Estudo ecológico de séries temporais das doenças tropicais negligenciadas, malária e tuberculose - Brasil, 2008 a 2030

Registro completo de metadados
MetadadosDescriçãoIdioma
Autor(es): dc.contributorRamalho, Walter Massa-
Autor(es): dc.creatorXavier, Danielly Batista-
Data de aceite: dc.date.accessioned2021-10-14T17:23:28Z-
Data de disponibilização: dc.date.available2021-10-14T17:23:28Z-
Data de envio: dc.date.issued2020-07-03-
Data de envio: dc.date.issued2020-07-03-
Data de envio: dc.date.issued2020-07-03-
Data de envio: dc.date.issued2020-02-20-
Fonte completa do material: dc.identifierhttps://repositorio.unb.br/handle/10482/38881-
Fonte: dc.identifier.urihttp://educapes.capes.gov.br/handle/capes/606780-
Descrição: dc.descriptionDissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Medicina, Pós-graduação em Medicina Tropical, 2020.-
Descrição: dc.descriptionIntrodução: em um mundo globalizado, estratégias de desenvolvimento são uma pauta constante nas discussões políticas. Em um esforço da Organização das Nações Unidas (ONU) foram propostos os Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODM), compostos por um grupo de 8 ações, definidas por 189 países, com metas até 2015 sendo reavaliados neste ano, gerando novas metas: a Agenda 2030. Em seu objetivo de promoção à saúde, a Agenda 2030 inclui a redução de epidemias por Doenças Tropicais Negligenciadas (DTN) e outras doenças infecciosas, que podem ser mensuradas por meio de indicadores usados na Global Burden of Disease (GBD). O objetivo foi analisar séries temporais e previsões para as DTN, malária e tuberculose entre 2008 e 2030, no Brasil. Metodologia: estudo analítico de séries temporais para a predição de cenários para Anos de vida perdidos ajustados por incapacidade (DALY) por doenças tropicais negligenciadas e outras doenças consideradas na meta 3 dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), no Brasil entre 2008 e 2030. Resultados: foram somados 2.865.043,44 DALYs, sendo 84.731,83 anos de vida com incapacidade (YLD) e 2.780.311,61 anos de vida perdidos (YLL). Somam-se 3.046.846,07 anos de vida ajustados por incapacidade incluindo internação (DALYis) e 266.534,46 anos de vida com incapacidade incluindo internação (YLDis), um incremento de 181.802,63 anos. Os maiores DALYs foram de tuberculose, seguido pela dengue e as menores foram a malária e a hanseníase. Houve maior perda de anos na população do sexo masculino e entre as faixas de 41 a 65 anos de idade. A metodologia ARIMA é amplamente utilizada como modelo para análise e previsão de séries temporais, inclusive na área da saúde, apesar de apresentar limitações. Nesse estudo, cinco dos sete modelos estimados não apresentaram ajustes significativos, considerando o trabalho com séries anuais. Diante disso, é importante promover ações de prevenção e controle de DTN, malária e tuberculose no Brasil.-
Descrição: dc.descriptionIntroduction: In a globalized world, development strategies are a constant agenda in political discussions. The Millennium Development Goals (MDGs) were proposed in an effort by the United Nations (UN), composed of a group of 8 actions, defined by 189 countries, with goals until 2015. New goals were created after MDGs evaluation: The Agenda 2030. The 2030 Agenda includes the reduction of epidemics due to Neglected Tropical Diseases (NTDs) and other infectious diseases in its health promotion goal. This goal can be measured using indicators used in the Global Burden of Disease (GBD). The purpose of this study was to analyze time series and predictions for NTDs, malaria and tuberculosis between 2008 and 2030, in Brazil. Methodology: an analytical study of time series for the prediction of scenarios for DisabilityAdjusted Life Year (DALY) due to neglected tropical diseases and other diseases considered in goal 3 of the Sustainable Development Goals (SDGs) in Brazil between 2008 and 2030. Results: 2,865,043.44 DALYs were added, with 84,731.83 Years Lived with Disability (YLD) and 2,780,311.61 Years of Life Lost (YLL). There are 3,046,846.07 Disability-Adjusted Life Year including hospitalization (DALYis) and 266,534.46 Years Lived with Disability including hospitalization (YLDis), an increase of 181,802.63 years. The highest DALYs were tuberculosis, followed by dengue and the lowest was malaria and leprosy. There was the most important loss of years in the male population and between 41 and 65 years of age. The ARIMA methodology is widely used as a model for analyzing and forecasting time series, including in the health area, despite its limitations. In this study, five of the seven estimated models did not show significant adjustments, considering the work with annual series. Therefore, it is essential to promote NTD prevention and government actions in Brazil.-
Formato: dc.formatapplication/pdf-
Direitos: dc.rightsAcesso Aberto-
Direitos: dc.rightsA concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.-
Palavras-chave: dc.subjectDoenças negligenciadas-
Palavras-chave: dc.subjectMedicina tropical - Brasil-
Palavras-chave: dc.subjectMalária - Brasil-
Palavras-chave: dc.subjectTuberculose-
Título: dc.titleEstudo ecológico de séries temporais das doenças tropicais negligenciadas, malária e tuberculose - Brasil, 2008 a 2030-
Tipo de arquivo: dc.typelivro digital-
Aparece nas coleções:UNB

Não existem arquivos associados a este item.