Estudo empírico sobre a proposta do serviço de comunicações digitais - SCD

Registro completo de metadados
MetadadosDescriçãoIdioma
Autor(es): dc.contributorEsch, Carlos Eduardo Machado da Costa-
Autor(es): dc.creatorMelo, Jussara Costa-
Data de aceite: dc.date.accessioned2021-10-14T17:54:35Z-
Data de disponibilização: dc.date.available2021-10-14T17:54:35Z-
Data de envio: dc.date.issued2012-10-15-
Data de envio: dc.date.issued2012-10-15-
Data de envio: dc.date.issued2012-10-15-
Data de envio: dc.date.issued2012-06-28-
Fonte completa do material: dc.identifierhttp://repositorio.unb.br/handle/10482/11414-
Fonte: dc.identifier.urihttp://educapes.capes.gov.br/handle/capes/619044-
Descrição: dc.descriptionOrientação: Carlos Eduardo Machado da Costa Esch.-
Descrição: dc.descriptionDissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Comunicação, Programa de Pós-Graduação em Comunicação, 2012.-
Descrição: dc.descriptionNo ano de 2003 a Agência Nacional de Telecomunicações – Anatel adotando como premissa a migração dos serviços de telecomunicações para os serviços de acesso à informação lançou a proposta de criação do Serviço de Comunicações Digitais – SCD que permitiria o acesso às redes digitais e à Internet, o que representaria a ação efetiva do Estado para promover a inclusão digital, a cidadania, garantir o direito de acesso à informação, atender às demandas sociais previstas na Lei do Fundo de Universalização dos Serviços de Telecomunicações (FUST) e cumprir os propósitos da Cúpula Mundial da Sociedade da Informação realizada em Genebra em 2003. A proposta não avançou e o novo serviço não foi criado. Esta dissertação analisa as contribuições às consultas públicas relativas à proposta do novo serviço a fim de proporcionar uma reflexão acerca das tendências e possíveis causas indicativas da opção pela não criação do SCD. _________________________________________________________________________________________________ ABSTRACT-
Descrição: dc.descriptionIn 2003, the National Telecommunications Agency – Anatel, launched a proposal for the creation of a new digital communications service, designated as SCD which would allow the access to digital networks and to the Internet would represent an effective State action towards the promotion of digital inclusion, citizenship, legal right to information access, provide social demands foreseen by the universalization law and would also accomplish the purposes established by the World Summit of Information Society held in Geneva in 2003. Nevertheless, the proposal did not succeded. This research analyses the comments and opinions expressed within the public consultations processes in an attempt to identify reasons, tendencies and causes that justify the decision not to create de new service.-
Formato: dc.formatapplication/pdf-
Direitos: dc.rightsAcesso Aberto-
Palavras-chave: dc.subjectComunicação e tecnologia-
Palavras-chave: dc.subjectPolítica de telecomunicações-
Palavras-chave: dc.subjectProvedores de serviços da Internet-
Título: dc.titleEstudo empírico sobre a proposta do serviço de comunicações digitais - SCD-
Tipo de arquivo: dc.typelivro digital-
Aparece nas coleções:UNB

Não existem arquivos associados a este item.