A ação semiótico-social da publicidade governamental sob a perspectiva da análise de discurso crítica e da multimodalidade

Registro completo de metadados
MetadadosDescriçãoIdioma
Autor(es): dc.contributorVieira, Josênia Antunes-
Autor(es): dc.creatorYared, Maria Lílian de Medeiros-
Data de aceite: dc.date.accessioned2021-10-14T17:45:18Z-
Data de disponibilização: dc.date.available2021-10-14T17:45:18Z-
Data de envio: dc.date.issued2016-02-28-
Data de envio: dc.date.issued2016-02-28-
Data de envio: dc.date.issued2016-02-28-
Data de envio: dc.date.issued2015-08-18-
Fonte completa do material: dc.identifierhttp://repositorio.unb.br/handle/10482/19598-
Fonte completa do material: dc.identifierhttp://dx.doi.org/10.26512/2015.08.T.19598-
Fonte: dc.identifier.urihttp://educapes.capes.gov.br/handle/capes/615464-
Descrição: dc.descriptionTese (doutorado)—Universidade de Brasília, Instituto de Letras, Departamento de Linguística, Português e Línguas Clássicas, Programa de Pós-Graduação em Linguística, 2015.-
Descrição: dc.descriptionEsta tese de doutoramento em Linguística consiste em uma pesquisa qualitativa e interpretativa na área de Linguagem e Sociedade, seguindo a linha denominada Discursos, Representações Sociais e Textos. A tese proposta nesta pesquisa concentra-se na investigação de recursos linguísticos e semióticos fundamentadores de uma ação semiótico-social governamental cujo envolvimento emocional e identificacional com o leitor/telespectador direciona-se à intensificação da propaganda político-partidária, com o consequente fortalecimento da marca governamental (brand) e com a constituição da figura do cliente-cidadão, em detrimento da cidadania, o que será desvelado principalmente por meio da análise das publicidades do Banco do Brasil e da Caixa Econômica Federal. A configuração conceitual, teórica e metodológica desta tese baseou-se especialmente na Análise de Discurso Crítica (FAIRCLOUGH, 1989, 2003, 2012), na Linguística Sistêmico-Funcional de Halliday (HALLIDAY, 1968, 2004 e 2014) e na Multimodalidade, de Kress (2010) e de Kress e van Leeuwen (2006), além da utilização do método matricial de transcrição multimodal e análise de filmes (BALDRY e THIBAULT, 2010). A metodologia da pesquisa foi construída tendo como pilar fundacional o método qualitativo-interpretativo, que busca estudar questões sociais levando em conta que o tecido social é muito dinâmico e estudá-lo não significa estabelecer verdades universais, mas sim se aproximar da realidade social por via também dos sistemas semióticos produzidos por essa sociedade, sabendo que a análise será sempre parcial e subjetiva, embora a pesquisa permita algumas generalizações. Utilizei a matriz de transcrição multimodal e ampliei-a em duas outras matrizes: a matriz de progressão imagético-verbal e a matriz de momentos retóricos. A primeira permitiu-me analisar e propor contribuições teóricas a respeito da relação entre dois sistemas semióticos, precisamente a linguagem verbal e a sequência de imagens, sugerindo três tipos de relação: cumulação, legenda reversa e divergência. Com essa matriz, foi possível ainda contribuir teoricamente ao supor que existe, em todo evento comunicacional humano, uma especialização funcional dos sistemas semióticos – isso sugere que, em comerciais desse tipo, as imagens podem se especializar na metafunção interpessoal e a linguagem pode se especializar na metafunção ideacional. Penso também ter contribuído com a teoria ao propor uma nova área de significação e, consequentemente, um novo significado textual para os três significados textuais da ADC, que consiste no significado da identificação, processo de construção discursiva que permite ao viewer se identificar, ao ver uma propaganda, com a realidade retratada no comercial. Essa área de significação identificadora é um processo e se coaduna com o que Kress denomina de mimesis em sua obra de 2010. Penso também ter colaborado teoricamente ao sugerir uma nova forma de operação da ideologia denominada por mim de idealização, que permite a homogeneização discursivo-ideológica de uma população por meio de um ideal comum, que, nesta pesquisa, é o Brasil idealizado dos comerciais. A idealização facilita por demais a governança e mantém a hegemonia. Meus resultados, interpretações finais e generalizações sugerem que há uma tendência muito grande de os comerciais institucionais se converterem estruturalmente cada vez mais em discursos políticos; além disso, há uma tendência a uma simulação de uma interação maior com o viewer. Isso pode indicar que esse hibridismo de gêneros da publicidade institucional (publicidade governamental, propaganda e discurso político) pode estar deixando de lado a verdadeira função constitucional da publicidade institucional, qual seja, a de informar para ajudar o seu público: o cidadão.-
