Formação “de catador para catador” : o movimento nacional dos catadores na construção de sua autonomia político pedagógica

Registro completo de metadados
MetadadosDescriçãoIdioma
Autor(es): dc.contributorRêses, Erlando da Silva-
Autor(es): dc.creatorAlves, Adriana Silva-
Data de aceite: dc.date.accessioned2021-10-14T17:53:58Z-
Data de disponibilização: dc.date.available2021-10-14T17:53:58Z-
Data de envio: dc.date.issued2016-05-03-
Data de envio: dc.date.issued2016-05-03-
Data de envio: dc.date.issued2016-05-03-
Data de envio: dc.date.issued2016-03-30-
Fonte completa do material: dc.identifierhttp://repositorio.unb.br/handle/10482/20079-
Fonte completa do material: dc.identifierhttp://dx.doi.org/10.26512/2016.03.D.20079-
Fonte: dc.identifier.urihttp://educapes.capes.gov.br/handle/capes/618795-
Descrição: dc.descriptionDissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Educação, Programa de Pós-Graduação em Educação, 2016.-
Descrição: dc.descriptionO presente estudo propõe analisar a formação promovida pelo Movimento Nacional dos Catadores e Catadoras de Materiais Recicláveis (MNCR) para a sua categoria. O MNCR, nasce em 2001, por meio da iniciativa dos catadores e de instituições comprometidas com o reconhecimento profissional e a inclusão socioeconômica dos catadores e catadoras. Desde sua criação, o MNCR tem buscado criar e desenvolver formas de comunicação e educação dentro do movimento, que sejam conectadas com o mundo do trabalho e com a superação das condições desumanas em que estão submetidas à catação. Nosso principal objetivo é conhecer como o MNCR tem desenvolvido a formação político-profissional, em especial, o método chamado “De catador para catador” e, constatar quais aspectos desta proposta se aproximam de uma Educação Libertadora em Paulo Freire. “De catador para catador”, compõe uma das estratégias do movimento para realizar formação de base, dentro de cooperativas e associações, dos encontros e seminários, entre outros espaços formativos. A perspectiva metodológica deste estudo foi a Pesquisa Participante. Os principais momentos consistiram em: ler eles, falar com eles e fazer com eles. O referencial teórico do trabalho discorreu a respeito da Educação Popular, da educação nos movimentos sociais, da Educação Libertadora em Paulo Freire, seguido por um panorama da questão da catação no Brasil e do surgimento do movimento nacional dos catadores e catadoras, suas principais demandas e desafios atuais. A pesquisa, de cunho qualitativo, utilizou como instrumentos de coleta, a análise documental, entrevistas semiestruturadas e a técnica da Observação Participante. A análise documental pautou-se nas cartilhas do ciclo de formação do MNCR. A entrevista semiestruturada procurou conhecer a proposta política, a formação no MNCR, metodologia do movimento, sobre escolarização e assessoria técnica pela perspectiva dos catadores militantes. Ao todo, foram entrevistados cinco representantes do MNCR das cinco regiões do país (Norte, Nordeste, Centro-Oeste, Sul e Sudeste). Para analisar as entrevistas, foi utilizada a técnica de análise de conteúdo temática. A Observação participante ocorreu no Distrito Federal, São Paulo e Rio Grande do Sul. Foi possível observar e participar de atividades voltadas à formação e a articulação política. Os resultados obtidos apontam para a busca do MNCR em construir sua formação política e profissional de forma autônoma e popular, superando sua dependência de apoio externo, principalmente, do Terceiro Setor. O método “De catador para catador” tem sido a proposta popular, originalmente, gestada pelo movimento e compõe as bases para a construção de sua pedagogia. A partir dos dados coletados e, de acordo com uma leitura freirena, este estudo buscou apontar os momentos em que a formação do e no MNCR se aproximou e se distanciou de uma Educação Libertadora.-
Descrição: dc.descriptionThis study aims to analyze the training organized by the National Movement of Collectors and Collectors of Recyclable Materials (MNCR) for its category. The MNCR, born in 2001, through the initiative of collectors and institutions committed to the professional recognition and social and economic inclusion of collectors and pickers. Since its inception, the MNCR has sought to create and develop ways of communication and education within the movement, which are connected with the world of work and to overcome the inhumane conditions in which they are submitted in the grooming. Our main goal is to know how MNCR has developed the political and professional training, in particular, the method called "From collector to collector" and see if this proposal approaches a Liberating Education Paulo Freire. "From collector to collector", composes one of the movement's strategies to achieve basic training in cooperatives and associations, meetings and seminars, and other training areas. The methodological approach was the Research Participant. The main events were: read them, talk to them and do with them. The theoretical work reference talked about the popular education, education in social movements, Liberating in Paulo Freire Education, followed by an overview of the issue of grooming in Brazil and the rise of the national movement of collectors and pickers, their main demands and current challenges. The research, qualitative nature, used as collection tools, document analysis, semi-structured interviews and participant observation. The documentary analysis was guided in booklets of MNCR the training cycle. The semi-structured interview sought to meet the proposed policy, training in MNCR, movement methodology on education and technical advice. In all, they were interviewed five representatives of MNCR the five regions of the country (North, Northeast, Midwest, South and Southeast). To analyze the interviews, we used the content analysis technique. The Participant observation occurred in the Federal District, São Paulo and Rio Grande do Sul. It was possible to observe and participate in activities related to training and political articulation. The results point to the pursuit of MNCR in building its political and professional training of autonomous and popular form, overcoming their dependence on external support, mainly from the third sector. The method "from collector to collector" has been a popular proposal originally fomented by the movement and make up the foundation for the construction of its pedagogy. From the collected data, according to a freirena reading, this study point out the times when the training and MNCR approached and distanced himself from a Liberating Education.-
Formato: dc.formatapplication/pdf-
Direitos: dc.rightsAcesso Aberto-
Direitos: dc.rightsA concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.-
Palavras-chave: dc.subjectMétodo de ensino-
Palavras-chave: dc.subjectMovimento Nacional dos Catadores e Catadoras de Materiais Recicláveis (MNCR)-
Palavras-chave: dc.subjectAutonomia (Psicologia)-
Palavras-chave: dc.subjectFreire, Paulo, 1921-1997 - crítica e interpretação-
Palavras-chave: dc.subjectEducação - aspectos sociais-
Título: dc.titleFormação “de catador para catador” : o movimento nacional dos catadores na construção de sua autonomia político pedagógica-
Tipo de arquivo: dc.typelivro digital-
Aparece nas coleções:UNB

Não existem arquivos associados a este item.