Um Índice para Avaliação da Variabilidade Espaço-Temporal das Chuvas no Brasil

Registro completo de metadados
MetadadosDescriçãoIdioma
Autor(es): dc.creatorFetter, Raquel-
Autor(es): dc.creatorOliveira, Carlos Henke de-
Autor(es): dc.creatorSteinke, Ercília Torres-
Data de aceite: dc.date.accessioned2021-10-14T17:51:45Z-
Data de disponibilização: dc.date.available2021-10-14T17:51:45Z-
Data de envio: dc.date.issued2019-01-02-
Data de envio: dc.date.issued2019-01-02-
Data de envio: dc.date.issued2018-
Fonte completa do material: dc.identifierhttp://repositorio.unb.br/handle/10482/33424-
Fonte completa do material: dc.identifierhttp://dx.doi.org/10.1590/0102-7786332002-
Fonte: dc.identifier.urihttp://educapes.capes.gov.br/handle/capes/617969-
Descrição: dc.descriptionO Brasil apresenta elevada variabilidade espaço-temporal pluviométrica, sendo fundamental representá-la sistematicamente visando conhecer seus efeitos sobre o ciclo hidrológico e as diversas atividades humanas. Assim, é proposto o “Índice de Proporção de Escalas” (IPE), com o objetivo de avaliar a contribuição relativa da variação da quantidade de chuvas em função da maior/menor estruturação espaço/temporal das mesmas. Foram obtidos valores do índice para 809 localizações no país, a partir dos quais foram identificados cinco padrões principais de IPE com distintas configurações espaço-temporal. Foi observado que, em três regiões de fronteira próximas aos limites territoriais do Brasil correspondem a uma faixa de baixos IPEs (fator espacial relativamente mais importante). Enquanto na região central e no extremo sul do país, prevalecem altos IPEs (fator temporal relativamente mais importante). Com isso, a partir dos padrões descritos acima foi possível relacioná-los aos sistemas formadores do tempo meteorológico e, conduzir a uma caracterização preliminar destas regiões que auxiliam no entendimento da variabilidade espaço-temporal das chuvas.-
Descrição: dc.descriptionBrazil shows a high spatial and temporal pluviometric variability. Therefore, it is crucial to systematically represent this phenomena in order to know the influence of precipitation for the hydrological cycle and several human activities. Thus, it is proposed a metrics called IPE (Index of Scale Proportion) to assess the relative contribution of the time and space on the rainfall variability, aiming to identify multi-scalar climatic patterns and to relate them to the main meteorological driver systems. We used data from 809 locations and identified five main patterns for IPE in distinct spatiotemporal configuration. The patterns called A, B and C describe a range of low IPE values (major importance of space relative to time) covering a large circular area with its limits near to the country edge. The patterns called D and E are located respectively on central and south area of country, showing high IPE values (time factor was relatively more important). It was possible to correlate the described IPE patterns to the well-know weather systems, gathering a preliminary characterization that help us to clarify the spatiotemporal rainfall variability.-
Formato: dc.formatapplication/pdf-
Idioma: dc.languagept_BR-
Publicador: dc.publisherSociedade Brasileira de Meteorologia-
Direitos: dc.rightsAcesso Aberto-
Direitos: dc.rightsThis is an Open Access article distributed under the terms of the Creative Commons Attribution Non-Commercial License which permits unrestricted non-commercial use, distribution, and reproduction in any medium provided the original work is properly cited.-
Palavras-chave: dc.subjectChuvas-
Palavras-chave: dc.subjectPrecipitação (Meteorologia) - variabilidade-
Título: dc.titleUm Índice para Avaliação da Variabilidade Espaço-Temporal das Chuvas no Brasil-
Título: dc.titleProposition of an Index for the Study of the Variability of Space-Temporal Rainfall in Brazil-
Tipo de arquivo: dc.typelivro digital-
Aparece nas coleções:UNB

Não existem arquivos associados a este item.