Associação do consumo de ácidos graxos ômega 3 com a resposta inflamatória sistêmica e função endotelial em pacientes com infarto do miocárdio

Registro completo de metadados
MetadadosDescriçãoIdioma
Autor(es): dc.contributorSposito, Andrei Carvalho-
Autor(es): dc.creatorChagas, Ana Paula Rezende Costa-
Data de aceite: dc.date.accessioned2021-10-14T17:52:34Z-
Data de disponibilização: dc.date.available2021-10-14T17:52:34Z-
Data de envio: dc.date.issued2015-04-24-
Data de envio: dc.date.issued2015-04-24-
Data de envio: dc.date.issued2015-04-24-
Data de envio: dc.date.issued2014-12-01-
Fonte completa do material: dc.identifierhttp://dx.doi.org/10.26512/2014.12.T.17981-
Fonte: dc.identifier.urihttp://educapes.capes.gov.br/handle/capes/618282-
Descrição: dc.descriptionTese (doutorado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Medicina, Programa de Pós-graduação em Ciências Médicas, 2014.-
Descrição: dc.descriptionO papel dos ácidos graxos -3 na prevenção primária e secundária de doenças cardiovasculares tem sido muito estudado nos últimos tempos. Além do efeito benéfico na redução da mortalidade, o -3 exerce uma ampla gama de efeitos protetores no metabolismo de lipídeos, na pressão arterial sistêmica, na atividade elétrica cardíaca e na função endotelial, além de ter um potente efeito anti-inflamatório. Diante da ausência de dados nacionais, o presente estudo foi delineado para avaliar numa coorte prospectiva de indivíduos com infarto do miocárdio (IM), se o consumo de -3 no trimestre precedente ao evento, avaliado por um questionário de frequência de consumo alimentar, associa-se à resposta inflamatória sistêmica, avaliada pela proteína C reativa (PCR), e à função endotelial, avaliada pela dilatação fluxo-mediada (DFM), pós-IM. Foram incluídos 421 pacientes, todos com consumo de -3 proveniente exclusivamente de fonte alimentar, sendo 221 com consumo ≥ a mediana (1,7g/dia) e 200 com consumo <1,7g/dia. Os resultados mostraram que os pacientes com maior consumo de -3 apresentaram menor elevação na PCR no 5º dia pós-IM (p=0,005) e melhor resposta na função endotelial (p=0,029), quando comparados ao grupo de menor consumo de -3. Concluiu-se que os pacientes que consumiam mais de 1,7g de -3/dia nos três meses anteriores ao IM apresentaram menor resposta inflamatória, quantificada pelos valores de PCR, e melhor função endotelial, quantificada pela DFM, no período pós-IM.-
Descrição: dc.descriptionThe role of -3 fatty acids in primary and secondary prevention of cardiovascular disease has been extensively studied in recent times. Besides the beneficial effect in reducing mortality, -3 exerts a broad range of protective effects on lipid metabolism, systemic arterial pressure, cardiac electrical activity, endothelial function and has a potent anti-inflammatory effect. Given the absence of national data, this study was designed to evaluate in a prospective cohort of patients post myocardial infarction (MI), if the consumption of -3 in the three months preceding the event, evaluated by a food frequency questionnaire, is associated with systemic inflammatory response, assessed by C-reactive protein (CRP), and endothelial function, assessed by flow-mediated dilation (FMD). 421 patients were included, all with -3 consumption exclusively by food; 221 with intake ≥ median (1.7g/day) and 200 with intake <1.7 g/day. The results showed that patients with higher consumption of -3 had lower CRP elevation on the 5th day post-MI (p = 0.005) and had better response in endothelial function (p = 0.029), compared with the group with the lowest consumption of -3. It was concluded that patients post-MI who consumed more than 1.7g of -3/day in the three months preceding the MI had lower inflammatory response, quantified by the values of CRP, and better endothelial function, quantified by FMD.-
Formato: dc.formatapplication/pdf-
Direitos: dc.rightsAcesso Aberto-
Direitos: dc.rightsA concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.-
Palavras-chave: dc.subjectÁcidos graxos-
Palavras-chave: dc.subjectÔmega 3-
Palavras-chave: dc.subjectInfarto do miocárdio-
Título: dc.titleAssociação do consumo de ácidos graxos ômega 3 com a resposta inflamatória sistêmica e função endotelial em pacientes com infarto do miocárdio-
Tipo de arquivo: dc.typelivro digital-
Aparece nas coleções:UNB

Não existem arquivos associados a este item.