Viabilidade do teste do papel no diagnóstico da incontinência urinária de esforço feminino

Registro completo de metadados
MetadadosDescriçãoIdioma
Autor(es): dc.contributorTomaz, Carlos Alberto Bezerra-
Autor(es): dc.creatorLucia, Ricardo Luis de-
Data de aceite: dc.date.accessioned2021-10-14T17:52:29Z-
Data de disponibilização: dc.date.available2021-10-14T17:52:29Z-
Data de envio: dc.date.issued2011-05-07-
Data de envio: dc.date.issued2011-05-07-
Data de envio: dc.date.issued2011-05-07-
Data de envio: dc.date.issued2009-12-11-
Fonte completa do material: dc.identifierhttp://repositorio.unb.br/handle/10482/7595-
Fonte: dc.identifier.urihttp://educapes.capes.gov.br/handle/capes/618249-
Descrição: dc.descriptionDissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Ciências da Saúde, 2009.-
Descrição: dc.descriptionObjetivo: Avaliar a utilização do teste do papel no diagnóstico da incontinência urinária de esforço em mulheres. Material e métodos: 50 mulheres com queixa de incontinência urinária de esforço foram avaliadas. Após o estudo urodinâmico, três pacientes foram excluídas por apresentarem incontinência urinária mista. Pacientes grávidas, com doenças neurológicas, com infecção do trato urinário e com distopias genitais não foram aceitas para o estudo. As pacientes foram submetidas ao Termo de Consentimento Livre e Esclarecido (TCLE) e ao questionário internacional para incontinência urinária versão curta (ICIQ-SF). As pacientes, com bexiga confortavelmente cheia, eram encaminhadas a sala de urodinâmica e submetidas ao teste do papel. Quando ocorre a perda, a mesma era visualizada no papel (mancha), e aferida as suas medidas no sentido longitudinal e transversal. Em seguida as mulheres eram submetidas ao estudo urodinâmico e os resultados comparados. Resultados: A idade média foi de 51,14 anos (23-77), a paridade média foi de 2.96 filhos (0- 13), 26 (55,31%) encontravam-se na pós-menopausa, e destas, cinco (10,64%) faziam uso de terapia de reposição hormonal. Do total de pacientes, 10 (21,28%) haviam realizado Histectomia total abdominal e 14 (29,80%) haviam sido submetidas a tratamento cirúrgico para incontinência urinária. O ICIQ apresentou resultado médio de 14 (5-19). No teste do papel, 28 pacientes (59,57%) apresentaram perdas (mancha) e, no estudo urodinâmico, 34 (72,34%) perderam durante o exame. Todas as pacientes em que o teste do papel foi positivo apresentaram perdas durante o estudo urodinâmico. A análise estatística demonstra uma sensibilidade de 82,35% e especificidade de 100%, com valor preditivo positivo de 100% e valor preditivo negativo de 68,42%. Conclusão: O teste do papel é um método simples, rápido, de baixo custo e não invasivo, que pode ser utilizado no diagnóstico da incontinência urinária de esforço feminino por ter uma boa sensibilidade e alta especifidade. ________________________________________________________________________________________ ABSTRACT-
Descrição: dc.descriptionObjective: Analyze the efficacy of the paper test in the diagnosis of female urinary stress incontinence. Materials and Methods: 50 women with female urinary effort incontinence complaints were assessed. After urodynamic testing, three patients were excluded once presented mixed urinary incontinence. Pregnant patients, with neurologic diseases, with urinary tract infection and with genital dystopia were not accepted to this study. Patients were submitted to the term of free consent and explained and to the international questionnaire for urinary incontinence short form (ICIQ-SF). The patients, with confortably full bladder, were taken to the urodynamic room and submitted to the paper test. When loss occurred, the same was visualized in the paper, and measured. Soon after, women were submitted to the urodynamic study. Results: The average age was 51,14 years (23-77), average parturition was 2.96 infants (0-13), 26 (55.31%) were in post menopause, in which five (10,64%) used hormone replacement therapy. From the total patients, 10 (21.28%) had performed complete abdominal histectomy and 14 (29.80%) surgical treatment for urinary incontinence. The ICIQ-SF presented a mean result of 14 (5-19). In the paper testing, 28 patients (59.57%) presented loss and in the urodynamic testing 34 (72.34%) had loss during the procedure. The statistical analysis shows a sensibility of 82.35% and specificity of 100%, with positive predictive value of 100% and negative predictive value of 68.42%. Conclusion: Paper testing is a simple method, fast, non invasive, that may can be use in the diagnosis of female urinary stress incontinence because his high sensibility and specificity.-
Formato: dc.formatapplication/pdf-
Direitos: dc.rightsAcesso Aberto-
Palavras-chave: dc.subjectAparelho urinário - doenças-
Palavras-chave: dc.subjectUrina - incontinência-
Título: dc.titleViabilidade do teste do papel no diagnóstico da incontinência urinária de esforço feminino-
Título: dc.titlePaper test viability in the diagnosis of female urinary stress incontinence-
Tipo de arquivo: dc.typelivro digital-
Aparece nas coleções:UNB

Não existem arquivos associados a este item.