2007) Making it clear that one does not exist without the other and that language is the main form of expression for cultures. Nowadays the borders are getting weaker, so the ability to establish an intercultural communication among different groups is necessary. The concept of intercultural Competence in language teaching has been developed based on research in the field of Applied Linguistics about Foreing Language teachers’ skills (ALMEIDA FILHO, 1998; SANTA'ANA, 2005; MOURA, 2005; SANTOS, 2005; TARGINO, 2007; BASSO, 2008) and is related to studies on intercultural dimension (MENDES, 2004, 2007, 2008; BYRAM, 2001). Thus, this research seeks to better understand the development process of Intercultural Competence during the training of future Spanish teachers in a language arts course. The theoretical assumptions that underlie discussions of Intercultural Competence are consistent with the guidance documents that deal with education in Brazil, such as the Guidelines for the Language arts courses (CNE / CES 492/2001) and the National Curriculum Guidelines for High School (OCEM) about teaching Spanish in schools (OCEM/2006). In addition to the documents and guidelines, the theoretical framework that supports our study focuses on key concepts for research, such as teacher training, guidelines for the teaching of Spanish in Brazil, Foreign Language teacher’s Intercultural Competence, which involves concepts such as language-culture relationship, communication and intercultural education, intercultural approach to education, Foreign Language teacher’s skills. The research is qualitative and characterized as a case study of interpretive character (FALTIS, 1997) the participants were teacher educators who worked at the university where the research was developed and students of the 6th semester at the same university in the state of Bahia. One of the goals of the research was to contribute to the reflection on the profile of Spanish teachers in education, specifically in relation to the development of the Intercultural Competence construct and its implications in the professional practice of future foreign language teachers. To collect data, we used questionnaires, field notes, semi-structured interviews and reflective sessions. The results of the analysis showed that the teacher educator plays a key role in the Development process of Intercultural Competence during Spanish teachers’ initial training of but it mainly depends on the willingness and curiosity to observe cultural aspects, seeking to establish a dialogue on what is different. From this research, we can also conclude that the Intercultural Competence is a concept that is still under construction. ______________________________________________________________________________________ RESUMEN-
Descrição: dc.descriptionEn el campo de la enseñanza de lenguas, se discute a menudo la importancia de incluir cuestiones culturales en las clases de lengua, ya sea materna o extranjera. Esta perspectiva señala la estrecha relación entre lengua y cultura, tanto que se está consolidando cada vez más la utilización del término lengua-cultura (MENDES, 2007), con tal de aclarar que una no existe sin la otra y que la lengua es la principal forma de expresión de las culturas. En la actualidad, las fronteras se vuelven más tenues, luego la capacidad de entablar una comunicación intercultural entre los diferentes grupos sociales es tan necesaria. Basándose en las investigaciones de la Lingüística Aplicada sobre las competencias del profesor de lengua extranjera (ALMEIDA FILHO, 1998; BANDEIRA, 2003; SANTA’ANA, 2005; MOURA, 2005; SANTOS, 2005; TARGINO, 2007; BASSO, 2008) y, relacionándolas a los estudios acerca de la dimensión intercultural (MENDES, 2004; 2007; 2008; BYRAM, 2001), se sigue desarrollando el concepto de Competencia Intercultural en la enseñanza de lenguas. Así que, esta investigación busca comprender mejor el desarrollo de esta competencia durante la formación de futuros profesores de Español en un curso de Letras. Los presupuestos teóricos que fundamentan las discusiones sobre a competencia intercultural están de acuerdo con los documentos orientadores de la educación de Brasil, como las Directrices para los cursos de Letras (Parecer CNE/CES 492/2001) y las Orientaciones Curriculares Nacionales para la Enseñanza Media (OCEM), sobre la enseñanza de Español en la escuela (OCEM/2006). Además de estos documentos y directrices, el marco teórico de este trabajo se basa en conceptos clave para la investigación, tales como la formación de profesores, orientaciones para la enseñanza de Español en Brasil, la Competencia Intercultural del profesor de LE, a la cual subyace conceptos como la relación lengua-cultura, comunicación y educación intercultural, abordaje intercultural de enseñanza y las competencias de profesor de LE. La investigación es cualitativa y se caracteriza como un estudio de caso interpretativo (FALTIS, 1997) y tuvo como participantes profesores formadores y profesores en formación (estudiantes del 6º semestre) de una universidad del Estado de Bahía. Uno de los objetivos de la investigación fue contribuir para la reflexión acerca del perfil de los profesores de Español en formación, específicamente, respecto al desarrollo del constructo de la Competencia Intercultural y sus implicaciones para la práctica profesional de los futuros profesores de lengua extranjera. Para la recogida de los datos se utilizó cuestionarios, notas de campo, entrevistas semiestructuradas y sesiones reflexivas. Los resultados del análisis mostraron que el profesor formador tiene un papel fundamental en el desarrollo de la CI durante la formación inicial del profesor de LE (Español), pero depende principalmente de la disposición y curiosidad para observar aspectos culturales propios, buscando establecer un dialogo frente a todo aquello que es diferente. A partir de esta investigación, podemos también concluir que la Competencia Intercultural representa un concepto en construcción.-
Formato: dc.formatapplication/pdf-
Direitos: dc.rightsAcesso Aberto-
Direitos: dc.rightsA concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.-
Palavras-chave: dc.subjectProfessores - formação-
Palavras-chave: dc.subjectLíngua espanhola - estudo e ensino-
Palavras-chave: dc.subjectComunicação intercultural-
Título: dc.titleA competência intercultural na formação de professores de espanhol : estabelecendo diálogos em um curso de letras-
Tipo de arquivo: dc.typelivro digital-
Aparece nas coleções:UNB

Não existem arquivos associados a este item.