Associação entre a prevalência de manifestações endodônticas e pacientes diabéticos do tipo II : revisão sistemática e estudo transversal

Registro completo de metadados
MetadadosDescriçãoIdioma
Autor(es): dc.contributorSalles, Loise Pedrosa-
Autor(es): dc.contributorcaxander@gmail.com-
Autor(es): dc.creatorAndrade, Carlos Alexandre Soares-
Data de aceite: dc.date.accessioned2021-10-14T17:52:08Z-
Data de disponibilização: dc.date.available2021-10-14T17:52:08Z-
Data de envio: dc.date.issued2020-08-24-
Data de envio: dc.date.issued2020-08-24-
Data de envio: dc.date.issued2020-08-24-
Data de envio: dc.date.issued2020-06-29-
Fonte completa do material: dc.identifierhttps://repositorio.unb.br/handle/10482/39415-
Fonte: dc.identifier.urihttp://educapes.capes.gov.br/handle/capes/618118-
Descrição: dc.descriptionDissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Ciências da Saúde, Departamento de Odontologia, Programa de Pós-Graduação em em Odontologia, 2020.-
Descrição: dc.descriptionA Diabetes Mellitus Tipo II é uma doença crônica de alta complexidade que envolve diversos acometimentos sistêmicos e orais, sendo uma das doenças com maior índice de mortalidade no mundo. A Diabetes caracteriza-se principalmente pela hiperglicemia, acometimento do sistema imune, dano aos vasos sanguíneos, susceptibilidade a infecções e dificuldade de cicatrização. Objetivo: Avaliar a associação entre doenças endodônticas, parâmetros sistêmicos e exames salivares, em indivíduos portadores de Diabetes Mellitus do Tipo II. Métodos: Foi conduzida uma exaustiva busca nas principais bases de dados disponíveis buscando artigos que relatassem a prevalência e extensão de problemas endodônticos em indivíduos diabéticos. Dois avaliadores cegados avaliaram os trabalhos encontrados de acordo com os critérios de elegibilidade. Foram conduzidas 6 metanálises, a partir da extração de dados de 6 artigos. O estudo transversal foi realizado no Hospital Universitário de Brasília, a partir de exames clínicos intraorais, radiografias bucais, exames salivares e exames sanguíneos. Os dados do grupo de indivíduos diabéticos foram comparados aos do grupo controle, sem diabetes. Resultados: As metanálises de prevalência e extensão de periodontite apical mostraram diferença estatística entre os dois grupos, sugerindo que os indivíduos diabéticos têm mais chances de desenvolver periodontite apical que os indivíduos não diabéticos. O estudo transversal mostrou diferença estatística entre os dois grupos quanto a prevalência e extensão de doenças endodônticas. Além disso, parece haver uma correlação entre a quantidade de dentes afetados por doenças endodônticas com a amilase e glicose salivares. Conclusão: Os estudos sugerem que indivíduos diabéticos são mais suscetíveis a desenvolver problemas endodônticos. Esta relação parece-
Descrição: dc.descriptionDiabetes Mellitus Type II is a chronic disease with high level of complexity that involves several systemic and oral disorders, as one of the highest death rate diseases in the world. Diabetes is characterized mainly by hyperglycemia, impairment of the immune system, damage to blood vessels, susceptibility to infections and difficulty in healing. Aim: To evaluate the association between endodontic diseases, systemic parameters, and even salivary problems, in Diabetes Mellitus Type II. Methods: An exhaustive search was performed in the main available databases to find studies that reported the prevalence and extent of endodontic problems in diabetic patients. Two blinded evaluators assessed the studies according to the eligibility criteria. Six meta-analyzes were conducted, based on data extraction from 6 articles. The cross-sectional study was carried out at University Hospital of Brasilia, based on intraoral clinical examinations, oral radiographs, salivary parameters and blood tests. Data from the diabetic group were compared to data from the control group, without diabetes. Results: The meta-analyzes of prevalence and extent of apical periodontitis showed a statistical difference between the two groups, suggesting that diabetic patients are more likely to develop apical periodontitis than non-diabetic patients. The cross-sectional study showed a statistical difference between the two groups with regard to the prevalence and extent of endodontic diseases. In addition, there appears to be a correlation between the number of teeth affected endodontically with amylase and salivary glucose. Conclusion: Studies suggest that diabetic patients are more susceptible to developing endodontic diseases. This relationship seems to be directly proportional to glycemic control and to salivary parameters as well.-
Formato: dc.formatapplication/pdf-
Direitos: dc.rightsAcesso Aberto-
Palavras-chave: dc.subjectDiabetes mellitus tipo 2-
Palavras-chave: dc.subjectEndodontia-
Palavras-chave: dc.subjectHiperglicemia-
Palavras-chave: dc.subjectSaliva-
Palavras-chave: dc.subjectPeriodontite-
Título: dc.titleAssociação entre a prevalência de manifestações endodônticas e pacientes diabéticos do tipo II : revisão sistemática e estudo transversal-
Tipo de arquivo: dc.typelivro digital-
Aparece nas coleções:UNB

Não existem arquivos associados a este item.