A escrita da fronteira no território da comunicação

Registro completo de metadados
MetadadosDescriçãoIdioma
Autor(es): dc.contributorIasbeck, Luiz Carlos Assis-
Autor(es): dc.creatorAzevedo, Alger Carriconde-
Data de aceite: dc.date.accessioned2021-10-14T17:59:53Z-
Data de disponibilização: dc.date.available2021-10-14T17:59:53Z-
Data de envio: dc.date.issued2020-04-24-
Data de envio: dc.date.issued2020-04-24-
Data de envio: dc.date.issued2020-04-24-
Data de envio: dc.date.issued2002-
Fonte completa do material: dc.identifierhttps://repositorio.unb.br/handle/10482/37606-
Fonte: dc.identifier.urihttp://educapes.capes.gov.br/handle/capes/621164-
Descrição: dc.descriptionDissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Comunicação, 2002.-
Descrição: dc.descriptionO presente trabalho se propõe a analisar a ocupação e transformação dos espaços, bem como o movimento de expansão e retração das fronteiras (materiais e simbólicas) como competência semiótica e, portanto, comunicativa. Princípio e fim de toda semiótica, é o corpo que vai ocupar, neste estudo, o estatuto de personagem principal. E ele que produz discurso e é nele que os discursos se inscrevem. Parametrados em metodologia semiótica, partimos dele para as observações pontuais dos espaços urbanos, até nos defrontarmos, posteriormente, com uma nova cartografia de idéias - ora macabras, ora orgiásticas - que comporão uma outra possibilidade de leitura da espacialidade. Nesse novo ambiente “globalizado”, defrontamo-nos com uma nova onda regionalizante, na qual ressurgem as tribos, movimentos rituais que recompõem uma gradual valorização e reconstituição do espaço tribal — um justo retorno ao princípio bárbaro fundador da territorialidade como fenômeno comunicativo.-
Descrição: dc.descriptionThe present work attempts to analyse both the occupation and transformation of space and the movement of expansion and retraction of material and symbolic borders. The analysis is done through the perspective of semiotic and therefore communicative competence. The body, as the beginning and end of semiotics, plays the main role in this study. It is the body that produces the discourse and it is on the body that the discourse is written. Grounded on semiotics methodology, I have used the body as a point of departure to view urban spaces. I have found a new cartography of ideas - sometimes macabre, sometimes orgiastic - , which brings about one other possibility of understanding speciality. In this new globalized environment, we countenance a new wave of regionalism, a strong allegiance to regional culture. We see the reappearance of tribes, ritualist movements that contribute to a gradual reconstitution of the tribal space - a fair return to barbarian principles that grounds territoriality as a phenomenon of communication.-
Formato: dc.formatapplication/pdf-
Direitos: dc.rightsAcesso Aberto-
Palavras-chave: dc.subjectComunicação social-
Palavras-chave: dc.subjectPlanejamento urbano-
Título: dc.titleA escrita da fronteira no território da comunicação-
Tipo de arquivo: dc.typelivro digital-
Aparece nas coleções:UNB

Não existem arquivos associados a este item.