Análise da dependência espacial da mobilidade urbana do idoso : aplicação aos dados da pesquisa domiciliar de 2007 da região metropolitana de São Paulo

Registro completo de metadados
MetadadosDescriçãoIdioma
Autor(es): dc.contributorGonzales Taco, Pastor Willy-
Autor(es): dc.creatorBarbosa, Rosana Rodrigues-
Data de aceite: dc.date.accessioned2021-10-14T17:54:13Z-
Data de disponibilização: dc.date.available2021-10-14T17:54:13Z-
Data de envio: dc.date.issued2014-10-07-
Data de envio: dc.date.issued2014-10-07-
Data de envio: dc.date.issued2014-10-07-
Data de envio: dc.date.issued2014-03-28-
Fonte completa do material: dc.identifierhttp://repositorio.unb.br/handle/10482/16400-
Fonte: dc.identifier.urihttp://educapes.capes.gov.br/handle/capes/618898-
Descrição: dc.descriptionSabe-se. na prática, que a maior ou menor restrição à mobilidade urbana vincula-se às condições da configuração espacial da cidade, à disposição das redes de transporte, às tecnologias dos meios disponíveis e à organização de rotas de transporte público. Tais parâmetros trazem consigo a necessidade de considerar a espacialidade na análise da mobilidade urbana, além dos fatores comportamentais já conhecidos na literatura. Com o aumento da população idosa nas grandes cidades brasileiras, a mobilidade urbana tem se tomado um tema crucial no desenvolvimento urbano, pois além de afetar a qualidade de vida dos moradores, a falta da mobilidade leva ao aumento da exclusão social. Desta forma, o objetivo da pesquisa foi desenvolver uma metodologia que caracterize a dependência espacial dos padrões de mobilidade urbana do idoso. O método utilizado é a identificação de clusters espaciais por meio do índice e mapas de Moran e ainda, a análise confirmatória através da regressão geograficamente ponderada, de modo a explicar a formação de padrões e sua relação com a localização geográfica. Os dados para as análises foram indicadores socioeconômicos (proporção de idosos, renda) e indicadores de viagem (frequência de viagens diárias, motivo da viagem, escolha modal e duração) por zona de tráfego provenientes da Pesquisa Domiciliar origem-destino da Região Metropolitana de São Paulo realizada em 2007. O resultado da pesquisa é que existe dependência espacial dos padrões de mobilidade urbana dos idosos nas regiões Centro. Centro sul e Oeste da RMSP. com relação às viagens totais. 49% dos idosos realizam 2 viagens, e 22% realizam 4 viagens. O modo mais utilizado para realizar as viagens é dirigir o automóvel 43% das viagens, seguido de 21% realizam viagens como pedestres, em pequenas distâncias, e ainda 16% utilizam o ônibus. Os principais motivos para realizarem viagens são o trabalho, o lazer e "outros". Essas viagens ocorrem no pico da manhã entre 7h e 10h. A maioria das viagens por motivo trabalho é realizada pelos idosos dirigindo o automóvel. As atividades de lazer também compartilham esse modo, entretanto, existe uma parte considerável de idosos que as realizam a pé. _______________________________________________________________________________________ ABSTRACT-
Descrição: dc.descriptionIt is known, in practice, that the greater or lesser restriction on urban mobility is linked to the conditions of the spatial configuration of the city, like the provision of transport networks, the technologies of the resources available and the organization of public transport routes. These parameters bring with them the need to consider the analyze of the spatiality of urban mobility, as well as behavioral factors already known in the literature. With the increase in the elderly population in large cities, urban mobility has become a crucial issue in urban development, as well as affecting the quality of life of residents, lack of mobility’ leads to increase social exclusion Thus, the objective of the research was to develop a methodology to characterize the spatial dependence of the patterns of urban mobility of the elderly. The method used was the spatial clusters identification through the index and Moran maps and yet. the confirmatory analysis using geographically weighted regression, in order to explain the formation of patterns and their relation to geographical location. Data of the analyzes were socioeconomic indicators (proportion of elderly, income) and travel indicators (frequency of daily travel, purpose of trip, mode choice and duration) per traffic zone from the Household Survey origin-destination of the Metropolitan Region of Sào Paulo held in 2007. The search result is a spatial dependence of urban mobility patterns of the elderly in the Central, south Central and West MRSP. with respect to total trips, 49% of participants performed 2 trips, and 22% held 4 trips. The most used way to make travel is driving the car 43% of all trips, followed by 21% conduct as pedestrians travel in small distances, and even 16% use the bus. The main reasons for earning out the work are travel, leisure and "others". These trips occur in the morning peak between 7am and 10am. Most trips due work is done by the elderly driving the car. Leisure activities also share this mode, however, there is a considerable proportion of elderly who perform walk.-
Formato: dc.formatapplication/pdf-
Direitos: dc.rightsAcesso Aberto-
Direitos: dc.rightsA concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.-
Palavras-chave: dc.subjectMobilidade urbana-
Palavras-chave: dc.subjectIdosos-
Palavras-chave: dc.subjectIdosos - condições sociais-
Palavras-chave: dc.subjectAnálise espacial-
Título: dc.titleAnálise da dependência espacial da mobilidade urbana do idoso : aplicação aos dados da pesquisa domiciliar de 2007 da região metropolitana de São Paulo-
Tipo de arquivo: dc.typelivro digital-
Aparece nas coleções:UNB

Não existem arquivos associados a este item.