Campanhas audiovisuais do Ministério da Saúde contra dengue, zika e chikungunya nos anos de 2014 a 2017 : análise das estratégias de comunicação em saúde

Registro completo de metadados
MetadadosDescriçãoIdioma
Autor(es): dc.contributorMendonça, Ana Valéria Machado-
Autor(es): dc.creatorAlbarado, Ádria Jane-
Data de aceite: dc.date.accessioned2021-10-14T17:52:58Z-
Data de disponibilização: dc.date.available2021-10-14T17:52:58Z-
Data de envio: dc.date.issued2019-06-13-
Data de envio: dc.date.issued2019-06-13-
Data de envio: dc.date.issued2019-06-13-
Data de envio: dc.date.issued2018-12-05-
Fonte completa do material: dc.identifierhttp://repositorio.unb.br/handle/10482/34791-
Fonte: dc.identifier.urihttp://educapes.capes.gov.br/handle/capes/618428-
Descrição: dc.descriptionDissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Ciências da Saúde, Programa de Pós-Graduação em Saúde Coletiva, 2018.-
Descrição: dc.descriptionÉ urgente que o país aproveite a triste experiência de 2016 e, finalmente, repense suas ações de Comunicação em Saúde. Não apenas para a vigilância, mas para a saúde em toda a amplitude do seu conceito. Esta é a principal contribuição desta dissertação, que visa analisar o conteúdo dos vídeos produzidos e veiculados pelo Ministério da Saúde (MS) sobre dengue, chikungunya e Zika no período de 2014 a 2017; as respostas de um(a) informante-chave da gestão da comunicação do MS; e, a percepção das comunidades de municípios de quatro diferentes regiões do Brasil, a partir de rodas de conversa realizadas em Vilhena-RO, João Pessoa-PB, Anápolis-GO e Cascavel-PR. Para tanto, adota abordagem qualitativa e embasa-se num referencial teórico que articula conhecimentos e práticas transversais das áreas da Comunicação e da Saúde, bem como da Comunicação em Saúde. Observou-se que o MS divulgou 199 vídeos informativos, educativos e campanhistas no período analisado e priorizou a quantidade da produção de conteúdos informativos e educativos, todavia, mais que triplicou os investimentos nas campanhas. Ao enfrentar o surto de infecções pelo vírus Zika e sua relação com o aumento de casos de microcefalia em 2016, a pasta ministerial agiu conforme as orientações para a comunicação em situação de riscos. A partir disso, passou a adotar uma estética sensacionalista em suas campanhas ao abordar situações de perdas e sequelas referentes às arboviroses. A gestão insiste em práticas da velha comunicação e suas mídias tradicionais, transmissivas, verticalizadas; e ignora os determinantes sociais em saúde do Brasil em suas ações, mantendo o foco na eliminação do mosquito transmissor das doenças. A população por sua vez, almeja por mais ações integradas e dialógicas de informação, educação e comunicação, que promovam sua saúde e qualidade de vida, bem como a participação social.-
Descrição: dc.descriptionCoordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES).-
Descrição: dc.descriptionBrazil must overcome sad 2016 arboviruses crisis, by reassessing strategies and actions of Public Health Communication to support not only Health Surveillance, but comprehensive health from its breadth definition. That should be the key contribution of this study. Which aims to analyze 1) Films produced and transmitted by Brazilian Ministry of Health (MS) about dengue fever, Chikungunya and Zika virus from 2014 to 2017; 2) Interview of a key informant from MS communications consultancy; and 3) Perception of communities about MS films and campaigns during conversation circles conducted in four different cities of Brazil, Anápolis-GO, Cascavel-PR, João Pessoa-PB and Vilhena-RO. For this purpose, this research undertakes a qualitative approach based on a theoretical background which articulates knowledge and practices of Communication and Health areas transversely, in addition to Health Communication. It is observed that MS disclosed 199 films in during the period analyzed, they were informative, educational and campaign movies. Which prioritized a greater production of informative and educational subjects, however, it more than triplicated its investments in distribution and producing of campaigns. When MS faced that outbreak of Zika virus infections and their relation to increasement of microcephaly in 2016, the ministerial cabinet adopted communication in risk situations guidelines. Thenceforth, MS began producing sensationalist campaigns which related losses and sequelae to the arbovirus’s infections. Communication management insists on old communication practicing, and its traditional, transmissive, verticalized media, disregarding Brazilian social determinants of health on its decisions, focusing on eliminating the mosquito vector of deceases. Community, in turn, yearns for a more integrated and dialogical agenda of information, education and communication, which promotes its health and quality of life, as well as social involvement.-
Formato: dc.formatapplication/pdf-
Direitos: dc.rightsAcesso Aberto-
Direitos: dc.rightsA concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.-
Palavras-chave: dc.subjectComunicação em saúde-
Palavras-chave: dc.subjectDengue-
Palavras-chave: dc.subjectChikungunya-
Palavras-chave: dc.subjectZika vírus-
Palavras-chave: dc.subjectSaúde pública-
Palavras-chave: dc.subjectCampanhas de saúde-
Palavras-chave: dc.subjectInformação em saúde-
Título: dc.titleCampanhas audiovisuais do Ministério da Saúde contra dengue, zika e chikungunya nos anos de 2014 a 2017 : análise das estratégias de comunicação em saúde-
Tipo de arquivo: dc.typelivro digital-
Aparece nas coleções:UNB

Não existem arquivos associados a este item.