A construção de imaginário de periferia no cinema de Adirley Queirós

Registro completo de metadados
MetadadosDescriçãoIdioma
Autor(es): dc.contributorMontoro, Tânia Siqueira-
Autor(es): dc.creatorGonçalves, Carlos Djalma-
Data de aceite: dc.date.accessioned2021-10-14T17:55:29Z-
Data de disponibilização: dc.date.available2021-10-14T17:55:29Z-
Data de envio: dc.date.issued2019-07-31-
Data de envio: dc.date.issued2019-07-31-
Data de envio: dc.date.issued2019-07-31-
Data de envio: dc.date.issued2019-03-01-
Fonte completa do material: dc.identifierhttp://repositorio.unb.br/handle/10482/35190-
Fonte: dc.identifier.urihttp://educapes.capes.gov.br/handle/capes/619398-
Descrição: dc.descriptionDissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Expressão e Comunicação, Departamento de Comunicação, 2019.-
Descrição: dc.descriptionO cinema de Adirley Queirós é fortemente marcado por sua relação com Ceilândia, cidade satélite do Distrito Federal, onde reside desde a infância. Sua proposta cinematográfica coloca em evidência não apenas a periferia da capital da República, mas destaca, sobretudo, um modo de ser e de viver dessa periferia, afirmando uma identidade ceilandense própria, principalmente a partir da oposição de um imaginário brasiliense. Ancorada na pesquisa qualitativa de caráter culturalista e na análise fílmica, o estudo aborda o filme como um produto cultural que suscita e potencializa debates sobre os mais diferentes aspectos sociais. Nesse sentido, esta pesquisa está inserida no estudo da narrativa do cinema brasileiro contemporâneo do século XXI, com foco na relação entre cinema e cidade, observada a partir da análise da cinematografia do diretor Adirley Queirós. Trabalha-se com a linguagem audiovisual e busca-se investigar a construção da narrativa sobre a Ceilândia na linguagem do cineasta e como suas séries de novas imagens, sons e imaginações refundam o imaginário social da periferia do Distrito Federal. Para tanto, foram elencados como objeto de estudo cinco filmes do cineasta – Rap, o canto da Ceilândia (2005); Fora de Campo (2009); Dias de Greve (2009); A cidade é uma só? (2012); e, Branco sai, Preto fica” (2014). A partir dos diferentes gêneros cinematográficos praticados pelo diretor, a pesquisa identifica uma complexa e conexa rede entre som, música, fotos, cartazes, paredes pintadas, vestuários, expressões locais, estratégias e recursos narrativos que estruturam e inauguram o despontar de novos territórios audiovisuais.-
Descrição: dc.descriptionAdirley Queirós’s films are deeply affected by his relationship with Ceilândia, one of Brasilia’s satellite cities, where he lives since his childhood. The idea behind his movies is to show not only this town located in the outskirts of Brazil’s capital, but mostly the way of being and living of the people there, claiming it has a unique identity, very different from what those who live in Brasilia might think. Anchored in the qualitative research of culturalist character and in the filmic analysis, the study approaches the film as a cultural product that raises and potentiates debates on the most different social aspects. This research studies the narrative of the contemporary Brazilian cinema, focusing on the relationship between cinema and city, considering the cinematography of the director Adirley Queirós. Using audiovisual language, this study investigates the construction of the narrative about Ceilândia through the filmmaker’s language and how his series of new and fresh images, sounds and imagination recreate the social imagery of the Distrito Federal outskirts. So, five of his movies were chosen – Rap, o canto da Ceilândia (2005); Fora de Campo (2009); Dias de Greve (2009); A cidade é uma só? (2012); and Branco sai, Preto fica (2014). Considering different cinematographic genders adopted by the director, this research identifies a complex and connected network between sound, music, photos, posters, painted walls, clothing, local expressions, etc., which are narrative strategies and resources that structure and create room for new audiovisual territories.-
Formato: dc.formatapplication/pdf-
Direitos: dc.rightsAcesso Aberto-
Direitos: dc.rightsA concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.-
Palavras-chave: dc.subjectQueirós, Adirley, 1970- crítica e interpretação-
Palavras-chave: dc.subjectCinema brasileiro-
Palavras-chave: dc.subjectCinema contemporâneo-
Palavras-chave: dc.subjectCeilândia (DF)-
Palavras-chave: dc.subjectCinema - aspectos sociais-
Palavras-chave: dc.subjectImaginário social-
Título: dc.titleA construção de imaginário de periferia no cinema de Adirley Queirós-
Tipo de arquivo: dc.typelivro digital-
Aparece nas coleções:UNB

Não existem arquivos associados a este item.