Descrição: dc.descriptionThis doctoral thesis in Linguistics consists of a qualitative and interpretative research in the area of Language and Society, following the line called Speeches, Social Representations and texts. The thesis proposed in this research focuses on the investigation of linguistic and semiotic resources that ground a semiotic-governmental social action whose emotional and identificational involvement with the reader / viewer directs to the intensification of political party propaganda, with the consequent strengthening of the government brand and the establishment of the position of client-citizen, to the detriment of citizenship, which will be unveiled mainly by analyzing the publicity of the Bank of Brazil and Caixa Econômica Federal. The conceptual, theoretical and methodological organization of this thesis was based especially in Critical Discourse Analysis (Fairclough, 1989, 2003, 2012), in Systemic Functional Linguistics Halliday (Halliday, 1968, 2004 and 2014) and Multimodality, Kress (2010) and Kress and van Leeuwen (2006), using the matrix method transcription and multimodal analysis films (Baldry e Thibault, 2010). My methodology was built having as a foundational pillar the qualitative-interpretative method, which seeks to study social issues taking into account that the social fabric is very dynamic and study it does not mean establishing universal truths, but approaching the social reality also through the semiotic systems produced by the institutions, knowing that the analysis will always be partial and subjective, although research allows some generalizations. I used the multimodal transcription matrix and enlarged it in two other matrices: the matrix of imagery-verbal progression and the matrix of rhetorical moments. The first allowed me to analyze and propose theoretical contributions about the relationship between two semiotic systems, precisely the verbal language and the image sequence, suggesting three types of relationship: accumulation, reverse legend and divergence. With this matrix, it could still theoretically contribute to assume that there is in every human communication event a functional specialization of semiotic systems - this suggests that, in commercials of governmental institutions, images may specialize in interpersonal metafunction and the language can specialize in ideational metafunction. I have also contributed to the theory by proposing a new text meaning for the three text meanings of ADC, which is the identification. Here identification means the process that allows the viewer to identify himself or herself with the reality depicted in the commercial. This identification as a process is consistent with what Kress calls mimesis in his work of 2010. I also have collaborated in theory by suggesting a new way of operation of ideology called by me idealization, which allows the discursive and ideological homogenization of a population through a common ideal, which in this research is Brazil idealized. The idealization makes easier the process of governance and maintains hegemony. My findings, conclusions and generalizations suggest that there is a great tendency of institutional advertisements structurally converting in political speeches Furthermore, there is a tendency to a simulation of a larger interaction with the viewer. This may indicate that this generic hybridity of institutional advertising (government advertising, propaganda and political discourse) may be ignoring the true function of an institutional advertising, namely, to inform and to help it audience: the citizen.-
Formato: dc.formatapplication/pdf-
Direitos: dc.rightsAcesso Aberto-
Direitos: dc.rightsA concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.-
Palavras-chave: dc.subjectSemiótica social-
Palavras-chave: dc.subjectMultimodalidade-
Palavras-chave: dc.subjectPublicidade-
Palavras-chave: dc.subjectBancos - Brasil-
Título: dc.titleA ação semiótico-social da publicidade governamental sob a perspectiva da análise de discurso crítica e da multimodalidade-
Tipo de arquivo: dc.typelivro digital-
Aparece nas coleções:UNB

Não existem arquivos associados a este item.