Educação em ciências, dimensão subjetiva e suas implicações para a ação docente : uma análise de processos avaliativos a partir da relação estudantes surdos-pessoa intérprete educacional

Registro completo de metadados
MetadadosDescriçãoIdioma
Autor(es): dc.contributorGauche, Ricardo-
Autor(es): dc.contributorSantos, Elias Batista dos-
Autor(es): dc.creatorMartinez, Isabella Guedes-
Data de aceite: dc.date.accessioned2021-10-14T17:53:55Z-
Data de disponibilização: dc.date.available2021-10-14T17:53:55Z-
Data de envio: dc.date.issued2019-12-08-
Data de envio: dc.date.issued2019-12-08-
Data de envio: dc.date.issued2019-12-08-
Data de envio: dc.date.issued2019-04-26-
Fonte completa do material: dc.identifierhttps://repositorio.unb.br/handle/10482/35921-
Fonte: dc.identifier.urihttp://educapes.capes.gov.br/handle/capes/618775-
Descrição: dc.descriptionTese (doutorado)—Universidade de Brasília, Instituto de Ciências Biológicas, Instituto de Química, Instituto de Física, Faculdade UnB Planaltina, Faculdade de Educação, 2019.-
Descrição: dc.descriptionEste trabalho teve como objetivo compreender e analisar relações singulares Estudantes Surdos-Pessoa Intérprete Educacional estabelecidas no cotidiano das disciplinas/turma estudada, no contexto de processos avaliativos que compõem a ação docente desenvolvida, bem como descrever relações singulares entre Estudantes Surdos-Pessoa Intérprete Educacional em processos avaliativos, no espaço-tempo das aulas de Ciências da Natureza em uma turma do ensino médio. Nesse sentido, estudamos a dinâmica da sala de aula, especialmente o processo avaliativo dos Estudantes Surdos, na perspectiva da ação docente da Pessoa Intérprete Educacional. Sendo assim, os conceitos iniciais foram, paulatinamente, construídos e reconstruídos, ao passo que a pesquisa ia se constituindo como tal. As ações pedagógicas acompanhadas ao longo da inserção empírica foram delimitadoras da pesquisa e o corpo teórico foi desenvolvido de maneira concomitante aos processos investigativos, em um movimento contínuo e dialético. Por conseguinte, utilizamos os princípios norteadores da Epistemologia Qualitativa, presidindo a perspectiva cultural-histórica da subjetividade desenvolvida por González Rey. Com o intuito de favorecer a produção de subsídios empíricos, acompanhamos Estudantes Surdos e a Pessoa Intérprete Educacional de uma sala de aula, em uma escola pública do Distrito Federal. Nesse processo, foram utilizados indutores como estratégias auxiliares para favorecer a produção de informações pelos participantes, tais como: conversas informais, diálogos reflexivos, cartas, desenhos, completamento de frases. Para a análise e interpretação das informações produzidas ao longo da pesquisa, foi utilizada a perspectiva construtivo-interpretativa defendida por González Rey. Por fim, a Tese aqui defendida, sustentada na Teoria da Subjetividade de González Rey, é a de que, na perspectiva da dimensão subjetiva da aprendizagem e suas implicações para a ação docente, o processo avaliativo deve ser assumido como tendo um valor subjetivo, produzido individual e socialmente, para que a produção de novos sentidos subjetivos, que engendrem novas configurações/reconfigurações das práticas avaliativas, se constitua como lócus privilegiado de aprendizagem e desenvolvimento humano. Nesse sentido, a relação singular, tema deste trabalho, Estudantes Surdos-Pessoa Intérprete Educacional, no contexto da sala de aula, favoreceu a assunção de um processo de avaliação formativa com foco na qualidade da aprendizagem, no desempenho escolar integral e na singularidade das pessoas participantes. Assim, espera-se que os conhecimentos gerados pela presente pesquisa auxiliem na compreensão da relação entre os Estudantes Surdos-Pessoa Intérprete Educacional, bem como do processo avaliativo.-
Descrição: dc.descriptionThis paper has the objective of understanding and analyzing the single relations between Deaf Students and the Educational Interpreter Person throughout the daily activities of the subjects being studied, in the context of evaluative processes that are part of the educational actions, as well as describing single relations between Deaf Students and the Educational Interpreter Person on evaluative processes, in the space-time of a Science Class in a High School group. In this sense, we study the dynamism of the classroom, specially the evaluative process of the Deaf Students, in the perspective of the teaching action of the Educational Interpreter Person. Thus, the initial concepts were gradually constructed and reconstructed, while the research was being formed. Pedagogical actions being monitored along with the empirical insertion were keys for the research, and the theoretical body was developed simultaneously with the investigative processes, in a continuous and dialectical movement. Therefore, we use the guiding principles of the Qualitative Epistemology, heading up the cultural-historical perspective of the subjectivity developed by González Rey. Intending to favor the production of empirical subsides, we monitored Deaf Students and the Educational Interpreter Person in a classroom of a public school in Distrito Federal. In this process, inductors were used as auxiliary strategies to favor the production of information by the participants, such as: informal talks, reflexive dialogues, letters, drawings, filling-out gap activities. The perspective constructive-interpretative defended by González Rey was used to accomplish the analysis and interpretation of the information produced along the research. And lastly, this thesis being defended, based on González Rey's Subjectivity Theory, in the perspective of the subjective learning dimension and their implications to teaching methods, the assessment process must be taken assuming to have a subjective value, produced individual and socially, so the production of new subjective meanings, which create new configuration/reconfiguration of assessment practices, be constituted of a privileged locus of learning and human development. In this sense, an established relation between Deaf Students and the Educational Interpreter Person, in the context of a classroom, favors the assumption of an educational evaluation process focusing in quality of learning, academic performance and uniqueness of the participants. Thus, it is expected that the knowledge brought by the present research help out the comprehension of the relation Deaf Students - Educational Interpreter Person, as well as the evaluative process.-
Formato: dc.formatapplication/pdf-
Direitos: dc.rightsAcesso Aberto-
Palavras-chave: dc.subjectEstudantes com deficiência-
Palavras-chave: dc.subjectIntérprete educacional-
Palavras-chave: dc.subjectSurdos - educação-
Palavras-chave: dc.subjectAvaliação educacional-
Título: dc.titleEducação em ciências, dimensão subjetiva e suas implicações para a ação docente : uma análise de processos avaliativos a partir da relação estudantes surdos-pessoa intérprete educacional-
Tipo de arquivo: dc.typelivro digital-
Aparece nas coleções:UNB

Não existem arquivos associados a este item.