Medição manual da volumetria do hipocampo utilizando o visualizador Osirix®

Registro completo de metadados
MetadadosDescriçãoIdioma
Autor(es): dc.contributorFarage, Luciano-
Autor(es): dc.contributorCamargos, Einstein Francisco-
Autor(es): dc.creatorMartini, Luciana Lilian Louzada-
Data de aceite: dc.date.accessioned2021-10-14T17:29:53Z-
Data de disponibilização: dc.date.available2021-10-14T17:29:53Z-
Data de envio: dc.date.issued2014-05-27-
Data de envio: dc.date.issued2014-05-27-
Data de envio: dc.date.issued2014-05-27-
Data de envio: dc.date.issued2013-
Fonte completa do material: dc.identifierhttp://repositorio.unb.br/handle/10482/15696-
Fonte: dc.identifier.urihttp://educapes.capes.gov.br/handle/capes/609335-
Descrição: dc.descriptionDissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Ciências da Saúde, Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde, 2013.-
Descrição: dc.descriptionIntrodução: As técnicas usadas para medição volumétrica em uso com execução mais simples ou complexa incluem métodos manuais, semiautomáticos e automáticos com diferentes programas e protocolos. Apesar do avanço tecnológico nesta área, o traçado manual continua sendo o método mais eficaz e de menor custo, entretanto, é o que mais consome tempo, limitando sua aplicação clínica. O programa Osirix é um visualizador DICOM (Comunicação de Imagens Digitais em Medicina), baseado em plataforma Apple, distribuído em várias versões, incluindo uma de 32bits que é gratuita. É uma aplicação com bom desempenho e amplamente difundida entre os radiologistas e demais especialistas que utilizam imagens na sua prática diária. Objetivo: Desenvolver uma técnica de medição volumétrica manual do hipocampo utilizando o visualizador Osirix, versão 5,6 e realizar a comparação interobservador da medição do hipocampo com a mesma técnica. Materiais e Métodos: Foi utilizado o visualizador Osirix gratuito, com imagens de sequência volumétrica SPGR ponderadas em T1, com cortes de 1mm de espessura; intervalo de 0,1mm, obtidas em aparelho de ressonância magnética (RM) GE de 1,5T, com bobina de 8 canais. Foi usada uma delimitação visual específica do hipocampo. No mínimo dez cortes foram escolhidos para o traçado manual das regiões de interesse (ROI), preferencialmente quando houvesse uma mudança na sua conformação visual. Em seguida, selecionou-se na barra de ferramentas o comando ROI, opção ROI volume (volume da área de interesse) e generate missing ROI (gerar áreas de interesse), para gerar as áreas subsequentes automaticamente podendo ser corrigidas manualmente em caso de erros do programa. Finalmente, repetiu-se a sequência ROI e ROI volume, mas dessa vez com o comando compute volume (computar volume) para calcular o volume total de todas as áreas de interesse e gerar uma imagem correspondente em três dimensões (3D). Os coeficientes de correlação intraclasse foram calculados, com um intervalo de 95% de confiança, como uma medida de confiabilidade relativa entre as volumetrias dos leitores. Estes coeficientes foram calculados para uma análise de variância (ANOVA) a dois fatores baseado em concordância absoluta. A técnica foi aplicada em 12 pacientes com idade média de 75 anos, sexo feminino, cognitivamente normal e que realizaram RM devido a outras queixas, como cefaleia, e não apresentavam anormalidades estruturais. As medidas foram realizadas por dois médicos residentes do terceiro ano (R3) de radiologia e uma geriatra, esta sem experiência prévia em manipular imagens de RM. Resultados: Após a análise estatística, verificou-se que todos os coeficientes de correlação intraclasse apresentaram valores abaixo de 0,40 que indica uma baixa concordância entre os avaliadores. Conclusão: A medição volumétrica do hipocampo utilizando o visualizador Osirix tem a vantagem de ser acessível e ter um custo baixo comparado com as técnicas automáticas. Contudo, o procedimento é trabalhoso, demanda tempo e não houve uma correção para a atrofia relacionada ao envelhecimento e a variabilidade individual. A análise estatística evidenciou uma baixa concordância entre os avaliadores o que reforça a necessidade de maior treinamento na delimitação do hipocampo relatado na literatura. _______________________________________________________________________________________ ABSTRACT-
Descrição: dc.descriptionIntroduction: The techniques used for volume measurement from simple to more complex methods include manual, semiautomatic and automatic measurements with a variety of programs and protocols. Despite technological advances, manual tracing remains the most effective and least costly, however it’s more time-consuming and this limits its clinical use. Osirix™ is a DICOM™ (Digital Imaging and Communications in Medicine), viewer, based on an Apple™ platform, available in several versions, including a 32 bits that is free of charge. It performs well and is widespread among radiologists and other specialists who use images in their daily practice. Objective: To develop a technique for hippocampal manual volumetric measurement using the DICOM viewer Osirix™ version 5.6 and compare the interater measurement of the hippocampus with the same technique. Materials and Methods: We used the free viewer Osirix™, with images obtained by T1-weighted gradient echo SPGR volumetric sequence, 1mm thick slices with 0.1mm interval on a 1.5 T MRI (magnetic resonance imaging) GE with an 8 channel head coil. A specific delineation of the hippocampus was used. At least ten slices were chosen to manually trace the region of interest (ROI), preferably where there were changes in its visual conformation. Next, in the toolbar, we selected the following sequence of commands: “ROI”, “ROI volume” and “generate missing ROI” and the software generated automatically the missing ROI that was corrected manually in case of errors. Finally, the sequence was repeated, “ROI”, “ROI volume”, but this time with the final command being “compute volume” to calculate the total volume of all the areas of interest and generate a corresponding three dimensional (3D) image. The Intraclass Correlation Coefficient (ICC) was calculated with 95% confidence interval, 10 as a measure of the reliability between volumetric ratings. These coefficients were calculated on a two-way ANOVA model based on absolute agreement. This technique was applied in 12 patients with mean age of 75, female, cognitively normal and who had MRI performed due to other complaints, such as headache, that showed no structural abnormalities. Two third year radiology residents and 1 geriatrician with limited MRI experience performed the measurements. Results: The statistical analysis found that all ICC had values below 0.40, indicating a weak correlation among raters. Conclusion: The manual volumetric hippocampus measurement with Osirix™ has the advantage of being accessible and of low cost compared to automatic techniques. This technique is time consuming and there was no correction for aging atrophy or individual variability. Statistical analysis demonstrated a weak correlation among raters which confirms the importance of training the researchers on the delineation of the hippocampus.-
Formato: dc.formatapplication/pdf-
Direitos: dc.rightsAcesso Aberto-
Direitos: dc.rightsA concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.-
Palavras-chave: dc.subjectHipocampo (Cérebro)-
Palavras-chave: dc.subjectRessonância magnética-
Palavras-chave: dc.subjectAnálise de imagens-
Título: dc.titleMedição manual da volumetria do hipocampo utilizando o visualizador Osirix®-
Tipo de arquivo: dc.typelivro digital-
Aparece nas coleções:UNB

Não existem arquivos associados a este item.