Florestas estacionais e áreas de ecótono no estado do Tocantins, Brasil : parâmetros estruturais, classificação das fitofisionomias florestais e subsídios para conservação

Registro completo de metadados
MetadadosDescriçãoIdioma
Autor(es): dc.creatorHaidar, Ricardo Flores-
Autor(es): dc.creatorFagg, Jeanine Maria Felfili-
Autor(es): dc.creatorPinto, José Roberto Rodrigues-
Autor(es): dc.creatorDias, Ricardo Ribeiro-
Autor(es): dc.creatorDamasco, Gabriel-
Autor(es): dc.creatorSilva, Lucas de Carvalho Ramos-
Autor(es): dc.creatorFagg, Christopher William-
Data de aceite: dc.date.accessioned2021-10-14T17:52:58Z-
Data de disponibilização: dc.date.available2021-10-14T17:52:58Z-
Data de envio: dc.date.issued2017-09-05-
Data de envio: dc.date.issued2017-09-05-
Data de envio: dc.date.issued2013-09-
Fonte completa do material: dc.identifierhttp://repositorio.unb.br/handle/10482/24385-
Fonte completa do material: dc.identifierhttps://dx.doi.org/10.1590/S0044-59672013000300003-
Fonte: dc.identifier.urihttp://educapes.capes.gov.br/handle/capes/618426-
Descrição: dc.descriptionO objetivo deste estudo foi descrever a riqueza, estrutura e diversidade de espécies arbóreas em áreas de Floresta Estacional e ecótono (Floresta Estacional/Floresta Ombrófila) no estado do Tocantins, buscando subsídios para a conservação, manejo florestal, compensação de reserva legal e recuperação ambiental, além de discutir as identidades fitogeográficas em comparação com outras florestas do Brasil. Em 18 bacias hidrográficas, conduziu-se amostragem da vegetação arbórea (DAP > 5 cm) de 22 áreas (amostras) por meio do inventário de 477 parcelas de 400 m². Foram elaboradas análises de classificação pelo método TWINSPAN, em duas escalas distintas. A primeira avaliou a diversidade beta entre as parcelas amostradas no estado do Tocantins e a segunda buscou analisar a similaridade das florestas do Tocantins em relação a outras florestas do bioma Cerrado e suas áreas de tensão ecológica. As florestas amostradas apresentaram ampla variação em termos de riqueza (33 a 243 espécies), densidade (486 a 1.179 ind.ha-1), área basal (14,04 e 37,49 m².ha-1), índices de diversidade (H´ = 2,75 a 4,59) e de equabilidade (J´= 0,72 a 0,86). As análises de classificação convergiram para resultados comuns, identificando quatro ambientes dissimilares em termos florísticos e estruturais no estado do Tocantins: Floresta Estacional Decidual, Floresta Estacional Semidecidual, ecótono Floresta Estacional Semidecidual/Floresta Ombrófila e ecótono Floresta Estacional Decidual/Floresta Ombrófila. A fim de manter a diversidade de plantas e de ambientes na região de transição Floresta Amazônica e Cerrado, sugere-se que o processo de criação de unidades de conservação no estado do Tocantins deva ser intensificado e tenha como base para seleção das áreas critérios biogeográficos.-
Descrição: dc.descriptionThe purpose of this study was to describe the richness, structure and diversity of tree species occurring in seasonally dry forests and some ecotone areas (Seasonal Forest/Ombrophilous Forest) in the state of Tocantins (Brazil). We aimed to provide information for conservation, management, environmental compensation and restoration strategies, and discuss their phytogeography identities in relation to other Brazilian forests. We selected 22 areas in 18 hydrogeographic basins and performed an inventory of all trees species (DHB > 5 cm) occurring in 477 plots of 400 m². We conducted a classification analysis of the vegetation using the TWINSPAN method in two different scales. The first assessed the beta diversity among plots within the state of Tocantins, and the second analysed similarities between these forests and other forests ecosystems in the Cerrado ecoregion and related ecotones in Central Brazil. A wide variation of species richness (33 to 243 species), density (486 to 1179 trees.ha-1), basal area (14.04 to 37.49 m². ha-1), diversity indexes (H’ = 2.75 to 4.59) and evenness (J’ = 0.72 to 0.86) across the sites was found. Based on floristic and structural aspects, classification analyses identified four major forests types: Seasonal Deciduous Forest, Seasonal Semi-deciduous Forest, and two ecotones Seasonal Semideciduous Forest/Ombrophilous Forest and ecotone Seasonal Deciduous Forest / Ombrophilous Forest. In order to maintain plant and habitat diversity in the Amazon/Cerrado transition zone, the creation of conservation areas should be intensified using biogeographical patterns as site selection criteria.-
Formato: dc.formatapplication/pdf-
Publicador: dc.publisherInstituto Nacional de Pesquisas da Amazônia-
Direitos: dc.rightsAcesso Aberto-
Direitos: dc.rightsActa Amazonica - Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons (Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional (CC BY-NC 4.0)). Fonte: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0044-59672013000300003&lng=pt&tlng=pt. Acesso em: 31 jul. 2017.-
Palavras-chave: dc.subjectDiversidade Beta-
Palavras-chave: dc.subjectFitogeografia-
Palavras-chave: dc.subjectCerrados-
Palavras-chave: dc.subjectAmazônia-
Título: dc.titleFlorestas estacionais e áreas de ecótono no estado do Tocantins, Brasil : parâmetros estruturais, classificação das fitofisionomias florestais e subsídios para conservação-
Título: dc.titleSeasonal forests and ecotone areas in the state of Tocantins, Brazil : structure, classification and guidelines for conservation-
Tipo de arquivo: dc.typelivro digital-
Aparece nas coleções:UNB

Não existem arquivos associados a este item.