Citotoxicidade in vitro da terapia fotodinâmica com alumínio-cloro-ftalocianina lipossomal em melanoma murino (B16F10)

Registro completo de metadados
MetadadosDescriçãoIdioma
Autor(es): dc.contributorAzevedo, Ricardo Bentes de-
Autor(es): dc.creatorAlbuquerque, Itajaí Oliveira de-
Data de aceite: dc.date.accessioned2021-10-14T17:33:40Z-
Data de disponibilização: dc.date.available2021-10-14T17:33:40Z-
Data de envio: dc.date.issued2010-02-08-
Data de envio: dc.date.issued2010-02-08-
Data de envio: dc.date.issued2010-02-08-
Data de envio: dc.date.issued2008-
Fonte completa do material: dc.identifierhttp://repositorio.unb.br/handle/10482/3564-
Fonte: dc.identifier.urihttp://educapes.capes.gov.br/handle/capes/610784-
Descrição: dc.descriptionDissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Ciências da Saúde, 2008.-
Descrição: dc.descriptionO ensaio apresentado avaliou a citotoxicidade da Terapia Fotodinâmica com Alumínio-Cloro-Ftalocianina Lipossomal (AlClFc) aplicada à cultura de melanoma murino, linhagem B16F10 em diferentes concentrações. Foram estabelecidos oito grupos experimentais: um controle (linhagem B16F10 não exposta a Terapia Fotodinâmica, ao fotossensibilizador e ao laser); três grupos expostos a diferentes concentrações do fotossensibilizador; três grupos submetidos à Terapia Fotodinâmica, combinada com diferentes concentrações do fotossensibilizador, e um grupo exposto ao laser. Os resultados de citotoxicidade com AlClFc na concentração de 5 μM foi citotóxica tanto para a cultura de células exposta ao fármaco, quanto para os grupos submetidos à Terapia Fotodinâmica. As concentrações de AlClFc a 0,5 μM e 0,25 μM apresentaram citotoxicidade mínima para os grupos experimentais não submetidos ao tratamento, e máxima quando submetidos a terapia fotodinâmica. A citotoxicidade no grupo experimental submetido ao laser foi comparável ao grupo controle. As lesões morfológicas observadas no grupo submetido à Terapia Fotodinâmica foram sugestivas de necrose. _______________________________________________________________________________________ ABSTRACT-
Descrição: dc.descriptionThe assay evaluated the cytotoxicity of photodynamic therapy linked to different concentrations of Liposomal Clorine-Aluminum-Phthalocyanine (ClAlPc) on B16F10 murine melanoma ancestry. Eight experimental groups were established: one was a control group (ancestry B16F10 culture); three groups exposed to different photosensitizing agent concentrations; three groups exposed to photodynamic therapy with different photosensitizing agent concentrations and one group exposed to laser radiation. The cytotoxicity results with ClAlPc in concentration of 5 μM were both cytotoxic for the culture of cells exposed only to photosensitizing agent and for the groups submitted to the Photodynamic Therapy. The 0,5 μM and 0,25 μM AlClFc concentrations presented minimum cytotoxicity for experimental groups not submitted to treatment, and important cellular unfeasibility when the experimental groups were treated with photodynamic therapy. The cytotoxicity in experimental group exposed to laser radiation was comparable to the control group. The observed morphologic injuries associated to photodynamic therapy with AlclPc were suggestive of cellular death by necrosis mechanism.-
Formato: dc.formatapplication/pdf-
Direitos: dc.rightsAcesso Aberto-
Palavras-chave: dc.subjectTerapia fotodinâmica-
Palavras-chave: dc.subjectCâncer-
Palavras-chave: dc.subjectCâncer - tratamento-
Palavras-chave: dc.subjectMelanoma-
Título: dc.titleCitotoxicidade in vitro da terapia fotodinâmica com alumínio-cloro-ftalocianina lipossomal em melanoma murino (B16F10)-
Tipo de arquivo: dc.typelivro digital-
Aparece nas coleções:UNB

Não existem arquivos associados a este item.